Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O EVANGELISTA QUE CALCULAVA – Parte 1


Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

“Voltava eu, certa vez, ao passo lento do meu camelo, pela estrada de Bagdá, de uma excursão à famosa cidade de Samarra, nas margens do Tigre, quando avistei, sentado numa pedra, um viajante, modestamente vestido, que parecia repousar das fadigas de alguma viajem.

Dispunha-me a dirigir ao desconhecido o sala trivial dos caminhantes quando, com grande surpresa, o vi levantar-se e pronunciar vagarosamente:

- Um milhão, quatrocentos e vinte e três mil, setecentos e quarenta e cinco!

Sentou-se em seguida e quedou em silêncio, a cabeça apoiada nas mãos, como se estivesse absorto em profunda meditação.

Parei a pequena distância e pus-me a observá-lo, como faria diante de um monumento histórico dos tempos lendários.”

Se você nunca antes havia lido o texto acima pode ter certeza de que deixou de apreciar uma das grandes obras da literatura universal. E escrito por um brasileiro!

Estou me referindo a “O HOMEM QUE CALCULAVA”, uma espécie de romance matemático, repleto de poesia e pérolas da rainha das ciências. Desconfie do seu professor de Matemática se ele confessar que nunca ouviu falar dessa obra.

Essa narrativa plena de pérolas matemáticas foi elaborada pelo professor Júlio César de Melo e Sousa (1895 – 1974), conhecido mundialmente como Malba Tahan. Ele foi um grande matemático e escritor brasileiro.

Sua mais fantástica obra narra a história de Beremiz Samir, um muçulmano que tem uma habilidade incomum para desvendar enigmas matemáticos e para contar histórias repletas de curiosidades e histórias matemáticas.

Sim. E daí? Daí que, neste novo estudo, pretendo revelar mais detalhes a respeito do “Evangelista Sete”, um personagem (inspirado na vida real), que já foi apresentado no estudo em slides 53, intitulado “O MANUAL DO EVANGELISTA SETE”.

E o que esse “Evangelista Sete” teria a ver com o “homem que calculava”? Digamos que vou contar a história real da “versão gospel” de Beremiz Samir.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 17.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 144 – O EVANGELISTA QUE CALCULAVA – Parte 1.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

A DIGITAL DO POLEGAR ESQUERDO DE DEUS


Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Quais as chances de você adivinhar corretamente se, daqui a 20 anos, haverá um presidente brasileiro do sexo masculino? Claro que, como só existem esses dois gêneros, você tem 1 chance em 2 de acertar, ou seja, 50%.

E quais seriam suas chances em adivinhar corretamente que esse presidente será homem e cearense? Aí a coisa complica um pouco e suas chances diminuem. Como existem 26 Estados e um distrito federal, você teria 1 chance em 27.

E quais as suas chances de acertar que será um homem, cearense, e nascido em Sobral? E, além disso, torcedor do Botafogo? E ainda: formado em História?

Claro que, na mesma medida em que aumentam as informações, diminuem drasticamente suas chances de acertar. A Teoria das Probabilidades demonstram até que ponto é possível algo acontecer ou se é matematicamente impossível.

Há alguns meses publiquei um estudo intitulado “A DIGITAL DO POLEGAR DIREITO DE DEUS”, e apresentei vários fenômenos matemáticos para demonstrar o quanto essa fabulosa ciência dos números nos leva a crer na existência de uma Mente universal e perfeita, DEUS!

Aí eu apresento a Matemática como a “DIGITAL DO POLEGAR DIREITO DE DEUS”. E o esquerdo?

Como os estudos do Arquivo7 possuem principalmente duas naturezas (matemática e profética), nada mais adequado do que colocar a Matemática como a digital do Polegar DIREITO de Deus e a Profecia como a digital do Seu Polegar ESQUERDO.

Neste novo estudo mostro uma experiência matemática (realizada há alguns anos) envolvendo a Teoria das Probabilidades e a Profecia Bíblica.

Quais as chances probabilísticas de alguém cumprir 8 profecias específicas? E de cumprir 48? E de cumprir mais de 400? Pois, contrariando todas as probabilidades, Jesus cumpriu dezenas de profecias somente na Sua Primeira Vinda. E Isso é algo que deve merecer a atenção dos estudiosos e céticos.

Para conhecer esse estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 17.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 143 – A DIGITAL DO POLEGAR ESQUERDO DE DEUS.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A MEDIDA PERFEITA – Parte 6

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

E lá vamos nós de novo explorar os mistérios da famosa Razão Áurea. Claro que você precisa conhecer as 5 partes anteriores antes de se aventurar nesta (se quiser mesmo entender algo sobre essa importante constante matemática).

Neste novo estudo, apresento três exemplos interessantes de Razão Áurea na Bíblia (dois inéditos, e um já apresentado em um dos estudos anteriores).

Aí voltamos a velha discussão teológica: A Bíblia está completa com 66 livros ou devem ser incluídos outros? Como os 7 apócrifos presentes na Bíblia Católica e em algumas Bíblias Evangélicas – sim, algumas Bíblias Evangélicas nos Estados Unidos e em outros países (não conheço nenhum caso no Brasil) contém 7 livros apócrifos, mas eles estão numa seção à parte, entre o Antigo e o Novo Testamento, com explicações claras justificando o porque são chamados de apócrifos.

O fato da Razão Áurea aparecer na Bíblia, exatamente no ponto em que se divide o Antigo do Novo Testamento (considerando a Bíblia completa com 66 livros) é um bom argumento a favor dessa divisão da Bíblia sem os apócrifos. Mas, ainda não conheci um argumento melhor e mais devastador do que o fenômeno das “RODAS DA BÍBLIA”. Mais detalhes, veja a série de estudos “AS 3 RODAS DA BÍBLIA”.

De qualquer forma é bem interessante como a chamada Divina Proporção aparece na divisão dos capítulos da Bíblia. Coincidência ou Projeto? Você decide.

Para conhecer esse estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 17.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 142 – A MEDIDA PERFEITA – Parte 6.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

AS “AMOSTRAS GRÁTIS” DO ARREBATAMENTO

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

O conceito de “amostra grátis” nas profecias bíblicas já foi muito explicado e explorado em nossos estudos. Recentemente, ao elaborar um estudo para ser apresentado na abertura de uma festa na igreja em que freqüento, resolvi selecionar vários exemplos bíblicos que, ao meu ver, simbolizam (ou tipificam) o Arrebatamento da Igreja de Jesus.

Estou bem consciente de que existem várias teorias a respeito do tempo do Arrebatamento (pré, midi e pós tribulacionista). É claro para quem conhece os estudos do Arquivo7 que sigo a abordagem pré-tribulacionista. Um amigo já me cobrou um estudo mais “técnico” sobre essa abordagem, ou seja: uma análise bem detalhada, no estilo acadêmico, para que deixe bem claro em que direção as evidências bíblicas (e proféticas) apontam.

É muito fácil (e cômodo) se apresentar diante de uma multidão e pregar que Jesus arrebatará Sua Igreja antes da Grande Tribulação, sem apresentar qualquer evidência bíblica disso.

Eu leio muitas coisas, de todas as principais visões (pré, midi e pós), e tenho plena certeza (pelas Leis da Lógica) de que somente uma dessas visões pode ser verdadeira.

Em breve, se Deus quiser, apresentarei um estudo sobre isso. Na verdade, ele já está sendo elaborado, mas sem previsão de publicação, pois é muito detalhista.

Quanto ao presente estudo, eu cito várias histórias bíblicas (Enoque e Noé, Elias e Eliseu, Daniel e seus amigos, Rute e Boaz, José e seus irmãos, Isaque e Rebeca, etc.) e aponto paralelos com o Arrebatamento da Igreja. No final, demonstro o tempo propício para isso acontecer.

Para conhecer esse estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 17.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 141 – AS “AMOSTRAS GRÁTIS” DO ARREBATAMENTO.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com