Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

domingo, 28 de agosto de 2016

CONFERÊNCIAS ARQUIVO 7 – CALCULANDO A VERDADE

Oferecemos três tipos de conferências ou seminários (para igrejas, escolas, clubes, e onde mais tiver gente).

Duração: Geralmente dois dias, sábado e domingo, podendo, em alguns casos, acontecer a abertura na sexta-feira.

CATEGORIA 1 – PROFECIA BÍBLICA

Público: Todos (adolescentes, jovens e adultos).

Descrição: Uma análise detalhada das profecias bíblicas, envolvendo a Igreja Cristã, Israel e as Nações.

Temas abordados:

1 – Profecias específicas sobre Israel

2 – Profecias específicas sobre a Igreja Cristã

3 – Profecias específicas sobre as Nações

Características especiais: A abordagem apresentada tem como diferencial a demonstração da conexão entre Números, Matemática e Profecia. Ou seja, em nossos estudos, enfatizamos a MATEMÁTICA DA PROFECIA – e isso não tem nada a ver com marcações de datas exatas sobre o Retorno de Cristo.

CATEGORIA 2 – APOLOGÉTICA

Público: Todos (adolescentes, jovens e adultos).

Descrição: Aprendendo as técnicas clássicas de defesa da Fé Cristã.

Principais temas abordados:

1 – As Leis básicas da Lógica

2 – Aprendendo a identificar falsos argumentos e mentiras

3 – Regras básicas de interpretação de textos, com ênfase na interpretação da Bíblia

Características especiais: Muitos seminários e conferências sobre Apologética costumam enfatizar o estudo das doutrinas falsas, preparando os cristãos para defenderem as doutrinas verdadeiras. A nossa abordagem parte do seguinte princípio: “A MELHOR ESTRATÉGIA PARA IDENTIFICARMOS UMA MENTIRA É CONHECERMOS BEM A VERDADE”.

CATEGORIA 3 – MATEMÁGICA BÍBLICA

Público: Todos (adolescentes, jovens e adultos – mais especialmente para estudantes, do Ensino Fundamental, Médio e Superior).

Descrição: O Projeto MATEMÁGICA BÍBLICA foi desenvolvido visando, especialmente, três objetivos:

1 – Mostrar que a Matemática é uma ciência bela, altamente interessante, espetacular, mágica, perfeita, e que o bom funcionamento do nosso Universo depende da perfeição dela;

2 – Reconciliar as pessoas com a Matemática, desmistificando a péssima fama dada a ela (sempre fazendo parte da lista dos nossos piores pesadelos) por culpa do sistema de ensino predominante em nosso país;

3 – Aproximar as pessoas da Bíblia, demonstrando que este milenar livro é muito mais do que um livro religioso. Mas, além disso, é uma preciosa enciclopédia de sabedoria, filosofia, cultura inteligente e ciência. Ou seja, queremos desmistificar a falsa ideia popular de que a Bíblia emburrece, demonstrando que, pelo contrário, quem estuda a Bíblia torna-se mais culto e mais preparado para lidar com os diversos problemas da vida.

Principais temas abordados:

1 – Alma Gêmea Matemática – a dupla numérica mais incrível do Universo

2 – A Medida Perfeita

3 – Deus, os Números e o Universo

Características especiais: Este não é um estudo direcionado para quem ama Matemática, mas mui especialmente para aqueles que tem trauma, antipatia, horror à Matemática, ou seja, 90% da Humanidade. A forma como o estudo é apresentado não é exatamente de acordo com o modelo tradicional: conceitos, explicações, perguntas e respostas. Mas, sim, como uma espécie de show, onde os números são os atores principais, a Matemática é a trilha sonora e o palestrante, apenas o diretor, que conduz o espetáculo.

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento... Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor;... Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.” (Oséias 4.6, 6.3,6)

Moacir R. S. Junior – Contato: morganne777@hotmail.com ou: 

https://www.facebook.com/moacir.junior.31


Site principal: www.arquivo7.com.br

UM DETETIVE INVESTIGA A BÍBLIA – Parte 6


Como os Magos souberam o tempo exato do Nascimento de Jesus? - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Muitos pensam que a coisa aconteceu assim:

Um certo dia, lá no Oriente, três reis (chamados magos) estavam tranquilos em suas casas, aí apareceu uma estranha estrela, com a inscrição "NASCEU UM REI". Rapidamente, eles arrumaram suas malas e, seguindo a estrela (como uma espécie de GPS), foram parar em Belém, onde Jesus nasceu.

Mas, na realidade, a história foi um pouquinho (ou bastante) diferente. Pra começar, as evidências indicam que os tais magos tiveram conhecimento da data aproximada do Nascimento de Jesus, muito tempo antes da tal estrela aparecer nos céus. E eles NÃO ERAM REIS.

Nenhuma outra personalidade da História teve a vida descrita séculos antes do seu nascimento – só Jesus de Nazaré!

A 1.ª Vinda de Cristo, Seu Ministério, Morte e Ressurreição foram preditas, em detalhes, centenas de anos antes de acontecer. Uma pesquisa básica nos profetas do Antigo Testamento seria suficiente para responder às seguintes perguntas:

1 – Quem?

O Messias tinha que ser:
a) Da descendência de Abraão;
b) Da tribo de Judá;
c) Da linhagem de Davi;
d) Tanto Deus quanto homem;
e) Operador de milagres - os cegos, surdos, mudos e aleijados serão curados por Ele (Isaías 35.5,6);

2 – Onde?

f) Terá que nascer numa cidadezinha chamada Belém (Miquéias 5.2);
g) Nascerá de uma virgem (Isaías 7.14) – da semente da mulher, e não de um homem (Gênesis 3.15);
h) Na Sua Vinda, crianças serão assassinadas em Belém (Jeremias 31.15);
i) Morará na região da Galileia (Isaias 9.1,2).

domingo, 21 de agosto de 2016

A APOSTA DA PROFECIA NA ROLETA DO APOCALIPSE


SE JESUS AINDA NÃO TIVER VOLTADO daqui a 30 anos, eu já sei os nomes de alguns países que aparecerão nas manchetes internacionais dos jornais do ano 2046... - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Vamos imaginar o seguinte: Na data de hoje, 30 de junho de 2016, eu escrevo 8 nomes de países, escondo a mensagem numa garrafa, e a enterro por aí...

2000 anos depois, em 30 de junho de 4016, alguém encontra a garrafa... e, espantado, lê o seguinte: "Procure o jornal de hoje, e veja suas manchetes internacionais,..."

A mensagem continua:

"... eu aposto que alguns destes países (talvez a maioria) aparecem nessas manchetes..."

Aí a pessoa fica estarrecida ao comprovar que, boa parte dos 8 países da lista é citada na mesma página do jornal... e quase desmaia ao ver a data em que a mensagem misteriosa foi escrita: 30/06/2016, ou seja: 2000 ANOS ATRÁS!!!

A pessoa está perplexa!                      

Apesar do mundo dela (em 4016) ter cerca de 200 países; da página de notícias ter espaço para apenas 20 manchetes diferentes; ainda assim, a mensagem misteriosa cita apenas 8 países E TODOS APARECEM ENTRE AS 20 MANCHETES!!! COMO É QUE ALGUÉM PODE TER ADIVINHADO ISSO 2000 ANOS ANTES?

Bem, este é o tema do nosso novo estudo. Se você assistir ao noticiário internacional do dia, provavelmente irá deparar, nas manchetes, com alguns destes países: ISRAEL, EGITO, SÍRIA, IRAQUE, IRÃ, GRÉCIA, ITÁLIA e TURQUIA.

É claro que nos dias atuais, esses países são verdadeiras celebridades nos noticiários e apostar que eles continuarão aparecendo nas manchetes daqui a dois, três ou dez anos é apostar baseando-se no óbvio. Mas, e se essa aposta tiver sido feita há 2000 anos atrás?

Mais detalhes, clique aqui: ENCICLOPÉDIA ARQUIVO 7 - CALCULANDO A VERDADE e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (29.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 227 – A APOSTA DA PROFECIA NA ROLETA DO APOCALIPSE
  
Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

domingo, 14 de agosto de 2016

UM CABRA QUE CONTINUA MERECENDO UMA BOA TACA

A FALÁCIA do Bolsa Família - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Ainda sobre o tema FALÁCIAS, apresentamos agora uma espécie de continuação de um trabalho publicado há um bom tempo (número 138), intitulado “UM CABRA BOM DE TACA” – Se nunca o viu, é aconselhável que o veja primeiro antes deste atual estudo.

Agora imagine o seguinte debate:

CANDIDATO 1 - Se eleito, vou dar continuidade ao Bolsa Família. (...) o fato é que existem pessoas recebendo o benefício, que não tem o perfil para estarem no programa, pois possuem alguma renda superior. Vamos fazer uma faxina sobre isso, e dar uma chance para quem realmente precisa.

CANDIDATO 2 - Meu adversário disse que vai fazer uma faxina no Bolsa Família. Vocês o ouviram afirmando isso. Isso significa que ele vai fazer uma limpeza, ou seja, tirar todo mundo. Em outras palavras: vai acabar com o programa que tem beneficiado tantas famílias carentes.

Que FALÁCIA está explícita na fala do candidato 2?

A FALÁCIA DO ESPANTALHO

O candidato 1 claramente prometeu dar continuidade ao Bolsa Família (argumento X, principal), destacando que muita gente carente não tem chances porque quem não precisa, está ocupando a vaga de quem realmente precisa. E que vai dar um jeito nisso, fazendo a tal faxina (argumento Z, secundário). O candidato 2 resolveu enfatizar apenas a parte que fala da “faxina” (argumento Z), induzindo os eleitores a acreditarem que o candidato adversário vai acabar com o Bolsa Família (ou seja, transformou o argumento secundário no argumento principal).

Mas, na fala do distinto (e pilantra) candidato 2, temos a revelação de uma nova espécie de falácia, talvez a falácia mais mortal, capaz de arruinar, repentinamente, a carreira de qualquer político.

Este novo estudo contém duas divisões: a primeira é uma espécie de avaliação do que você já aprendeu. Usando exemplos políticos (ah, esses políticos brasileiros são uma fonte riquíssima de falácias), você será desafiado a dizer qual tipo de falácia está sendo usada no discurso apresentado.

A segunda divisão do estudo vai enfatizar a falácia mais usada nesses agitados tempos políticos em que estamos vivendo no Brasil. Na verdade, em todos os estudos sobre falácias que podemos encontrar por aí (especialmente na Internet), você provavelmente não verá nenhuma falácia intitulada “FALÁCIA DO BOLSA FAMÍLIA”.

Mas tenho dezenas de razões para provar que essa falácia existe e que tem sido utilizada exaustivamente nos últimos 13 anos na política brasileira. Mas como é que ela funciona mesmo?

Mais detalhes, veja nosso novo estudo. Acesse este link ENCICLOPÉDIA ARQUIVO 7 - CALCULANDO A VERDADE e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 27.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é: “226 - UM CABRA QUE CONTINUA MERECENDO UMA BOA TACA”.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

domingo, 7 de agosto de 2016

PROJETO JUDAS 22 – Detonando as Dúvidas – parte 6

Campo de Batalha: a Mente – sem medo de enfrentar o contraditório - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

O que você faria se, de repente, fosse confrontado com a seguinte acusação:

“Os cristãos são estúpidos e ilógicos. Portanto, o Cristianismo não pode ser verdadeiro.”
???!!!

Diante de tal acusação pouco adianta usar versículos bíblicos – o acusador iria ridicularizar qualquer citação bíblica feita pelo cristão. Como fazer agora?

William Lane Craig, um dos maiores apologetas cristãos da atualidade, deu o seguinte conselho:

“Algo fácil que podemos fazer é aprender a formular questões. Greg Kouhl recomenda fazermos duas perguntas aos descrentes:”

“1. O que você quer dizer com isso?”

“2. Que razões você tem para pensar isso?”

“É incrível como essas duas simples perguntas são capazes de embaralhar as pessoas! Por exemplo, pergunte ao descrente o que ele quer dizer quando diz que não acredita em Deus - ele é ateu ou agnóstico? (Prepare-se para explicar a diferença para ele!). O que quer que ele diga, pergunte-o, ‘Que razões você tem para pensar isso?’ Muitas pessoas sequer entendem o que querem dizer com suas afirmações, e provavelmente a maioria não tem boas razões para elas. Enquanto você estiver fazendo perguntas, você não está fazendo afirmação nenhuma, portanto não tem que provar nada. Deixe o ônus da prova com os descrentes.” (Fonte: http://www.reasonablefaith.org/portuguese/tantos-ateus-taeo-pouco-tempo).

Diante da acusação exposta anteriormente, uma resposta seria:

"Deixe-me ver se eu entendi: seu argumento é que

1. Cristãos são estúpidos e ilógicos.

2. Portanto, o Cristianismo não é verdadeiro.

Agora me explique como (2) se segue logicamente de (1)?"

Neste novo estudo mostramos mais uma vez a necessidade do cristão conhecer e fazer bom uso das Leis da Lógica, pois: se um argumento é falso, é fácil demais identificarmos como tal, usando somente as leis básicas da Lógica.

Precisamos acabar com a falsa idéia de que Fé Cristã e Lógica não se combinam. Esta é uma das principais razões de termos elaborado essa série de estudos intitulada “PROJETO JUDAS 22 – DETONANDO AS DÚVIDAS”. Pare de perder tempo e se prepare para o combate.

“... pois as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus, para demolição de fortalezas; derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo;...”  (2 Coríntios 10.4,5)

Mais detalhes, veja nosso novo estudo. Acesse este link ENCICLOPÉDIA ARQUIVO 7 - CALCULANDO A VERDADE e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 27.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é: “225 – PROJETO JUDAS 22 – Detonando as Dúvidas – Parte 5”.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com