Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

quinta-feira, 20 de maio de 2010

NOVOS ESTUDOS EM SLIDES





Aos pacientes leitores do Arquivo7 apresento a seguir os estudos em slides mais recentes (já divulgados na Comunidade "7 - A MARCA DO MISTÉRIO"):

45 - A ASSINATURA HEXAGONAL DE DEUS
Neste estudo abordo o mesmo tema iniciado na parte 3 do slide "O CÓDIGO GÊNESIS", com novas descobertas sobre a relação entre os cristais de neve, os números 37 e 73, o primeiro versículo da Bíblia, no original hebraico e ainda os números ESTRELARES HEXAGONAIS.
Afinal, a famosa ESTRELA DE DAVI é de origem divina ou diabólica? É um debate cada vez mais frequente nos círculos cristãos. Bem, dê uma olhada neste slide e tire suas próprias conclusões.
Alguns fatos que ninguém pode contestar e que merecem um pouco de reflexão:
1 – A NEVE FORMA MISTERIOSAS E INÉDITAS FIGURAS HEXAGONAIS
2 – OS NÚMEROS 37 E 73 FORMAM UMA EXTRELA HEXAGONAL, E SÃO OS NÚMEROS QUE MAIS APARECEM NA ESTRUTURA DO TEXTO HEBRAICO SOBRE A CRIAÇÃO DO UNIVERSO
3 – DEUS FEZ O MUNDO USANDO SUA SABEDORIA
4 – A PALAVRA “SABEDORIA” EM HEBRAICO TEM OS VALORES 73 (VALOR NUMÉRICO NORMAL) E 37 (VALOR NUMÉRICO ORDINAL)
5 – NA BÍBLIA, TANTO JESUS COMO A PALAVRA DE DEUS SÃO COMPARADOS À NEVE
6 – A PALAVRA NEVE NO ANTIGO TESTAMENTO TEM O VALOR NUMÉRICO MÚLTIPLO DE 37, E NO NOVO TESTAMENTO TEM O VALOR MÚLTIPLO DE 73
7 – A ESTRELA HEXAGONAL É CONHECIDA MUNDIALMENTE COMO UM DOS SIGNOS DE ISRAEL, E A PALAVRA ISRAEL (DADA POR DEUS AO PATRIARCA JACÓ) TEM O VALOR NUMÉRICO 541, EXATAMENTE UM NÚMERO ESTRELAR HEXAGONAL
SERÁ QUE TUDO ISSO É APENAS OBRA DO ACASO OU UMA MENSAGEM DIVINA?

46 - UM ANTISSEMITA EM APUROS
No final dos anos 90, Michael Shapiro, um advogado americano, publicou um livro intitulado "OS 100 JUDEUS MAIS INFLUENTES DE TODOS OS TEMPOS". Essas personalidades são classificadas no livro por ordem de influência, segundo a opinião de vários estudiosos entrevistados por Shapiro. Tomando essa lista como base, e apresentando outros nomes judaicos famosos dos tempos modernos, elaborei um estudo (ou roteiro) para ser usado em defesa do povo judeu contra os ataques antissemitas (cada vez mais frequentes em nossos dias).
Levei um mês inteiro, organizando as imagens e os textos (que estavam guardados há muito tempo nos Arquivos7). Espero que alguém faça bom proveito dele.

47 - UM DETETIVE INVESTIGA A BÍBLIA - PARTE 1
A Bíblia é um livro de mistérios. É um grande quebra-cabeças cujas peças estão espalhadas em 66 livros, e para juntar todas as peças precisamos estudar muito, conhecer um pouco das regras clássicas de interpretação de textos, um pouco das linguas originais da Bíblia, etc. Um estudioso da Bíblia é como um detetive investigando um mistério. Partindo desse pensamento, organizei este estudo, onde são mostrados vários principios de investigação e pesquisas, e usando tais princípios somos surpreendidos com a harmonia dos textos bíblicos, mesmo quando muitas vezes aparentam ser contraditórios. Alguns dos temas tratados:
- As 7 juízas da verdade
- As 7 verdades sobre a verdade
- Os 7 testes para a comprovação de um documento histórico
- Os 7 passos para a apuração da verdade
- Os 7 principios para a interpretação correta da Bíblia

48 - DANIEL NA COVA DOS INCRÉDULOS
O livro mais atacado da Bíblia (durante séculos) tem sido Daniel. E por que? Porque suas profecias sobre a ascensão e queda dos impérios BABILÔNICOS, MEDO-PERSA, GREGO e ROMANO, são impressionantes. Durante séculos, os céticos tem -desesperadamente - tentado provar que o livro de Daniel, na verdade, foi escrito por um impostor, anos depois dos acontecimentos profetizados.
É incrivel tanto os argumentos ridículos como o esforço empregado nas tentativas (VÃS) de se desacreditar as profecias de Daniel. Piores do que os leões da cova onde Daniel foi lançado são os críticos antigos e modernos que, lançando mão de toda estratégia (por mais desonesta que seja), tentam - digo outra vez, DESESPERADAMENTE - desacreditar um livro que, a cada dia que passa, nos deixa mais perplexo com sua atualidade e precisão.
Apresento a todos os curiosos desta Comunidade, o estudo em slide "DANIEL NA COVA DOS INCRÉDULOS".

49 - MARAVILHOSA NUMEROLOGIA BÍBLICA - PARTE 1
Chegamos ao Estudo em Slide número 49 (7 x 7), e quero apresentar aos curiosos e admiradores da Numerologia Bíblica um estudo especial, em três partes. Uma viagem (cheia de surpresas e descobertas) ao mundo dos números na Bíblia. Uma análise de todos os números que são citados na Palavra de Deus (entre 1 e 100), seus significados e analogias com as grandes doutrinas judaico-cristãs.

50 - MARAVILHOSA NUMEROLOGIA BÍBLICA - PARTE 2
Continuação.

51 - MARAVILHOSA NUMEROLOGIA BÍBLICA - PARTE 3
Conclusão.

52 - O MANUAL DO EVANGELISTA "SETE" Evangelista "SETE"?
Calma! É só uma forma especial de denomnar quem usa a simbologia dos números para pregar o Evangelho ou o Retorno de Cristo. Depois da série "MARAVILHOSA NUMEROLOGIA BÍBLICA", em três partes, desejo apresentar um personagem real que usa seu conhecimento "bíblico-numerológico" para despertar a atenção para os mistérios da Bíblia. Alguém, dentre os membros desta Comunidade, já leu a bela obra "O HOMEM QUE CALCULAVA", de Malba Tahan, um notável professor de matemática, brasileiro, que adorava a cultura árabe?
Bem, o Evangelista "SETE" é uma "versão evangélica" do homem que calculava. Talvez venha a fazer parte de um romance, qualquer dia desses. Por enquanto, conheça parte de seus pensamentos e suas estratégias evangelísticas.

53 - O CÓDIGO GÊNESIS - PARTE 8
Novamente estou pesquisando a maravilhosa estrutura matemática oculta nos textos originais da Bíblia, especialmente em Gênesis 1. É coisa demais. Cada vez mais estou convencido de que são coincidências demais para serem somente coincidências. Existem alguns pesquisadores estrangeiros que tem feito descobertas espantosas, envolvendo a alta matemática.
Estudar matemática bíblica em lingua estrangeira deve ser coisa de doido ou de apaixonado por Matemática Bíblica (acredito fazer parte do segundo grupo, mas meus amigos acham que sou doido mesmo. Rssss!!!!!!!).
Neste novo estudo em slide exploro um pouco mais os números figurados (triangulares, hexagonais e estrelares hexagonais, estruturados de forma estranha nas primeiras palavras da Bíblia).
Bem, deem uma olhada e tirem suas conclusões. São muitos padrões para serem ignorados e cada vez mais as descobertas ficam mais interessantes.

54 - O CÓDIGO GÊNESIS - PARTE 9
Nesta 9.ª parte vamos estudar os vários padrões envolvendo os números 888 (valor numérico do Nome de Jesus) e 2368 (valor numérico de Jesus Cristo), todos ocultos dentro do primeiro versículo da Bíblia, de uma forma tao complexa que torna-se impossível acreditar que são apenas coincidências.
Quando falamos em códigos bíblicos, muitos certamente vão pensar no famoso CÓDIGO DA BÍBLIA (explorado de forma exagerada pelo jornalista americano MICHAEL DROSNIN, que procura adivinhar o futuro, buscando mensagens ocultas, saltando letras na Torah).
Mas os códigos numéricos que estudamos no Arquivo7 NÃO TÊM NADA A VER com as pesquisas de Drosnin. Na realidade muitos têm refutado as conclusões de Drosnin, mostrando que coisas parecidas são encontradas em outras fontes, fora da Bíblia.
Mas os códigos matemáticos encontrados na Bíblia não são fáceis de serem refutados - se é que podem ser refutados.
Nossa pesquisa é muito rasa, mas existem estudiosos (americanos, ingleses e alemães) que estão num nível avançadíssimo, envolvendo a alta matemática, aquela matemática do ensino superior que nos provoca calafrio só em ser citada.
No estudo "O CÓDIGO GÊNESIS", parte 8, cito alguns desses estudiosos e registro os sites deles.

55 - O CÓDIGO GÊNESIS - PARTE 10
Neste capítulo exploramos a relação entre as 12 tribos de Israel e o Código Gênesis.
A organização das 12 tribos no deserto, os números e os detalhes que são citados na Bíblia, quando examinados à luz das simetrias numéricas e matemáticas, revelam-nos coisas mais do que impressionantes. Mas, afinal, por que os escritores tinham tantas preocupações em registrar detalhes (muitas vezes aparentemente insignificantes)?
- POR DETERMINAÇÃO DIVINA, CADA TRIBO FOI COLOCADA NUMA DETERMINADA POSIÇÃO EM TORNO DO TABERNÁCULO – Números, cap. 2
- POR QUE A TRIBO DE JUDÁ FOI COLOCADA DO LADO ORIENTAL DO TABERNÁCULO? POR QUE NÃO OUTRA TRIBO?
- POR QUE AS TRIBOS DE ISSACAR E ZEBULOM FORAM COLOCADAS NO GRUPO DE JUDÁ? QUAIS CRITÉRIOS DEUS USOU PARA SEPARAR E JUNTAR CADA TRIBO?
Bem, algumas respostas podem ter ligação com a Numerologia Bíblica. Vejam as evidências e tirem suas conclusões.

Como baixar os slides? Copie o link abaixo na barra de endereço de sua navegador de internet, ou vá à seção de slides do site www.arquivosete.webs.com

http://cid-d2396f04ab689fc6.skydrive.live.com/browse.aspx/.res/D2396F04AB689FC6!130

Nenhum comentário:

Postar um comentário