O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

CALCULANDO A VERDADE - A INSPIRAÇÃO DIVINA DA BÍBLIA PROVADA PELA MATEMÁTICA

 

Uma introdução à Matemática Bíblica defendida no Arquivo7, numa exposição bem didática, ideal para quem está entrando em contato com essa tese pela primeira vez ou deseja apresentá-la a algum amigo. 

O "cânon" bíblico está fechado, com 66 livros e 1.189 capítulos, e, neste livro, apresentamos a evidência matemática como prova. 

"Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro" (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Adquira esta obra por meio da seguinte opção: LIVRO FÍSICO (isto é, impresso) - Adquira a partir deste link:

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

sexta-feira, 21 de junho de 2024

AS DIGITAIS DA MÃO DIREITA DE DEUS

 

No calor do deserto, diante de perigos desconhecidos e inesperados, e ainda sob o colossal peso da responsabilidade de liderar mais de um milhão de pessoas recheadas de temperamentos difíceis, Moisés contou com o Auxílio Divino diversas vezes.

Geralmente só prestamos atenção nas ações divinas repletas de “efeitos especiais celestiais”. Raramente alguém percebe as digitais de Deus nos extenuantes detalhes sobre o Tabernáculo. É comum alguém questionar: para que o escritor se deu ao trabalho de registrar números de cortinas, de tábuas, de pregos, de linhas, e todas as outras coisas envolvidas na construção do tabernáculo?

E para que registrar o censo de cada uma das tribos de Israel? Duas vezes? Por que Deus mesmo orientou as posições de cada uma das 12 tribos em volta do Tabernáculo? Por exemplo, que a tribo de Judá ficasse sempre do lado oriental, ao lado das tribos de Zebulom e de Issacar e as tribos de Benjamim, Manassés e Efraim do lado ocidental? E que ficassem nessa posição durante toda a peregrinação até chegar em Canaã?

Você acreditaria que em tudo isso existe, impregnado, uma arquitetura de padrões matemáticos, relacionados aos padrões ocultos de Gênesis 1.1 e ainda conectados à estrutura dos livros e capítulos bíblicos? Este é um dos assuntos que investigamos neste capítulo da Enciclopédia Arquivo7.

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link: 

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1


sexta-feira, 14 de junho de 2024

O INSÓLITO DUELO DE UM CONTRA MEIO MILHÃO... NOS 7 DESAFIOS DA SABEDORIA

 

A Bíblia diz que DEUS fez o mundo através da Sua SABEDORIA:

O Senhor pela sabedoria fundou a terra; pelo entendimento estabeleceu o céu.” (Provérbios 3.19)

Em hebraico, a palavra SABEDORIA vale 73, pelo valor atribuído às letras, e 37 pelo número de ORDEM das letras. E a frase mais importante da Bíblia sobre a origem do Universo (Gênesis 1.1, “No princípio, criou Deus os céus e a terra”) tem o valor numérico justamente de 2701, que é o produto de 37 por 73.

A palavra hebraica para SABEDORIA possui, no original, apenas quatro letras. O alfabeto hebraico desde os tempos bíblicos, é formado por 22 letras. Se precisarmos elaborar uma senha, usando apenas 4 letras hebraicas (e podendo repetir letras), temos, ao todo, somente 234.256 possibilidades. Nenhuma a mais, nenhuma a menos.

Oculta na palavrinha hebraica HOKMAH (a pronúncia do substantivo hebraico) existe uma impressionante arquitetura numérica envolvendo os números 37 e 73 (exatamente dois dos principais números-chave da Matemática Bíblica).

O incrível é que nenhuma das outras 234.255 palavras hebraicas de 4 letras consegue repetir esses padrões.

Agora, se formos elaborar uma senha, com 4 letras, usando o nosso alfabeto ocidental (de 26 letras), podendo repetir letras, quantas possibilidades teremos? 

Matematicamente, podemos ter absoluta certeza de que só existem 456.976 possibilidades! A pergunta é: quantas dessas 456.976 palavras são capazes de repetirem os padrões matemáticos ocultos da palavra hebraica para SABEDORIA? E qual a importância disso para a doutrina da inspiração divina da Bíblia?

É a respeito disso que trata a investigação detalhada neste capítulo 8 da Enciclopédia Arquivo7.

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link: 

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1


sexta-feira, 7 de junho de 2024

A EVIDÊNCIA QUE VALE 37 SEXTILHÕES DE DÓLARES

 

A grande maioria das pessoas, ao apanhar um punhado de neve com a mão, não faz a mínima ideia da maravilha que tem diante de si:

Primeiro, elas têm em mão bilhões de coisinhas minúsculas; 

Segundo, quase 100% dessas coisinhas possui um formato geométrico peculiar: HEXAGONAL ou ESTRELAR HEXAGONAL;

E terceiro, nenhuma delas é igual à outra;

Essas coisinhas são popularmente conhecidas como CRISTAIS DE NEVE.

Bem, e daí? Agora considere os seguintes fatos:

Fato 1 - Gênesis 1.1 (NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA), o texto mais importante sobre a origem do Universo, tem o valor numérico de 2701, isto é, 37 x 73. 

Fato 2 – Na Matemática, esses dois números pertencem à categoria dos ESTRELARES HEXAGONAIS; 

Fato 3 – Quase 100% dos minúsculos flocos de neve possuem o formato HEXAGONAL ou ESTRELAR HEXAGONAL; 

Fato 4 – A palavra NEVE, em hebraico, tal como aparece no Antigo Testamento, vale 333 (múltiplo de 37); e a palavra NEVE, em grego, tal como aparece no Novo Testamento, vale 1460 (múltiplo de 73); 

Fato 5 – Tanto JESUS (Apocalipse 1.14), como a Palavra de Deus (Isaías 55.10,11), são comparados à NEVE; 

Fato 6 – O valor numérico do Nome de JESUS, tal como aparece no grego do Novo Testamento, é múltiplo de 37; 

Fato 7 – Todos os capítulos na Bíblia, onde aparece a palavra "NEVE", formam uma simetria incrível que, no final, nos conecta com o número 37. 

Como isso foi possível? Os detalhes estão neste novo capítulo da Enciclopédia Arquivo7. 

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link: 

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1

 

 

terça-feira, 28 de maio de 2024

A EVIDÊNCIA DO SOBRENATURAL QUE ENVOLVE A MATEMÁTICA E OS ALFABETOS BÍBLICOS


 

Incontáveis exemplos nos fazem suspeitar que o alfabeto primitivo, de onde se originaram todos os outros, especialmente o hebraico, provavelmente teve uma origem sobrenatural, extraterrena, divina. Não estou afirmando que um anjo tenha trazido o alfabeto dos céus, mas que as pessoas (humanas) que o elaboraram, podem ter sido divinamente inspiradas nessa empreitada. 

Existem muitos exemplos de simetrias matemáticas alinhando o alfabeto hebraico à quantidade de livros e capítulos bíblicos, isto é, coisas que só foram elaboradas muitos séculos depois da criação do alfabeto. São coincidências demais para terem sido apenas frutos do mero acaso. E complexas demais para terem sido elaboradas pela mente humana. Por isso, que apostamos na hipótese da inspiração divina. 

E essa hipótese se estende ao alfabeto grego, também usado na composição da Bíblia original (no Novo Testamento).

Para descrever a origem de tudo, o escritor do Gênesis usou a língua hebraica. Dos 22 sinais do alfabeto hebraico, Moisés usou somente 11 para escrever a primeira frase da Bíblia, em Gênesis 1.1, a frase mais importante sobre a origem do Universo.  

NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA”, no original hebraico, contêm somente 7 palavras e 28 letras. O padrão numérico oculto nessa frase (e envolvendo os números 3, 7, 37 e 73) é a base da Matemática Bíblica.  

Um fato que qualquer crítico é obrigado a concordar é que a Bíblia foi dividida em capítulos e versículos somente muitos séculos (aliás, milênios) DEPOIS que foi escrito o livro do Gênesis. Entretanto, inúmeros exemplos (coletados na Enciclopédia Arquivo7), evidenciam uma conexão matemática entre Gênesis 1.1 e a estrutura dos livros e capítulos bíblicos. São tantos exemplos que fica difícil alegar que tudo são meras coincidências.  

Neste capítulo (volume 6) focamos nossa investigação nessa misteriosa conexão entre os alfabetos hebraicos e gregos e a estrutura bíblica. Apresentamos os fatos e sugerimos uma interpretação. Nossa interpretação pode ser rejeitada, os fatos não.

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1


terça-feira, 21 de maio de 2024

TERIA DEUS COLOCADO A MATEMÁTICA NA BÍBLIA COMO UM “CÓDIGO DE SEGURANÇA”?

 

A fé judaica e cristã depende do fato de Gênesis 1.1 ser absolutamente verdadeiro. Sim, se a frase que abre a Bíblia não for verdadeira, nenhuma outra parte da Bíblia é digna de crédito. Gênesis 1.1 é o fundamento de todas as verdades teológicas. Aliás, é a frase mais lida do mundo, se considerarmos que a Bíblia é o livro mais lido do mundo. Quando alguém pega uma Bíblia, mesmo que não tenha a intenção de lê-la, geralmente passa os olhos na sua frase inicial.

Por outro lado, existem certos fatos sobre Gênesis 1.1 que a maioria das pessoas desconhece:

1 – Que, no original hebraico, Gênesis 1.1 possui mais de 300 padrões matemáticos – tudo isso numa curta frase de 7 palavras e 28 letras;

2 – Que esses mesmos padrões podem ser encontrados também na estrutura da Bíblia, envolvendo a ordem dos livros e o total de capítulos em cada livro – pelo menos, mais de 300 padrões foram descobertos!

E é aqui que entra em cena uma tese exótica.

A CONTROVÉRSIA DOS LIVROS APÓCRIFOS

Uma das controvérsias que causam polêmicas no meio cristão diz respeito à quantidade de livros da Bíblia. É sabido que muitos livros foram escritos na época do Antigo e do Novo Testamento, porém, alguns sábios fizeram uma rigorosa seleção (chamada na Teologia de CÂNON), de modo que somente alguns desses livros foram reconhecidos como DIVINAMENTE INSPIRADOS.

O problema é que existem algumas versões de Bíblias com números diferentes de livros e capítulos. Debates intermináveis sobre qual seria a coleção certa de livros têm dominado os círculos teológicos há anos.

Nessas discussões são levadas em consideração aspectos históricos, arqueológicos, linguísticos, etc. Entretanto, existe um fator que quase ninguém considera e que pode ser a evidência terminal sobre a questão: O FATOR MATEMÁTICO!

Bem, se isto é novidade para você, convido-o para conhecer a tese. Detalhada nesta série de estudos, com cinco volumes até o momento. Não são estudos sobre Numerologia Bíblica (que geralmente são subjetivos, pois focam no simbolismo dos números). Esta nossa série trata de Matemática Bíblica. Apresenta fatos, constata padrões, lista evidências. E sugere uma interpretação exótica a respeito dessas evidências.

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1 


terça-feira, 14 de maio de 2024

DEMONSTRANDO, MATEMATICAMENTE, COMO O NOME DE JESUS PROVA O SOBRENATURAL DA BÍBLIA

 

A palavra mais importante do Novo Testamento, no original grego, é o Nome de JESUS. Os próprios escritores revelam que Esse Sagrado Nome não foi escolhido por José e Maria, pais terrenos do Filho de Deus. Mas foi trazido diretamente dos céus, pelo anjo Gabriel. 

Não que o Nome JESUS tenha sido uma criação original. Ele é uma variação do nome Josué, em hebraico. Portanto, não era um nome inédito, singular. Por sinal, na própria Bíblia se menciona outras pessoas, comuns, chamadas Jesus (Colossenses 4.11). 

Porém, o fato é que DEUS escolheu o nome JESUS para nomear Seu Filho em Sua vida terrena. Entretanto, DEUS não escolheu esse nome à toa. Seu significado, em hebraico, tem a ver com SALVAÇÃO. 

"E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados." (Mateus 1:21) 

Contudo, tem muito mais coisa envolvida. O fato, revelado em detalhes neste novo capítulo da Enciclopédia Arquivo7, é que os valores numéricos do Nome JESUS, no original grego, estão conectados tanto à estrutura dos livros e capítulos bíblicos, quanto aos padrões matemáticos ocultos em Gênesis 1.1. 

O surpreendente é que Gênesis 1.1 foi escrito cerca de 1.500 anos antes de JESUS nascer, e a estrutura da Bíblia, com 66 livros e 1.189 capítulos somente foi estabelecida cerca de 1.200 anos depois de Cristo.

Então como toda essa conexão matemática com o Nome de JESUS foi possível? Ou seriam somente meras coincidências? Convido você para mergulhar nessa fascinante e exótica investigação.

 Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1


terça-feira, 7 de maio de 2024

NOVIDADE! A ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 (seção MATEMÁTICA BÍBLICA) EM VÍDEOS!

 

O Arquivo7 no YouTube não é um projeto inédito. Há alguns anos, um amigo e fã do Arquivo7 criou um canal com a corajosa intenção de transformar em vídeos alguns estudos da Enciclopédia Arquivo7. Uns poucos vídeos foram postados, inclusive uma série em 7 partes, retirada diretamente de algumas lives que o autor do Arquivo7 participou durante o período da pandemia da Covid-19. A série é intitulada “AS 7 PEÇAS DO QUEBRA-CABEÇA DOS TEMPOS FINAIS”. Todos os vídeos postados são de estudos sobre profecias bíblicas. O link para acesso é:

https://www.youtube.com/channel/UCr3FvZuiawKOvceudM_wLtA

Quem acompanha o Arquivo7 há algum tempo, sabe que os dois principais temas de estudos envolvem Matemática Bíblica e Profecia Bíblica. São centenas de capítulos da Enciclopédia dedicados a estes dois palpitantes temas. Entretanto, a Matemática Bíblica não é um assunto popular entre os cristãos brasileiros. Aliás, muitos têm até um certo preconceito contra esse tipo de estudo bíblico. Para piorar, é fato que qualquer assunto que envolva matemática é capaz de provocar aversão na maioria das pessoas.

Bem, sabendo desses desafios, resolvi criar um canal no YouTube exclusivamente para postar os estudos da Enciclopédia Arquivo7 sobre Matemática Bíblica. Sim, puramente sobre Matemática Bíblica. Na Enciclopédia os estudos não seguem uma didática ou uma ordem lógica, progressiva, do tipo do mais simples para o mais complexo. Ou seja, quem acessa a Enciclopédia ora se depara com um estudo básico sobre Matemática Bíblica, ora se depara com um estudo mais complexo.

Enfim, não somente resolvi publicar uma série de estudos da forma mais didática possível, explicando passo a passo, os princípios da Matemática Bíblica, como acrescentei um elemento inédito: o ÁUDIOVISUAL!

Em menos de uma semana, foram postados 14 vídeos! Espero que todos alcancem o nosso principal objetivo: edificar espiritualmente vidas no conhecimento da Palavra de Deus.

O link para acesso é: https://www.youtube.com/@Morganne777


A FÓRMULA QUE DETONA A “DEUSA COINCIDÊNCIA”

 


Todos os países usam sistemas de segurança em suas moedas, a fim de tornar mais difícil a vida dos falsificadores. Uma nota de R$ 100,00, por exemplo, possui, de acordo com o Banco Central, 12 elementos de segurança. Um deles a gente pode perceber, olhando no lado que contém a numeração. Na área clara, do lado esquerdo, temos uma marca d´água em tons que variam do claro ao escuro. E que apresenta a figura da República.

Essa marca d’água é uma forma do governo dificultar a reprodução do dinheiro pelos falsificadores. Você não acha que seria igualmente sábio da parte de Deus que Ele colocasse em Seu Livro, alguma coisa (ou marca) que dificultasse a sua falsificação? E como seria isso? 

Uma dessas táticas divinas poderia ser um tipo de código matemático que nos possibilitasse diferenciar uma Bíblia que possua o número correto de livros e capítulos de uma que possua livros e capítulos não divinamente autorizados. Será que esse código matemático existe? 

Considere a seguinte situação: 

Diante de mim existem sete modelos de Bíblias, todas variando em números de livros, capítulos e versículos. Como saber qual delas possui o número correto de livros e capítulos? Existem intermináveis debates acadêmicos sobre essas questões. Geralmente cada debatedor apela para argumentos históricos e arqueológicos. 

Entretanto, alguém constatou os seguintes fatos: 

1 – A primeira frase da Bíblia (Gênesis 1.1) contém, no original hebraico, mais de 300 padrões matemáticos; 

2 – Aplicando alguns testes nas sete Bíblias em foco, uma surpresa: somente uma delas apresentou mais de 300 padrões matemáticos análogos aos de Gênesis 1; 

3 – Nenhuma das outras seis apresentou tal alta quantidade de padrões – aliás, nenhuma delas apresentou mais de 20 exemplos, que podem ser descartados como meras coincidências. 

Seria razoável supor que a Bíblia que apresentou CENTENAS de padrões matemáticos em sua estrutura, seja a Bíblia verdadeiramente completa? 

Bem, neste terceiro capítulo da Enciclopédia Arquivo7, começaremos a apresentar as evidências que constatam essa tese altamente exótica e polêmica elevada ao quadrado.

 Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1


domingo, 28 de abril de 2024

A FRASE QUE SOMENTE DEUS PODERIA CRIAR

 

O que você diria diante da seguinte afirmação? 

“A primeira frase da Bíblia é singular, inimitável, com uma estrutura matemática impossível de ser reproduzida em qualquer outra frase, sem paralelos na literatura mundial. A primeira frase bíblica não pode ter sido mera criação humana.” 

Será que isso é mesmo verdade ou apenas o reflexo do delírio de algum fanático cristão? Considere as evidências: 

Primeiro, a frase que abre a Bíblia (em Gênesis 1.1) contém, no original hebraico, somente 7 palavras e 28 letras; 

Segundo, porém, pacientes estudiosos já encontraram MAIS DE 300 PADRÕES MATEMÁTICOS ocultos nessas 7 palavras; 

Terceiro, essa frase foi escrita numa época muito remota, desprovida da alucinante tecnologia da comunicação que desfrutamos atualmente. 

Portanto, como podemos considerar esses fatos? Meras coincidências? Um fabuloso projeto humano? Ou a evidência absoluta de uma Mente Extraterrena, Onisciente, e até superior ao Universo? 

Neste segundo capítulo da Enciclopédia Arquivo7, a nossa investigação prossegue.

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1 


domingo, 21 de abril de 2024

DEMONSTRANDO COMO DEUS AUTENTICOU O UNIVERSO E A SUA PALAVRA, USANDO OS NÚMEROS 3 E 7...

 

Em 2014, o jornalista britânico Alex Bellos, publicou uma enquete tentando saber qual o número favorito das pessoas. O resultado foi publicado em seu site em 08 de abril de 2014. Cerca de 30.000 pessoas responderam à pergunta. Não havia uma seleção de números para alguém escolher, a pessoa podia citar qualquer número (um milhão, por exemplo). Mas, no final, quem ficou nos primeiros e segundos lugares? 7 e 3. 

Isso poderia ser apenas uma curiosidade qualquer. Entretanto, uma olhada básica na história humana, em suas diversas culturas e religiões, nos leva a constatar que os números 3 e 7 são, sem sombras de dúvidas, os favoritos. Por quê? 

A coisa fica ainda mais fascinante dentro da Bíblia. Os números 3 e 7 não somente são os mais citados, em eventos significativos, como possuem uma estranha conexão entre si. Ou seja, geralmente onde um aparece, o outro também se faz presente. 

Por fim, dentro do universo matemático (onde os conceitos são verdades eternas), os números 3 e 7 também demonstram uma intrigante “amizade matemática”. Uma conexão que não existe em nenhuma outra dupla numérica. 

O que todos esses fatos querem dizer? Simplesmente nada? Nesta série de estudos (conectando Bíblia e Matemática) apresentamos os resultados de uma investigação, que envolveu três décadas de pesquisas. 

Fique à vontade para duvidar ou tentar contestar. Mas sugiro que primeiro examine as evidências. 

“Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro” (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Série "ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7 NA AMAZON.COM". Disponível a partir deste link:

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1 

domingo, 14 de abril de 2024

UM CICLO CHEGA AO FINAL... MAS OUTRO SE INICIA!

 



Como tudo começou... 

Em meados da década de 90, antes de existir Internet no Brasil, eu ministrava estudos bíblicos usando cartazes desenhados. Os estudos eram focados em PROFECIAS BÍBLICAS e MATEMÁTICA BÍBLICA. 

Era quase impossível ministrar esse tipo de assunto sem usar alguma figura ou gráfico. Mas a minha "obra prima" foi ter elaborado um trabalho envolvendo a Bíblia toda, em ROLOS (de papel A4). 

Após uma exaustiva pesquisa na Bíblia e na História, montei um painel com cerca de 1.050 cartazes. Levei cerca de 6 meses elaborando esse gigantesco painel, do Gênesis ao Apocalipse. Com estes exóticos recursos didáticos, os temas proféticos se tornavam de fácil compreensão. 

Fiz o possível para levar o conhecimento bíblico ao alcance de quem eu podia alcançar. Numa época sem internet ou celular, os temas abordados chamavam muito a atenção, pois eram raros e quase ninguém falava a respeito. 

Alguém em algum lugar por aí pode até ter feito a maior pesquisa sobre o número 7 na Bíblia. Mas duvido que tenha organizado ou desenhado toda essa pesquisa num painel maior que o do Arquivo7 (veja mais detalhes no capítulo 185 da Enciclopédia Arquivo7). 

Uma das dificuldades com esse tipo de material era na hora de transportá-lo. A coisa começou a mudar por volta de 2007, quando elaborei o primeiro trabalho em slides (PowerPoint). 

Aí a coisa ficou muitíssimo interessante quando surgiu o Data Show. E a Enciclopédia Arquivo7 foi crescendo... exponencialmente... chegando, na atualidade, aos seguintes números: 400 capítulos, 100 Apêndices, e 123.690 páginas! 

Em 2024, o novo projeto é transformar parte do Arquivo7 em livros. Desde janeiro deste ano, 30 livros já foram elaborados e publicados (no formato digital) no site da Amazon.com. O grande diferencial deste novo formato é que os assuntos estão organizados de forma mais didática e progressiva. Ou seja, enquanto na Enciclopédia em slides os temas estão muito dispersos e, fora de ordem, alternando entre assuntos simples e complexos, na nova Enciclopédia isso não acontece. Os assuntos começam de forma bem simples, mas, a cada capítulo, vão se aprofundando, acrescentando mais detalhes sobre as principais teses envolvidas. 

Como a tese principal é sobre Matemática Bíblica, os estudos vão se desenvolvendo, gradativamente, até um certo clímax. Depois, é a vez de introduzir a tese sobre Profecia Bíblica. Que vai se aprofundando até o ponto de juntar as duas teses (Profecias Matemáticas). Enfim, se o leitor acompanhar capítulo por capítulo, desde o primeiro, muito provavelmente terá um entendimento satisfatório e essencial sobre as teses defendidas. 

Portanto, em 2024, o Arquivo7 se apresenta em três formatos: 

1) EM SLIDES – Disponível neste link:

 https://drive.google.com/drive/mobile/folders/18Q2rUPW46yZCaGpfsdPxOOqovZhaLYkg?usp=drive_link

 

2) IMPRESSO – Um livro está disponível (para venda) neste site: 

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

Este livro é apenas uma introdução básica à principal tese do Arquivo7.

 

3) LIVROS DIGITAIS (para Kindle), disponível (para compra) no site da Amazon.com: 

https://www.amazon.com/-/pt/dp/B0CP9ZCKXQ?binding=kindle_edition&searchxofy=true&ref_=dbs_s_aps_series_rwt_tkin&qid=1707436524&sr=8-1

 

Como costumo dizer por aí: Metade da minha vida é um livro aberto, e ele se chama Enciclopédia Arquivo7. 

morganne777@hotmail.com - moacir37junior@gmail.com


domingo, 7 de abril de 2024

O CÓDIGO DO SÉTIMO MILÊNIO

 

O CÓDIGO DO SÉTIMO MILÊNIO

Um novo capítulo da Enciclopédia Arquivo7

Alguns dos tópicos abordados:

1 – Como se elabora um Código Secreto na era da Inteligência Artificial?

2 – Uma reunião com alguns dos “SETES”...

3 – Morganne apresenta um projeto de código secreto

4 – Os “SETES” raciocinam e aperfeiçoam o projeto

5 – Wendy Milanne dá uma demonstração de genialidade

6 – Os 12 passos para se decodificar o Código do Sétimo Milênio

7 – Moyra Stanley decifra o código

Para acessar este capítulo, veja o número dele na imagem que encabeça esta postagem, depois entre na ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7, através das várias opções reveladas neste link: 

https://www.arquivo7.com.br/2023/05/enciclopedia-arquivo7-como-acessa-la.html 

Moacir Junior


quinta-feira, 28 de março de 2024

A RÉGUA DA PROFECIA, QUE MEDE 2.520 ANOS – Parte 2

 

A RÉGUA DA PROFECIA, QUE MEDE 2.520 ANOS – Parte 2

Um novo capítulo da Enciclopédia Arquivo7

Alguns dos tópicos abordados:

1 – Sobre datas exatas dos tempos antigos

2 – A data exata da queda da Babilônia

3 – Esclarecendo um famoso enigma histórico

4 – Apresentando a terceira Régua do Calendário Profético

5 – O tiro milimetricamente certeiro da profecia

6 – Israel e profecias datadas – tudo a ver!

7 – 16 de outubro de 1946 – o dia da execução

Para acessar este capítulo, veja o número dele na imagem que encabeça esta postagem, depois entre na ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7, através das várias opções reveladas neste link: 

https://www.arquivo7.com.br/2023/05/enciclopedia-arquivo7-como-acessa-la.html 

Moacir Junior


quinta-feira, 21 de março de 2024

A RÉGUA DA PROFECIA, QUE MEDE 2.520 ANOS – Parte 1

A RÉGUA DA PROFECIA, QUE MEDE 2.520 ANOS – Parte 1

Um novo capítulo da Enciclopédia Arquivo7

Alguns dos tópicos abordados:

1 – Sete anos – um importantíssimo padrão na régua da Profecia Bíblica

2 – Esclarecendo detalhes sobre datas nos calendários judaicos e ocidentais

3 – Quando começou o fim dos tempos para o Israel antigo?

4 – As duas principais réguas do calendário profético

5 – Você sabe o que é uma ALIYAH?

6 – Seis profecias datadas em Daniel

7 – Daniel 10.1 – a última profecia datada na cronologia de Daniel

Para acessar este capítulo, veja o número dele na imagem que encabeça esta postagem, depois entre na ENCICLOPÉDIA ARQUIVO7, através das várias opções reveladas neste link: 

https://www.arquivo7.com.br/2023/05/enciclopedia-arquivo7-como-acessa-la.html 

Moacir Junior