Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

sábado, 28 de junho de 2014

A MALDIÇÃO DOS 3 TITANICS – em slides

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Em março de 2012, alguns dias antes de completar 100 anos da tragédia do Titanic, publiquei um texto, “A MALDIÇÃO DOS TRÊS TITANICS” (leia aqui: http://www.arquivo7.com.br/2012/03/maldicao-dos-tres-titanics.html), onde apresento uns fatos bizarros envolvendo três navios com nomes parecidos: TITAN, TITANIC e TITANIAN.

As histórias são assombrosas e as coincidências são estarrecedoras e irrefutáveis. E inquietam muitas pessoas até hoje. Muitos sermões religiosos já foram pregados usando essa terrível tragédia dos mares como ilustração. E, quanto mais pensamos nela, mais somos levados a fazer algumas conexões bíblicas.

Por isso resolvi transformar o texto em slides, para facilitar a divulgação e ser usado como ferramenta evangelística.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 14.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 124 – A MALDIÇÃO DOS 3 TITANICS.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sábado, 21 de junho de 2014

O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 3

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Na primeira parte desta série, provamos, por meio da Lógica e das evidências, que, no final, se existe uma verdade sobre Deus, ela está ou na Bíblia ou no Alcorão.

Na parte 2, apresentamos 21 pacotes de evidências a favor da Bíblia.

Nesta 3ª parte, apresentamos um confronto inusitado entre o Livro Sagrado dos Cristãos e o Livro Sagrado dos Muçulmanos: UM CONFRONTO MATEMÁTICO ENTRE A BÍBLIA E AO ALCORÃO.

Alguns apologistas muçulmanos (como também alguns apologistas cristãos, entre os quais, o criador do Arquivo7) usam a Matemática para provar a inspiração divina ou sobrenatural do seu Livro Sagrado.

No decorrer dos anos, enquanto divulgava os fatos sobre os números na Bíblia e minhas teorias a respeito, algumas pessoas me questionaram: “MAS SERÁ QUE OS LIVROS SAGRADOS DAS OUTRAS RELIGIÕES TAMBÉM NÃO POSSUEM PADRÕES NUMÉRICOS E MATEMÁTICOS IMPRESSIONANTES? COMO VOCÊ PODE PROVAR QUE ISTO É EXCLUSIVIDADE DA BÍBLIA?”

Não é verdade que o Alcorão dá ao número 7 a mesma importância e significado que a Bíblia?

Não é verdade que existe uma estrutura matemática incrível nos textos do Alcorão, envolvendo o número 19 e o número 7?

Bem, diante desses questionamentos elaborei este novo estudo, que prova (para quem tem a mente aberta e sem preconceitos) quem é que tem o peso de evidências maior: a Bíblia ou o Alcorão?

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 14.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 123 – O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 3.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sábado, 14 de junho de 2014

O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 2

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual
É muito comum encontrarmos na Internet (principalmente nas redes sociais) pessoas que fazem afirmações negativas contra a Bíblia, do tipo: “A BÍBLIA É UMA FARSA” ou “A BÍBLIA SÓ CONTÉM MENTIRAS”.

Quando damos uma olhada no perfil desses tipos, esperando encontrar um estudioso sério, uma pessoa que examinou as evidências e chegou a uma conclusão tão surpreendente (expressa nas frases negativas acima), a decepção é grande.

Na maioria dos casos, o que encontramos é um filhinho de papai, que passa mais tempos nas noitadas do que numa Universidade; que leva uma vida desregrada; despreza os princípios morais e zomba dos bons costumes.

Então fica muito fácil entender o porque do seu declarado ódio e preconceito contra a Bíblia. O problema da maioria dos que se dizem ateus ou céticos não é que eles NÃO CONSEGUEM acreditar na Bíblia como a Palavra de Deus. Na verdade, eles NÃO QUEREM que ela seja a Palavra de Deus, pois se isso for verdade, eles estão num caminho perigoso, e são culpados diante de Deus.

Quando alguém se recusa a examinar as evidências é porque, intimamente, teme que as evidências possam provar como verdadeiro aquilo que ele não deseja que seja verdade.

A questão é: se a Bíblia não é verdadeira, por que existem tantas evidências que provam o contrário?

O que devemos fazer com essas evidências? O peso delas é muito grande para ser ignorado. Mas este nosso mundo é muito engraçado. Muitos céticos se recusam a acreditar numa série de 27 documentos sobre Jesus, bem escritos, cuja autenticidade tem sido provada pela História e pela Arqueologia (Novo Testamento). Mas crêem na maior velocidade em qualquer documento (de autenticidade duvidosa) que alguém encontrar por aí, ensinando coisas sobre Jesus que os documentos oficiais não ensinam.

Bem, em nosso novo estudo, listamos 21 evidências (ou pesos) sobre a Bíblia que merecem uma analisada sem preconceitos.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 14.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 122 – O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 2.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sábado, 7 de junho de 2014

A EXATIDÃO MATEMÁTICA DA BÍBLIA – Parte 6

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual
Você está em um certo ponto da Terra, em um certo dia, numa determinada hora.

Nesse exato instante, o Sol está em um ponto X da elíptica celeste e a Lua está num ponto Y. A questão é:

Quanto tempo se passará (isto é, quantos anos) até que os citados astros voltem para a mesma posição, vistos do mesmo lugar da Terra que serviu como referência anteriormente?

Hoje, os astrônomos conhecem a resposta com precisão, mas até meados do século XVII era um grande quebra-cabeça para os cientistas do firmamento.

Bem, existe alguma conexão entre Astronomia e Profecia Bíblica? É claro que sim! As palavras TERRA, SOL, LUA e ESTRELAS, são citadas com muita freqüência nos livros proféticos – especialmente no Apocalipse.

Entretanto, é ainda mais interessante o fato de que muitos dos números citados nas profecias (tipo 1.260, 2.300, etc.) possuem profundas ligações com os ciclos luni-solares e outros dados astronômicos. Seria apenas uma coincidência?

Neste novo estudo acompanhamos a investigação de um astrônomo suíço, na tentativa de encontrar os números relacionados ao ciclos luni-solares. E ele encontra a resposta de sua investigação num lugar inusitado: dentro da Profecia Bíblica!

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 14.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 120 – A EXATIDÃO MATEMÁTICA DA BÍBLIA – Parte 6 (A conexão Astronomia e Profecia).

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com