Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A GEOGRAFIA DO TERROR

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

No momento em que escrevo isto (01/07/2014), o Oriente Médio está numa tensão horrível, como um botijão de gás prestes a explodir. O grupo fundamentalista islâmico denominado EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante) anuncia o estabelecimento do Califado Islâmico na Síria e no Iraque, a Síria e o Iraque sofrem com guerra civil e terrorismo, e Israel começa uma expedição punitiva para castigar os terroristas do Hamas, responsáveis pelo frio assassinato de três estudantes judeus.

Pense em qualquer previsão pessimista para os próximos meses (no Oriente Médio) e provavelmente acertará. É impossível lermos alguma noticia nos jornais sobre essa região explosiva e não pensarmos nas profecias bíblicas.

Esse é o tema do nosso novo estudo, mostrando ainda como o atentado terrorista de 11 de setembro de 2001 está conectado com as profecias bíblicas e toda a crise árabe-israelense-islâmica.

Como este pequeno texto está programado para ser publicado somente em 28 de agosto de 2014, embora o estudo em slides já esteja disponível na internet desde hoje (01/07/2014), é bem possível que nesse curto período de tempo exploda uma nova guerra no Oriente Médio entre Israel e alguns dos seus tradicionais inimigos (provavelmente o Hamas). Esperamos que não, pois em qualquer confronto desse tipo, a população civil é a que mais sofre.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 16.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 132 – A GEOGRAFIA DO TERROR.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O SIGNO DA SERPENTE

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

A marca da Besta!

Fazia tempo que eu sentia a necessidade de elaborar algum estudo específico sobre este tema, um dos mais controversos da Profecia Bíblica. Os sermões e teorias a respeito podem encher centenas de enciclopédias. O famoso número 666 (a celebridade numérica mais conhecida da Bíblia) já foi encontrado nos nomes de Nero, Maomé, Hitler, Napoleão, vários papas, vários presidentes americanos e muitos outros líderes religiosos.

É claro que os métodos para se encontrar tal número variam conforme a necessidade e conveniência. E isso já virou até piada.

Primeiro você escolhe uma personalidade em evidência no noticiário internacional. Pegue o nome dela e some em hebraico. Se não aparecer o 666, some em grego. Se não der certo, calcule em latim. Para ajudar, acrescente alguma letra ou tire alguma letra do nome dela, arranjando uma desculpa qualquer.

Ainda não encontrou o 666? Procure outro método. Em vez do nome calcule algum título. Se não funcionar junte o valor do título com o valor do nome. E assim, vá tentando até achar o 666 e “provar” que tal pessoa é a Besta.

Como deu pra notar isso só atrapalha a interpretação séria da Profecia Bíblica. Isso só ridiculariza os estudiosos do Apocalipse. Não é fácil seguir o ministério do ensino sobre profecias bíblicas. Recentemente, um amigo me contou que estava em uma convenção de pastores e um pastor apresentou um livro sobre Escatologia (a doutrina das últimas coisas) dizendo: “Eis aqui um livro cheio de mentiras”.

No inicio de minha vida como “professor” de profecias bíblicas (como costumam chamar por aqui), fui bastante criticado por ter escolhido a área escatológica. Um dos meus pastores me pediu explicitamente que eu parasse de pregar sobre o Apocalipse, argumentando que era um livro complicado e as pessoas não o entendiam.

Eu poderia ter parado por aí. Mas me senti ainda mais motivado (por essa crítica negativa) e o resultado foi que, na primeira oportunidade que tive (logo após a sugestão negativa do reverendo) preguei sobre o tema “SETE RAZÕES PORQUE DEVEMOS PREGAR O APOCALIPSE”.

Alguns dias depois, conversando com alguns membros da igreja, o pastor disse, meio sorrindo, que não iria mais insistir (para que eu deixasse o Apocalipse de mão), pois, pelo visto, não adiantava.

E não adiantava mesmo. Apesar de sofrer muitas decepções (e rejeições) por parte de muitas igrejas e líderes cristãos, continuei firme, mesmo me sentindo um peixe fora d’água. Aí apareceu a internet e pude compartilhar os estudos com quem realmente se interessa por esse tipo de assunto.

Bem, neste novo estudo apresento uma teoria muito polêmica sobre a Marca da Besta. Se a tivesse conhecido há alguns anos eu não lhe daria a mínima importância. Mas o contexto que a envolve é muito significativo para que possa se menosprezado.

Existe uma máxima no estudo das profecias que pode ser um pouco frustrante, mas que não deixa de ser verdadeira:

“ENTENDEMOS MELHOR UMA PROFECIA QUANTO MAIS SE APROXIMA DO CUMPRIMENTO DELA.”

Em outras palavras: a próxima geração entenderá melhor as profecias bíblicas do que a atual. Não é nenhuma arrogância afirmamos que entendermos melhor as profecias bíblicas hoje do que os estudiosos de 10 anos atrás.

Quanto mais nos aproximamos do final dos tempos, mais claro se torna o significado das profecias bíblicas.

Por isso, esqueça seus preconceitos proféticos e abra sua mente para o que está acontecendo hoje. É de arrepiar.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 131 – O SIGNO DA SERPENTE.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O OUTRO CARA

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual
Qual a nacionalidade do Anticristo?

Durante a Era Cristã o Anticristo teve vários rostos e nacionalidades. Já foi um césar romano, um invasor muçulmano, um papa, um líder comunista, um político europeu, um presidente americano, etc.

Na verdade, quase todos os presidentes americanos já foram associados ao Anticristo. Isso virou uma espécie de obsessão americana. Sempre que surge um novo presidente, temos uma onda de estudos, sermões, livros e documentários “provando” que tal líder americano é o Anticristo.

A bola da vez é Barack Obama. Se pesquisarmos a palavra Anticristo na internet, no Google Images, a cara que mais aparece é a de Obama. E isso já virou até piada.

Esse tipo de paranoia cria muitos constrangimentos entre os estudiosos sérios da Profecia Bíblica e acaba atrapalhando as interpretações corretas dos textos apocalípticos.

O que a Bíblia ensina sobre a nacionalidade do Anticristo? Será ele americano, europeu, asiático, africano? Sobre suas convicções religiosas ele será judeu, muçulmano, um guru oriental, um papa ou um ateu?

Se analisarmos as profecias, colocando cada peça do quebra-cabeça em seu devido lugar, poderemos ter a compreensão exata da verdadeira natureza do Anticristo.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 130 – O OUTRO CARA.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A HORA MAIS SOMBRIA

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Este é um dos estudos mais – digamos – góticos que já elaborei. Do começo ao fim está cercado por uma aura melancólica, uma atmosfera angustiante, um clima tenebroso. E não é para menos. Nele tratamos da atual situação do Cristianismo no mundo, especialmente no Brasil. E o que é pior: enquanto o Cristianismo mergulha na decadência, uma outra força espiritual cresce e se fortalece.

Neste estudo analisamos as profecias bíblicas em três esferas: 1 – O ÓDIO A ISRAEL; 2 – A APOSTASIA CRISTÃ; 3 – UM MUNDO ANTICRISTÃO.

         Quando você chegar ao final deste estudo, se for um cristão de verdade, estará abalado. Se não for, não sentirá nada. Os dados e as evidências apresentados comprovam a veracidade e atualidade das profecias bíblicas. Rejeitar o conhecimento delas pode ser a maior idiotice de nossa geração.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 129 – A HORA MAIS SOMBRIA.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com