Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

terça-feira, 14 de outubro de 2014

O CÓDIGO DA TORAH

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Quando se fala em “CÓDIGOS NA TORAH”, imediatamente a maioria das pessoas se lembra do best-seller de Michael Drosnin, “O CÓDIGO DA BÍBLIA”, publicado no final dos anos 90, e que provocou muitos debates e polêmicas.

Apesar de lidar com muitos códigos e enigmas, os estudos do Arquivo7 nunca deram importância ao tipo de código citado na obra de Drosnin. E por quê?

Drosnin usou uma descoberta feita na primeira metade do século XX por um rabino, Michael Weissmandel, nascido na Hungria. As teorias de Drosnin fazem uma salada com os temas proféticos da Bíblia e, embora seu trabalho tenha algum valor pelos preciosos dados históricos que cita (em minha opinião), as conclusões apresentadas por ele não fazem sentido com a simetria profética bíblica.

Muitos estudiosos (entre os quais, matemáticos e cientistas) contestaram as conclusões de Drosnin, inclusive o reverenciado matemático israelense Eliahu Rips. Aliás, Drosnin diz se inspirar também nos trabalhos de Rips, e afirma que entrou em contato com o fenômeno dos códigos na Torah por meio desse matemático israelense.

Mas, em muitas entrevistas, Eliahu Rips deixa claro que, embora acredite na existência dos códigos da Torah, as conclusões (e alegações) de Drosnin são falsas.

Bem, mas o que existe de verdade nisso tudo? Neste novo estudo, mostro simplesmente o que deu origem à famosa descoberta do rabino Weissmandel. No final cabe a você decidir se faz sentido ou não.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 17.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 139 – O CÓDIGO DA TORAH.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário