Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

sábado, 28 de fevereiro de 2015

NO PRINCÍPIO ERA A MATEMÁTICA – Parte 8

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Em nossos estudos bíblico-matemáticos temos examinado exaustivamente o número Phi (1,618033988...), especialmente na série “A MEDIDA PERFEITA”. Mas, apesar desse ser o número mais popular em estudos envolvendo Matemática e Arte, constantemente é ofuscado (especialmente nas aulas de Matemática) por uma outra celebridade numérica, cujo nome às vezes causa confusão com o seu “colega”. Estamos falando do número Pi.

O Pi (3,1415926...) é o mais conhecido porque é apresentado aos estudantes desde bem cedo (especialmente porque sua aplicação prática é mais utilizada no dia-a-dia).

Já dedicamos um estudo ao Pi (veja: A DIGITAL DO POLEGAR DIREITO DE DEUS), e mostramos que, apesar de ser o número irracional mais pesquisado pelos matemáticos, até agora ninguém (que se saiba) encontrou qualquer padrão nele.

*Obs.: Sobre o significado de número irracional, faça uma pesquisa básica por aí.

Bem, de vez em quando alguém bate um recorde em descoberta do maior número de dígitos do Pi, após a vírgula. Uma notícia de 2010 dizia:

“Um executivo japonês, com um computador construído em casa, calculou o valor do conceito matemático Pi com 5 trilhões de casas decimais em agosto de 2010 e estabeleceu um novo recorde mundial, reconhecido pela Guinness World Records na semana passada.


Porém, dois anos depois, outra notícia informou:

“Quando estamos no colégio, por padrão utilizamos o Pi com o valor de 3,14. Mas você já deve saber que ele vai bem além disso, tendo uma infinidade de casas decimais representadas após a vírgula. E o recorde mundial de números calculados foi quebrado entre dezembro de 2012 e janeiro deste ano, graças a uma série de computadores equipados com processadores gráficos da NVIDIA.”

“O responsável pelo projeto é Ed Karrels, um pesquisador afiliado à Universidade de Santa Clara (nos Estados Unidos). E utilizando um sistema que envolvia um computador com quatro placas gráficas NVIDIA GTX 690, um com duas placas GTX 680 e 24 computadores com uma placa de vídeo GTX 570, ele conseguiu chegar à casa dos 8 quatrilhões de dígitos — muito além do ‘3,14’ do colégio, não é mesmo?”

“Foram 35 dias de cálculos utilizando GPUs da NVIDIA. O trabalho quebrou recorde mundial, que antes pertencia ao Yahoo! — a marca havia sido obtida com mil computadores utilizando apenas CPUs, calculando o Pi durante 23 dias e atingindo os 2 quatrilhões de dígitos.”


Você ficou impressionado com isso? Pois leia esta outra notícia:

“O colombiano Jaime García bateu hoje o recorde mundial ao conseguir dizer, de cor, mais de 150 mil decimais do número Pi diante de alunos da Faculdade de Matemática da Universidade Complutense de Madri.”

“Conhecido como “o computador humano’, Jaime García enfrentou desafios como descobrir a décima terceira raiz de um número de cem dígitos em 0,15 segundos e o cálculo de 1 milhão de anos do calendário Gregoriano.”

“Façanhas como esta colocaram-no cinco vezes no Guinness World Records, o livro dos recordes, e ele pretende ser incluído novamente.”

“Para atingir o novo recorde, García disse que chegou a treinar ‘até 14 horas por dia’ nos últimos meses. ‘Comecei pouco a pouco, todos os dias aprendia cem ou 150 números’".

“Olhar um número de 200 dígitos e memorizá-lo em uma só olhada, repetindo-o da esquerda para direita e da direita para a esquerda, foi um exercício útil para o desafio de hoje.”

“García mostrou-se relaxado e concentrado diante do público, que assistia atônito aos sucessivos cálculos mentais, e sob o olhar atento de dois observadores que anotavam e revisavam os números.”

“Foram necessárias 652 folhas para anotar todos os dígitos que García ia dizendo e que o público acompanhava em uma projeção.”

“O ‘computador humano’ precisou de três dias para chegar ao fim. A partir da quarta página, García passou a ser examinado por membros da platéia, até que provou ser capaz de memorizar 151.204 números do Pi.”


Aí você se pergunta: pra que isso tudo?

Bem, os estudiosos são obcecados em saber se existe algum padrão oculto nos algarismos do Pi ou se ele é eternamente aleatório. Quem sabe se, em algum momento, o número Pi não termine com uma série infindável de 0, ou 7, ou 3 ou outro número qualquer?

Mas até agora não apareceu nem mesmo uma celebridade numérica dentro do Pi, ou seja: nenhum dos 10 algarismos se destaca. Todos aparecem praticamente a mesma quantidade de vezes.

Bem, o nosso novo estudo envolve mais uma investigação sobre o Pi, além de outras constantes matemáticas famosas (Phi, Euler, Raiz de 3, etc.). Uma nova forma de se olhar os números do Pi mostram interessantes conexões com o CÓDIGO GÊNESIS.


Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (19.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 156 – NO PRINCÍPIO ERA A MATEMÁTICA – Parte 8.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário