Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

sábado, 21 de março de 2015

O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 4

O Número Pi, a Bíblia e o Alcorão - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Novamente vamos confrontar a Bíblia e o Alcorão pela perspectiva matemática. Na parte 1 desta série (O PESO DAS EVIDÊNCIAS), demonstrei, por meio da Lógica que, no final, somente dois livros parecem ter a resposta para os mistérios do Universo, nossa origem, propósito e destino: Ou a Bíblia (livro sagrado para cristãos e judeus) ou o Alcorão (livro sagrado dos muçulmanos).

Nenhum outro livro chega aos pés desses. Por isso é importante investiga-los cada vez mais. Uma minoria de estudiosos muçulmanos acredita que existem padrões matemáticos e numéricos na estrutura do Alcorão. Uma parcela (também pequena) de estudiosos cristãos acredita em padrões matemático-numéricos ocultos na Bíblia. A questão é: O prato mais pesado da balança das evidências pende mais para qual dos lados?

Na parte 3 desta série o combate matemático aconteceu envolvendo o valor numérico da primeira frase do Alcorão e da primeira frase da Bíblia. Se você leu com atenção, sem preconceitos, e com a mente aberta, não tem como contestar o peso das evidências.

Agora, o combate matemático continua (ainda envolvendo a primeira frase de ambos os livros). Mas desta vez o fiel da balança é o número Pi.

Mais detalhes sobre este novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (19.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 159 – O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 4.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário