Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

QUANDO O INIMIGO, SEM QUERER, FAZ O QUE DEUS QUER – Parte 1

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

O homem é livre para escolher o seu destino, ou sua história já está traçada desde a Eternidade passada? Como eu já disse em outros textos, este é um debate que só acabará na Eternidade. Mas acredito que podemos ter a resposta certa ainda nesta vida. E isso dependerá da compreensão correta dos textos bíblicos (e, talvez, até do caráter do intérprete – como assim?).

Uma das coisas que você vai encontrar com a maior facilidade, nos círculos acadêmicos (especialmente no setor da Teologia), é o chamado ORGULHO INTELECTUAL ou ARROGÂNCIA INTELECTUAL.

Em resumo, esses termos se relacionam àqueles indivíduos que não admitem, de forma nenhuma, que suas teses estejam erradas. Uma das características deles é zombar, ridicularizar, menosprezar, humilhar aqueles que possuem um pensamento contrário ou diferente.

Seu argumento pode ser melhor do que o meu. Você pode estar certo e eu errado. Mas zombar do meu erro não é o melhor caminho. Ridicularizar meu nível intelectual (você pode ter doutorado e eu não) não é defender a verdade. A verdade não depende do nível intelectual de ninguém (ARGUMENTO DA AUTORIDADE).

Existem doutores no Cristianismo, no Islamismo, no Budismo, no Hinduísmo, em praticamente todas as religiões mundiais. Como todas essas religiões possuem doutrinas excludentes (isto é, doutrinas contraditórias), é claro que NEM TODAS SÃO VERDADEIRAS.

A VERDADE NÃO DEPENDE DO NÍVEL INTELECTUAL DE NINGUÉM. Por isso, no Arquivo7, quando lidamos com temas polêmicos, analisamos todas as evidências possíveis, até encontrarmos a verdade (onde quer que ela esteja).

         Por que estou falando essas coisas?

         Porque em quase todos os debates sobre PREDESTINAÇÃO E LIVRE-ARBÍTRIO é comum encontrarmos esse clima de “ares de superioridade intelectual (e espiritual)”. É comum encontrarmos debatedores apelando para golpes baixos, isto é, ridicularizando o nível intelectual (e até espiritual) dos adversários. Tem até quem não considera cristão quem pensa diferente dele (nessa área).

         Diante de tudo que o foi dito, peço a você que dê uma olhada em nosso novo estudo, com a mente aberta, sem preconceitos. Estou convencido de que estou no caminho certo (teologicamente falando). Mas, caso eu encontre evidências para me provar o contrário, estou disposto a renunciar ao meu modo de pensar. Já fiz isso outras vezes. E não acredito que minha espiritualidade tenha apagado ou diminuído por pensar assim.

Mais detalhes, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (23.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 196 – QUANDO O INIMIGO, SEM QUERER, FAZ O QUE DEUS QUER – Parte 1.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário