Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O DIA EM QUE O ARQUIVO7 FOI ACUSADO DE SER “JUDAISMO DISFARÇADO DE CRISTIANISMO”


      Num certo dia de 2012 (ainda no primeiro semestre) tive uma conversa com um irmão (evangélico) a respeito do papel de Israel na profecia bíblica. Na verdade, o diálogo começou de uma forma inesperada (via MSN). Vou transcrever o texto na íntegra, apenas corrigindo eventuais erros de ortografia de ambas as partes, produtos da pressa na hora da digitação. Também conservei o texto dele em negrito conforme o original.

         Qualquer contestação, podem me escrever à vontade. É claro que não há necessidade de revelar o nome do irmão, por isso vou chamá-lo “Mister X”.

         Logo que entrei no MSN, recebi a mensagem:

Mister X diz:
- Arquivo 7.

MOACIR diz:
- Hello!!!

Mister X diz:
- Judaísmo dentro do cristianismo. Vê se você consegue fazer o contrario agora, mano.

MOACIR diz:
- Por exemplo?

Mister X diz:
- Ver a Bíblia de Apocalipse até Gênesis, por exemplo.

MOACIR diz:
- Hum, é uma ideia interessante.

Mister X diz:
- ;
- :)

MOACIR diz:
- Mas depois você me explica essa história direitinho (judaísmo dentro do cristianismo)...

Mister X diz:
- Essa é a proposta do Arquivo 7. Todo cristão sabe.

MOACIR diz:
- Pela forma de você falar, dá pra pensar que estou pregando o judaísmo dentro do cristianismo, é isso?

Mister X diz:
- É. Ou estou enganado: é só judaísmo mesmo?

MOACIR diz:
- Bom, até onde eu sei, não ensino em lugar nenhum dos meus blogs ou slides que o cristão deve guardar o sábado, deixar de comer certas comidas, guardar certas festas, etc. O que faço é apontar as profecias específicas para o povo de Israel.

Mister X diz:
- E não é isso que eu disse: pregas o judaísmo. Nós somos o Israel de Deus, meu caro.

MOACIR diz:
- Essa história de Israel de Deus é muito bonita, mas é uma falsa teologia.

Mister X diz:
- Ah é? Pelo visto não/nunca leu os documentos chamados de catecismos e confissões de fé da igreja cristã, aonde todo convertido a Cristo sabe que isso não passa de sonho israelita: milênio, salvação para Israel, volta para reino eterno em Jerusalém: essa teologia é paulina, meu caro: então o pensamento que Deus deu a Paulo é uma inspiração falsa....

MOACIR diz:
- Não estou dizendo isso. O que acontece é que as pessoas escutam ou lêem alguma coisa aqui e ali sobre certos pensamentos, não se aprofundam e acham que é o correto. Me diga uma coisa, Zacarias 14 já se cumpriu?

Mister X diz:
- Ha algo mais profundo do que os documentos saídos dos pais da igreja? Zc 14... deixa eu ver.

MOACIR diz:
- Os pais da igreja a que você se refere são os apóstolos ou os que vieram depois deles? Os ensinamentos de Paulo não contradizem o que estou falando. Romanos 11, por exemplo, Paulo mostra que ainda há um futuro para Israel e que isso é distinto do futuro da Igreja.

Mister X diz:
- Eita Moacir.... logo agora, amigo. Depois a gente fala sobre isso: dá uma procurada nas Confissões de Fé históricas, porque não são pensamentos daqui e dali não: são da Igreja.

MOACIR diz:
- Ok, mas vou avisando que conheço um pouco dessas confissões de Fé e muitas delas são corrompidas por heresias. Paulo avisou aos cristãos de Éfeso que depois da partida dele, muitos lobos devoradores iriam se levantar para devorar o rebanho. Muitos dos chamados "pais da Igreja" não passaram de lobos disfarçados de ovelhas. Por isso, devemos apoiar nossas crenças nos "pais da igrejas" (apóstolos) e tomar cuidado com os que vieram depois deles. Na verdade, muitos massacres contra os judeus foram incentivados pelos chamados cristãos que acreditavam que a raça judaica era amaldiçoada. O próprio Martinho Lutero, apesar de ter feito uma grande obra na Reforma Protestante, escreveu muitas coisas antissemitas.

Mister X diz:
- Meu jovem. O cristianismo é extra e alem judeus. Deus não limitou o seu evangelho para judeus. Ele é ilimitado: o evangelho é universal.

MOACIR diz:
- Claro que é ilimitado. Não é isso que estamos discutindo aqui. O Evangelho é universal, "para todo aquele que nEle crê". Só que isso não invalida as promessas que Deus fez para Abraão, Isaque e Jacó.

Mister X diz:
- Paulo disse que o que vale é a circuncisão do coração. E isso, ao contrário é tipicamente judaizante. Zc 14 fala de lugar. Jesus não voltará para pousar em Jerusalém, caro.

MOACIR diz:
- E Zacarias 14 quer dizer o que? Em muitas Bíblias (da própria tradução de Almeida) existe um título em Zacarias 13 ou entre o cap. 13 e o 14, dizendo que o tema do capítulo é: O JUÍZO FINAL, A EXALTAÇÃO DA IGREJA.  É um grande equívoco. Aqueles caps. ali não tratam disso, mas do Retorno de Jesus em grande poder e glória, para descer não num lugar qualquer do mundo, mas em Israel.

Mister X diz:
- Meu filho... não idolatra Israel. Por favor, não faz isso.

MOACIR diz:
- Rapaz, essa acusação é pesada. Idolatrar Israel? Quem colocou isso na tua cabeça? Interpretar a Bíblia de forma literal (nas partes literais) e simbólicas nas partes simbólicas não levam a outra conclusão: A Igreja é a Igreja e Israel é Israel.

Mister X diz:
- O profeta era limitado em sua visão de mundo, meu jovem.  Então.

MOACIR diz:
- Quer dizer que o que Daniel profetizou a respeito dos últimos dias, é limitado?

Mister X diz:
- Não: chegou até a boca de João, no Ap.

MOACIR diz:
- Quando Zacarias diz que todas as nações se levantarão contra Jerusalém quer dizer que todos os demônios se levantarão contra a Igreja?

Mister X diz:
- Não senhor: quando diz que se levantaram contra a Igreja: é contra a igreja.

MOACIR diz:
- Então...

Mister X diz:
- O paralelismo entre Jerusalém e a Igreja só existe ai para que exista entendimento de acontecerá uma perseguição contra ela. Contra a Igreja

MOACIR diz:
- Então Zacarias 14 é simbólico?

Mister X diz:
- É sim senhor. Porque Zacarias tinha entendimento de mundo limitado. Conhecia Jerusalém apenas: e ela como um lugar base para as ações de Deus. Então: como diria outro lugar? Seria impossível.

MOACIR diz:
- Então quando Deus promete trazer os judeus de toda parte do mundo de volta para sua terra é tudo simbólico?

Mister X diz:
- Certíssimo.

MOACIR diz:
- Mas lembre-se que as visões não são de Zacarias, mas de Deus. Podemos afirmar que Deus tem a visão limitada?

Mister X diz:
- Porque se não fosse: Deus teria predileção por judeus. Meu jovem: Deus deu a visão para um homem escrever. E ai?

MOACIR diz:
- Quando Moisés diz em Deuteronômio 28 que os judeus serão perseguidos e massacrados pelas nações, aquilo é simbólico?

Mister X diz:
- Não: se volta para o Israel de Deus, promulgado por Paulo, apostolo de Cristo. Aliás: reiterado por Paulo.

MOACIR diz:
- Não entendi. Deut. 28 é simbólico ou não (em relação às perseguições e massacres dos judeus)?

Mister X diz:
- Veja como você defende o judaísmo. Essa não é a proposta bíblica.

MOACIR diz:
- Responda a pergunta, meu caro. Deut. 28 é simbólico ou não?

Mister X diz:
- O povo judeu sempre sofreu: mas a maioria não sofreu por causa do sacrifício de Cristo.

MOACIR diz:
- Eu nunca disse isso.

Mister X diz:
- Deuteronômio se cumpre no corpo de Cristo. Faça as correlações de texto, por favor.

MOACIR diz:
- Eu só preciso que você me responda: Quando Moisés fala que Deus vai espalhar o seu povo entre as nações, isso é simbólico ou não? Meritíssimo, diga pra testemunha responder à pergunta (rssss!!!).

Mister X diz:
- Vou precisar me ausentar, mas quero continuar a conversa. Ok?

MOACIR diz:
- Certamente. Eu gostei. Faz tempo que não tenho um debate desses.
  
Mister X diz:
- Parou em Abraão: e não em Moisés.
(neste ponto, desligou).

MOACIR diz:
- Até qualquer hora. (Fim da conversa).

Moacir R. S. Junior – Igarapé Grande – MA

morganne777@hotmail.com 


sábado, 22 de dezembro de 2012

O QUE ESTÁ POR TRÁS DE TANTAS PROFECIAS FALSAS SOBRE O FIM DO MUNDO?



Recentemente, tivemos mais uma data para o “fim do mundo”. Alguns não lembram (até porque a repercussão foi menor) que em 30 de junho deste ano tivemos outra data para o fim. Um polêmico líder religioso que se proclama a reencarnação de Jesus (um tal José Jesus de Miranda), marcou o fim dos tempos para 30 de junho deste ano.
Não vou afirmar que mais essa profecia falhou, porque aí estaria ofendendo a inteligência dos meus amados leitores.
No ano passado, tivemos duas datas para o fim: 21 de maio e 21 de outubro. E assim caminha a Humanidade. No próximo ano, certamente o mundo vai se acabar de novo e assim, até o momento em que Deus irá intervir repentinamente na história humana, colocando um ponto final, e dando inicio a uma nova história.
Mas você nunca se perguntou por que somos constantemente bombardeados por essas coisas? Nunca se perguntou por que os falsos profetas estão brotando mais depressa do que feijão em tempos de fartura?
Só na década passada (90) tivemos uma enxurrada de malucos dizendo ser Jesus Cristo (se eu fosse citar os nomes deles, este artigo ficaria muito longo). Você já se perguntou por que nunca vemos alguém dizendo que é Buda, Maomé, ou outro grande líder religioso do passado? Geralmente todos dizem que são Jesus e pronto.
Se o mundo é muito grande e já teve muitos mestres religiosos, por que quase todo mundo só quer ser Jesus e não outro?
Use sua massa cinzenta e interprete o que Jesus disse em Mateus 24.5,6: “Respondeu-lhes Jesus: Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão.”

O texto não está bastante claro? Tente negar que estas palavras de Jesus estão se cumprindo em nossos dias!

Será que existe alguma trama malignamente articulada por trás dessa onda de falsos profetas, falsos cristos e marcação de datas para o fim do mundo?

Leia cuidadosamente a tese que irei apresentar agora e tente contestá-la.

Quando eu era criança ouvi muito a história de um menino que gostava de enganar os outros, se escondendo no mato gritando: “Socorro! Tem um bicho querendo me pegar!” Quando alguém corria para acudi-lo, o moleque rolava no chão de tanto rir, zombando da cara da “vítima”.

Um dia um bicho o pegou de verdade, mas ninguém veio acudir o garoto, pois ninguém mais acreditava nele.

Em Apocalipse 12 Satanás aparece simbolizado na figura de um terrível dragão vermelho. O versículo 12 diz claramente:

“... o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta.”

Satanás, mais do que ninguém, sabe que Jesus voltará a este planeta. Com isso, o inimigo está um passo à frente de muitos teólogos e cristãos, pois é grande e crescente o número daqueles que duvidam do Retorno de Cristo.

Satanás entende mais de profecia bíblica do que muitos cristãos, e, observando a situação mundial, ele sabe que Jesus está vindo. Sabendo que será destruído quando Cristo voltar, o inimigo está desesperado e tudo faz para levar o povo a duvidar das profecias bíblicas, as verdadeiras.

A tática é simples: com tantas profecias falsas espalhando-se por ai, a tendência é a Humanidade não acreditar mais em nenhuma profecia – nem nas verdadeiras! E aí é que mora o perigo!

São tantas profecias falsas espalhadas tanto no mundo quanto nas igrejas que quando alguém sério vai pregar sobre o Apocalipse é recebido com frieza e desconfiança. Só um débil mental não percebe isso.

E agora, o que devemos fazer com as profecias verdadeiras? Como podemos convencer o mundo de que os eventos preditos para anteceder a Volta de Jesus realmente estão acontecendo? Se você tem a mente aberta para examinar as evidências, sugiro alguns textos postados neste blog, e que demonstram o impressionante cumprimento das profecias bíblicas em nossos dias.


“Ouvi a palavra do Senhor, vós, filhos de Israel; pois o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus. Só prevalecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar, e o adulterar; há violências e homicídios sobre homicídios. Por isso a terra se lamenta, e todo o que nela mora desfalece, juntamente com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem.”
(Oséias 4.1-3)
Moacir R. S. Junior – Igarapé Grande – MA

morganne777@hotmail.com 


quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

SEU CUSTELA ATACA DE NOVO


        Seu Custela é um velhinho cristão, filósofo e nordestino que, usando apenas as Leis Fundamentais da Lógica e um pouco de conhecimento bíblico, lança por terra os pensamentos, teses e argumentos de Bixim, um caboclo metido a sabido, ateu, agnóstico, religioso, filósofo, etc. Em resumo: o rei das contradições.

         Mais detalhes sobre a origem do nosso velhinho filósofo, leia aqui: APRESENTANDO SEU CUSTELA, O FILÓSOFO DA JANELA




























quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

DEUS VAI DESTRUIR O PLANETA TERRA OU RESTAURÁ-LO?


Cresci na minha vida de fé evangélica ouvindo os pregadores e ensinadores afirmando que um dia Deus destruirá o nosso planeta com fogo e fará um outro, bem novinho. Fui na onda e preguei isso muitas vezes. Até o dia em que resolvi estudar a Bíblia usando a “tática bereana”, de examinar tudo antes de dizer o amém (veja Atos 17.11).
Uma das regras de interpretações que mais gosto é a da SIMETRIA. Do que se trata?
SIMETRIA – Se todas as passagens relacionadas concordam entre si e uma não, esta última deve ser investigada e sua interpretação popular reconsiderada. Ou seja, a Bíblia toda deve concordar entre si, pois “Toda palavra de Deus é pura; ele é um escudo para os que nele confiam.” (Provérbios 30.5).
Examinando a Bíblia notei que ela fala muito na REDENÇÃO ou RESTAURAÇÃO das coisas. É claro que REDENÇÃO e DESTRUIÇÃO são conceitos opostos. Redimir ou restaurar é renovar ou consertar algo. Se a Bíblia ensina que Deus vai restaurar a Terra, não faz o menor sentido dizer que este planeta será destruído. A lógica é simples. Sim, e os textos que PARECEM ensinar que o planeta será destruído?
Vamos complicar um pouco mais para que o enigma fique mais interessante. Observe os dois textos a seguir:
a) “Uma geração vai-se, e outra geração vem, mas a terra permanece para sempre.” (Eclesiastes 1.6).

b) “Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão.” (Mateus 24.35).

A primeira fala é de Salomão e a segunda, de Jesus. Claramente, parece haver uma grande contradição aqui.

O PROBLEMA É: A TERRA VAI PASSAR OU NÃO?

Antes de nos desesperarmos (caso sejamos cristãos) ou festejarmos (caso sejamos céticos), é prudente atentarmos para os seguintes fatos:

a) “E vi um novo céu e uma nova terra. Porque o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe... E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas.” (Apocalipse 21.1,5)

b) “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Coríntios 5.17)

c) “Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.” (2 Pedro 3.10)

SERÁ QUE JESUS, PAULO, PEDRO E JOÃO USARAM A MESMA PALAVRA NO ORIGINAL GREGO, TRADUZIDA EM NOSSA LINGUA COMOPASSARAM”?

Bem, fui pesquisar se no original grego as palavras usadas são as mesmas. Descobri que a palavra PARERCHOMAI (traduzida como o verbo PASSAR) aparece em Mateus 24.35, 2 Coríntios 5.17, 2 Pedro 3.10 e Apocalipse 21.1.

Os estudiosos ensinam que a palavra παρερχομαι (parerchomai) não significa DESTRUIÇÃO e sim, PASSAGEM DE UM ESTADO PARA OUTRO (Antonio Gilberto, Daniel e Apocalipse, CPAD).

O texto de 2 Coríntios 5.17 deixa isso bem claro: “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” A CRIATURA VELHA É RENOVADA.

“E vi um novo céu e uma nova terra. Porque o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe... E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas.” (Apocalipse 21.1,5) = AS COISAS VELHAS SERÃO RENOVADAS.

E o texto de 2 Pedro 3.10?

 “Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.”

“E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir.” (João 11.44)

O que 2 Pedro 3.10 e João 11.44 tem a ver?

A mesma palavra grega (luo) traduzida em João por “desatar”, em Pedro está como “desfazer” (ou “derreter”, em algumas versões). Afinal, como é que os elementos poderão ser desatados?

Essa palavra luo significa: desamarrar, desatar, desligar, desobrigar, desprender, libertar, soltar – e não derreter.

Agora veja este texto do Eclesiastes:

“Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.” (Eclesiastes 3.14)

Eu estou consciente da interpretação dada por muitos teólogos de que as palavras do livro de Eclesiastes não devem ser levadas muito a sério, pois tratam-se apenas das divagações filosóficas de alguém cansado de pecar. Não acredito assim. Creio que o Eclesiastes também faz parte da Palavra inspirada de Deus, e que, apesar de algumas palavras refletirem o modo de pensar do homem “debaixo do sol”, os textos que tratam sobre a natureza e a eternidade são verdades divinas:

O fato é que a Terra foi feita de elementos eternos (átomos). No principio Deus criou os átomos, amarrou uns nos outros e fez o Universo. Um dia, os átomos da terra serão desatados para logo serem amarrados novamente, provocando o surgimento da nova terra. Não sei como Deus fará isso, mas a Bíblia garante que Ele o fará. A carta de Pedro simplesmente mostra a terra sendo renovada com fogo, com os elementos sendo desamarrados.

Por essa razão alguns cientistas cristãos ficaram muito admirados ao lerem 2 Pedro 3.10, pois o humilde pescador estava falando (mesmo sem saber) em fissão nuclear, pois é exatamente o que acontece numa explosão atômica: os átomos são desamarrados! O mais é mistério.

Finalizando, SE A TERRA TAMBÉM SERÁ REDIMIDA, E REDENÇÃO NUNCA SIGNIFICA DESTRUIÇÃO, TUDO SE TORNA CLARO, MUITO CLARO.
“Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.” (Romanos 8.20-23).
E o que dizer de Apocalipse 20.11?
“E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles.”
A impressão que se tem (e o que nos ensinaram) é que a terra velha (juntamente com os velhos céus) fugirão da presença de Deus e desaparecerão no nada. Então haverá o Juízo Final e só depois é que Deus fará uma nova terra e um novo céu. Mas será assim mesmo?
Ora, João (o escritor do Apocalipse) simplesmente está dizendo que, quando o Grande Trono Branco aparece em cena, tudo o mais desaparece. É como se a câmera apontasse para Aquele que está no trono e desse o “zoom”, ampliando cada vez, fazendo o trono “se aproximar”, e a terra e os céus “desaparecerem”.
Além do mais, quem é que consegue fugir da presença de Deus?
“Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também.” (Salmo 139.7,8)
Se a Bíblia fala do “FIM DE TODAS AS COISAS” (1 Pedro 4.7), também ensina sobre “A RESTAURAÇÃO DE TODAS AS COISAS” (Atos 3.21). Como será isso?
A aparência deste mundo anticristão, contaminado, chegará ao fim, e Deus redimirá a Terra. O que não for redimido é que será destruído. A terra foi destruída no tempo de Noé? Sim.
“A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência. E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.” (Gênesis 6.10,11).
No tempo de Noé Deus prometeu destruir a Humanidade juntamente com a Terra.
“Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra.” (Gênesis 6.13).
Veio o Dilúvio, e a terra foi destruída (com boa parte da humanidade). Mas Deus fez outro planeta para Noé e sua família? Num certo sentido sim, mas, na verdade, apenas redimiu a terra, transformando-a numa nova terra. Da terra velha fez uma nova. Então, de certa forma, a terra passou, mas continuou existindo.
Ora, o mesmo Deus que transformou uma terra velha numa nova por meio da água, fará a mesma coisa só que com fogo. Portanto, “passará os céus e a terra” (Jesus), mas a terra “permanece pra sempre” (Salomão). Não há contradição nenhuma. A aparência velha da terra e o seu sistema político-religioso-anticristão é que passará.
“...porque a aparência deste mundo passa.” (1 Coríntios 7.31)
“E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 João 2.17)
* Mais detalhes, a análise das palavras gregas e fontes para consultas, baixe o arquivo em PowerPoint, intitulado “UM DETETIVE INVESTIGA A BÍBLIA – PARTE 1, da coleção ARQUIVO7, disponível neste endereço: http://arquivosete.webs.com/slides.htm
Moacir R. S. Junior – Igarapé Grande – MA

morganne777@hotmail.com