Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

segunda-feira, 28 de julho de 2014

CODINOME: GOGUE

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Os capítulos 38 e 39 de Ezequiel fazem parte das passagens bíblicas mais polêmicas e controversas, especialmente nos anos recentes, desde os atentados terroristas contra os Estados Unidos em 2001.

O tema é o ataque contra Israel, nos tempos finais, por meio de uma grande coalizão de nações europeias, asiáticas e africanas. Entre os estudiosos não existem muitas dúvidas que boa parte das nações citadas tem a ver com países da Europa Oriental e da Ásia Ocidental, ao norte de Israel.

O problema é saber quem vai liderar essa quadrilha. Ele é chamado de Gogue, da terra de Magogue. Quem seria? Ou o que seria? Um líder humano ou um demônio? Gogue seria um país, tipo a Rússia? Ou um codinome para aquele que a profecia chama de A Besta ou Anticristo?

Assim como é quase impossível algum estudo sobre Apocalipse 17 e 18 não citar Roma, é muito difícil um estudo sobre Ezequiel 38 e 39 não envolver a palavra “Rússia”.

Mas será que a Rússia tem mesmo algo a ver com essa controversa passagem bíblica?

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 128 – CODINOME: GOGUE.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

segunda-feira, 21 de julho de 2014

OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 3 – AQUELA QUE SERÁ

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Chegamos a parte mais polêmica da nossa “trilogia babilônica.”

Os capítulos finais do Apocalipse mostram Babilônia como a capital do mundo liderado pelo Anticristo. E, mais do que isso, Babilônia é uma entidade espiritual, religiosa, anticristã, que perseguirá e provocará grande derramamento de sangue nos tempos finais, pouco antes de Jesus voltar.

Ela perseguirá especialmente os cristãos.

Quem é? Como podemos identifica-la? Onde se localiza geograficamente?

Seguindo os princípios da SIMETRIA PROFÉTICA, é quase impossível contestar as conclusões apresentadas.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 127 – OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 3.
Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

segunda-feira, 14 de julho de 2014

OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 2 – AQUELA QUE É

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Quem tem mais de 25 anos deve lembrar da eletrizante e surpreendente Guerra do Golfo Pérsico em 1991, seis meses após a invasão do Iraque ao Kuwait. Foi o meu primeiro contato com as profecias bíblicas. Era impossível ver o noticiário sobre os conflitos e não pensar na Bíblia e vice versa.

As palavras BABILÔNIA, ARMAGEDOM, ANTICRISTO e APOCALIPSE, eram muito frequentes nas manchetes dos jornais. Apesar dos conflitos não terem se desenrolados exatamente como prediziam as descrições bíblicas a respeito da guerra do Armagedom, as cenas e os personagens envolvidos estavam conectados demais com as profecias bíblicas para serem apenas coincidências.

Na mesma época muita gente tomou conhecimento da Crise do Oriente Médio entre Israel e o mundo árabe-muçulmano. No mesmo período o mundo soube que Saddam Hussein, o cruel ditador iraquiano, estava reconstruindo a antiga Babilônia há vários anos e pretendia fazer dela uma espécie de Disneylândia.

Os muitos detalhes proféticos presentes naquele conflito não podem ser ignorados. Mas o que poderiam significar? Na segunda parte de nossa trilogia profética sobre a Babilônia, veremos como a Guerra do Golfo e a Guerra contra o Iraque em 2003 estão cheias de cenas descritas pelos antigos profetas de Israel. É de arrepiar as conexões entre as profecias e o destino de Saddam Hussein.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 126 – OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 2.
Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

segunda-feira, 7 de julho de 2014

OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 1 – AQUELA QUE ERA

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

BABILÔNIA! Uma palavra forte, recheada de mistérios. Uma palavra que evoca soberba, pecado, feitiçaria e rebelião contra Deus. Babilônia é uma sombra que acompanha toda a história do povo de Deus na Bíblia.

O que está por trás dessa palavra tão associada a coisas negativas? Quem ou o que é a grande Babilônia citada nos capítulos finais do livro de Apocalipse? Este novo estudo ilustrado (em slides e pdf) é apenas a primeira parte de uma trilogia. No estilo Arquivo7 nós rastreamos pistas e evidências históricas, arqueológicas, linguísticas, e, é claro!, proféticas, a fim de montarmos um quadro claro (ou pelo menos visível) por trás de uma cidade, um reino, uma entidade que desafia Deus e o Seu povo desde o principio da História.

Estudar a história da Babilônia é testemunhar a precisão assombrosa das profecias bíblicas e a fidelidade das promessas de Deus. Todos os detalhes envolvidos ultrapassam, de forma impressionante, qualquer sugestão de que tudo são apenas meras coincidências.

Para conhecer esse novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 15.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 125 – OPERAÇÃO BABILÔNIA – Parte 1.
Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com