Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Partes 6, 7 e 8



Três novos capítulos do nosso “livrão” virtual (pra começar bem 2014!)

Há pelo menos três semanas atrás eu já tinha elaborado 8 partes sobre o tema “3 Rodas da Bíblia”, mas só havia publicado 5 partes e planejava disponibilizar as restantes apenas semanalmente (a cada duas semanas).

Entretanto, diante deste novo ano, pensei: nós não sabemos o dia de amanhã e a Palavra de Deus nos alerta a fazermos a obra evangelística “enquanto é dia” (João 9.4). Então resolvi postar (de uma só vez) as três partes restantes do estudo.

Às vezes me vem à mente outros tipos de pensamentos: será que alguém está lendo o que posto no blog? Será que alguém se interessa em fazer o download de cada estudo disponibilizado? Será que alguém está sendo edificado por meio desses estudos? Será que alguém (que estava afastado dos caminhos do Senhor) resolveu voltar para a Casa do Pai ao ser “tocado” por algum desses estudos em slides?

Pelas estatísticas sei que algumas pessoas (não muitas) acessam este blog (não tenho como saber quantas “baixam” os slides). Mas o público leitor do Arquivo7 é invisível. Invisível porque eu sei que algumas pessoas acessam esta página e colecionam os estudos em slides, porém raramente comentam alguma coisa ou entram em contato comigo.

Mas, motivado por esse público “invisível”, continuo elaborando e postando esses estudos em slides. Por isso, meu presente de inicio de Ano Novo para os leitores do Arquivo7 (acompanhado de votos de prosperidade espiritual e física) é este “pacote” de três estudos em slides (de uma série de 8 – até agora). Permitam-me uma apresentação rápida desses 3 elementos:

 - AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Partes 6 – MUITO ALÉM DA MERA COINCIDÊNCIA – Continua a demonstração dos paralelos entre os livros da Bíblia, alinhados nas rodas, e, em muitos casos, em perfeita simetria com o significado das letras hebraicas.

- AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Partes 7 – A RODA DO APOCALIPSE – Uma abordagem inédita do Apocalipse, mostrando a impressionante relação dos seus 22 capítulos com as Rodas Bíblicas.

- AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Partes 8 – O FIM SERÁ IGUAL AO PRINCIPIO – Desta vez mostramos a relação entre as rodas bíblicas e as festas judaicas, e provamos (mais uma vez) que o FIM SERÁ IGUAL AO PRINCIPIO.

Que tal começar o ano se aprofundando nos mistérios bíblicos?

Para conhecer esses novos estudos, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 13.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

domingo, 29 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 5

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

A Surpreendente Conexão com as Letras Hebraicas

A 2.ª letra hebraica, BEIT, vem de uma palavra que significa “CASA”. No segundo raio das Rodas Bíblicas temos os livros de Êxodo, Jeremias e 1 aos Coríntios. Qual o tema comum a esses livros? É em Êxodo que Moisés levanta o Tabernáculo, a “Casa do Senhor” no Antigo Testamento, antes da construção do Templo por Salomão.

De todos os livros da Bíblia nenhum cita mais passagens de Êxodo do que Jeremias. A conexão entre eles é impressionante. E, ainda continuando o tema “Casa do Senhor”, o primeiro lugar na Bíblia que chama o Cristão (ou a Igreja) de SANTUÁRIO DE DEUS é exatamente em 1 Coríntios.

A conexão (literária e geométrica) entre esses três livros poderia ser apenas uma coincidência, mas existem muitos outros casos parecidos. Na verdade, dezenas deles. Aí acreditar que tudo são apenas coincidências é acreditar demais na incredulidade.

Para conhecer o nosso novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 13.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

O número (e o título) deste novo estudo é 106 – AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 5.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 4

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

A relação entre as 3 Rodas da Bíblia e o Candelabro judaico

Os padrões relacionados às rodas bíblicas são muitos, mas estamos apenas nas “orlas” desses mistérios. Ou como nos diz no livro de Jó: “Eis que essas coisas são apenas as orlas dos Seus caminhos; e quão pequeno é o sussurro que dele ouvimos!” (Jó 26.14)

Agora nosso alvo é demonstrar as conexões entre as rodas bíblicas e os detalhes apresentados no famoso candelabro (ou castiçal) de 7 braços (que Moisés fabricou segundo o modelo original revelado por Deus).

Será que essas conexões existem mesmo ou são apenas manipulações forçadas? Desafio você a conhecer este estudo e julgar por si mesmo.

Para conhecer o nosso novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.500 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

O número (e o título) deste novo estudo é 105 – AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 4.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 3

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Isaías e os livros do Novo Testamento

É incrível a conexão que o livro do profeta Isaías possui com os demais livros da Bíblia. É inegável que os 66 capítulos desse livro estão divididos em duas partes.

A primeira parte (primeiros 39 capítulos) fala de julgamento e cativeiro sobre a nação de Israel. A segunda parte (últimos 27 capítulos) fala de esperança, consolo e a Vinda do Messias.

Continuando nossa viagem pelo livro do profeta Isaías e revelando as conexões entre os demais livros da Bíblia, temos agora o encontro com o Novo Testamento. As relações entre Isaías 40, 41, 42, 43, 44 e 45 com os livros de Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos e Romanos (respectivamente, os 40º, 41º, 42º, 43º, 44º e 45º livros da Bíblia) são impressionantes. Mas isso é apenas o começo.

Para conhecer o nosso novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.500 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

O número (e o título) deste novo estudo é 104 – AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 3.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 2

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Isaías – uma miniatura da Bíblia?

É impressionante a conexão que o livro do profeta Isaías possui com os demais livros da Bíblia. É inegável que os 66 capítulos desse livro estão divididos em duas partes.

A primeira parte (primeiros 39 capítulos) fala de julgamento e cativeiro sobre a nação de Israel. A segunda parte (últimos 27 capítulos) fala de esperança, consolo e a Vinda do Messias.

É evidente que os temas dos 39 primeiros capítulos estão intimamente relacionados com os temas dos 39 livros canônicos do Antigo Testamento; e os temas dos últimos 27 capítulos possuem a mesma essência da mensagem dos 27 livros do Novo Testamento.

Essa diferença temática é tão clara que alguns estudiosos chegaram a pensar que duas pessoas diferentes escreveram o livro de Isaías. Mas o Novo Testamento cita textos das duas partes e atribui suas autorias à mesma pessoa: Isaías, o profeta.

Convido agora a todos os curiosos pesquisadores do Arquivo7 a mergulharem um pouco mais nas misteriosas “3 Rodas da Bíblia” e analisarem por si mesmos se realmente existe um padrão além das coincidências ou é tudo manipulação.

Para conhecer o nosso novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.500 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

O número (e o título) deste novo estudo é 103 – AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 2.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sábado, 7 de dezembro de 2013

AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 1

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Rodas da Bíblia? Três rodas?

Nem no sistema de busca (Google) você encontrará essa expressão (pelo menos, não em português).

A Bíblia é certamente o livro mais estudado do mundo e também o mais combatido. A maioria dos ateus e céticos não está interessada em desacreditar o Alcorão (o livro sagrado da religião islâmica), o livro dos Mórmons (da religião de mesmo nome), o Bhagavad Gita (dos hindus) ou o Livro dos Espíritas (de Alan Kardec). A guerra principal é contra a Bíblia. E não é de hoje.

Em quase todos os debates entre representantes do Cristianismo contra defensores do Ateísmo, os debatedores cristãos têm saído vitoriosos (caso alguém queira contestar essa informação, pesquise sobre os debates envolvendo o Dr. William Lane Craig, um dos maiores filósofos cristãos da atualidade).

O fato é que existem muitas evidências a favor da veracidade da Fé Cristã e em favor da alegação bíblica de que ela é a Palavra de Deus.

Você pode achar o que quiser, mas essas evidências bíblicas precisam de alguma explicação convincente, caso lhe seja negada a origem sobrenatural, extraterrena.

As pesquisas do Arquivo7 contém centenas de evidências e provas que devem significar alguma coisa. Existem muitos ateusinhos na Internet hoje em dia que mal sabem diferenciar um “O” de um “0” (zero) e já querem afirmar que a Bíblia é um amontoado de lendas e mentiras.

Quando eu digo “ateusinhos” não estou querendo depreciar os ateus e céticos sérios que procuram contestar os argumentos cristãos com argumentos inteligentes e conhecimento de causa. Mas as redes sociais estão repletas de garotinhos de universidade (que passam mais tempo nas baladas, gastando o suado dinheiro dos pais do que com a cara enfiada nos livros, procurando ter uma sólida formação acadêmica e honrar a confiança dos seus genitores).

Bem, muitos tipos de evidências já foram apresentados em defesa da veracidade das histórias bíblicas, tais como evidências arqueológicas, históricas, proféticas e até matemáticas.

Hoje queremos apresentar mais uma relacionada especialmente com a estrutura dos 66 livros bíblicos. E aqui já pode se apresentar uma pergunta bastante comum quando se fala da estrutura dos livros bíblicos: Qual a Bíblia completa, a usada pelos católicos (com 73 livros) ou a usada pelos evangélicos (protestantes), com 66 livros?

À primeira vista o número 73 é mais interessante e mais elegante do que o 66 (pelo menos para quem acompanha as pesquisas do Arquivo7). Mas o argumento apresentado neste nosso próximo estudo sobre a simetria existente nos 66 livros da Bíblia não é fácil de ser contestado.

Eu poderia falar mais a respeito, porém, um dos meus defeitos é gostar de suspense (para os outros, hehehe!). Por isso, para conhecer o nosso novo estudo, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.500 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

O número (e o título) deste novo estudo é 102 – AS 3 RODAS DA BÍBLIA – Parte 1.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

POR QUE VOCÊ ACREDITA NAQUILO QUE ACREDITA?

O 101.º capítulo do nosso “livrão” virtual

Uma grande verdade é que todo mundo acredita em alguma coisa. Até quem afirma não acreditar em nada, acredita naquilo que está dizendo. É impossível não se acreditar em alguma coisa. Mas é importante saber: Que razões nos levam a acreditar em alguma coisa? E essas razões são boas, são confiáveis?

Neste novo estudo (de caráter apologético), mostramos a importância das perguntas num debate sobre a verdade. Os temas abordados são:

- VOCÊ JÁ OBSERVOU COMO JESUS GOSTAVA DE RESPONDER UMA PERGUNTA COM OUTRA PERGUNTA?

- TRÊS PERGUNTAS PODEROSAS

- POR QUE AS PESSOAS ACREDITAM EM ALGUMA COISA?

- TRÊS EXCELENTES RAZÕES BÍBLICAS PORQUE O ESTUDO (E O USO) DA LÓGICA É IMPORTANTE

- OS ARGUMENTOS PREFERIDOS POR JESUS

- SEIS BATALHAS MENTAIS (E LÓGICAS) NOS DEGRAUS DO TEMPLO

Para ter acesso a esse estudo entre neste link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 101 – POR QUE VOCÊ ACREDITA NAQUILO QUE ACREDITA?
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

MARAVILHOSA MATEMÁGICA BÍBLICA

O 100.º capítulo do nosso “livrão” virtual

Eu já elaborei mais de 100 estudos em slides, mas somente 100 foram divulgados até agora e alguns (de natureza altamente polêmica e controvertida) só serão divulgados com limitações. Ou seja, não fazem (e nem farão) parte do “cânon” oficial.

Qual o tema deste 100.º estudo em slides?

Os dois maiores temas estudados exaustivamente em nossos slides são profecia e matemática bíblica. O Arquivo7 começou com matemática (isto é, números) e não profecia. Como os números são mágicos, e Deus é o maior mágico do Universo, que tal um passeio pela mágica dos números, tendo como pano de fundo as revelações da Bíblia sobre a Criação do Universo?

Como os dois números mais mágicos da Bíblia são 3 e 7, neste slide apresentamos 73 fatos numéricos surpreendentes e que ninguém pode contestar.

Os números podem ser usados para nos divertir, encantar, surpreender... Mas também para nos ajudar na compreensão dos mistérios de Deus.

Talvez alguém ache um exagero, ou quem sabe, um sacrilégio chamar Deus de o maior mágico do Universo. Pois a palavra “mágica” é geralmente associada com coisas biblicamente negativas, isto é, magia, feitiçaria, bruxarias e coisas do tipo.

Mas as coisas são assim mesmo?

Embora as palavras “mágica” e “magia” são freqüentemente associadas, precisamos separar as coisas (conforme conceituados dicionários).

Mágica é aquilo que encanta, que surpreende, que deslumbra, que fascina.

Nesse caso, tanto as coisas de Deus quanto as do reino das trevas podem nos provocar esses efeitos. Dependendo da fonte, os efeitos podem ser positivos para a nossa alma ou negativos.

No final, a conclusão é óbvia. Deus é o verdadeiro mágico, e Satanás, o grande pirata. As mágicas criativas de Deus são vistas principalmente na natureza, e as de Satanás no ocultismo, o baixo mundo da feitiçaria. A diferença é gritante.

Deus é mágico.

Deus é matemático.

Deus é matemágico.

Veja o nosso 100º estudo em slides e comprove.

Para ter acesso a esse estudo entre neste link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 12.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 100 – MARAVILHOSA MATEMÁGICA BÍBLICA.

         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

SETE DESAFIOS PARA UM “SETE”

Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Este é um slide diferente. Não é um estudo bíblico, mas está conectado com os estudos bíblicos que tenho apresentado recentemente.
Nos últimos meses publiquei vários estudos apologéticos (em defesa da Fé Cristã), e neles destaquei muito as Leis Fundamentais da Lógica como importantes ferramentas na busca da verdade e identificação das mentiras. Até mesmo num estudo sobre a Santíssima Trindade citei exemplos envolvendo a Lógica.
Bem, para ajudar no treinamento (ou aperfeiçoamento) do raciocínio lógico, preparei este novo estudo em slides, contendo sete problemas (ou enigmas) envolvendo verdade, mentiras e lógica. Usei como exemplo uma história fictícia (porém inspirada em personagens e casos reais).
Não vou dar mais detalhes. Acesse (faça o download) o estudo e tente decifrar os SETE ENIGMAS DA MONTANHA MISTERIOSA. Você não precisará fazer nenhum cálculo matemático ou usar números, apenas o raciocínio e a lógica.
Para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (quase 12.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 99 – SETE DESAFIOS PARA UM “SETE”.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

OS JUDEUS E O NOBEL – UM CASO DE AMOR

Enquanto o governo brasileiro vive e respira política (ao mesmo tempo em que arrota corrupção e escândalos), americanos, japoneses e israelenses fazem o que podem investindo em tecnologia, ciência e educação.

Neste inicio de outubro o mundo está conhecendo os ganhadores do Nobel de 2013. E, mais uma vez, uma coisa que sempre se repete: ENTRE OS GANHADORES TEM QUE TER UM JUDEU (e, algumas vezes, até mesmos nascidos em Israel ou cidadãos israelenses).

A imprensa mundial divulgou hoje cedo (09/10/2013):

Trio leva Nobel de Química de 2013 por modelos de sistemas complexos

Karplus, Levitt e Warshel criaram as bases de modelos de computador.
Graças a eles, tornou-se possível prever processos químicos elaborados
.


Quem são eles?

Martin Karplus nasceu em 1930, em Viena, e é cidadão americano e austríaco. É vinculado à Universidade de Estrasburgo, na França, e à Universidade Harvard, nos EUA.
Michael Levitt nasceu em 1947, em Pretória (África do Sul), e é cidadão britânico e americano. Atualmente está na Universidade Stanford, nos EUA.
Arieh Warshel é americano e israelense. Ele nasceu em 1940 em Kibbutz Sde-Nahum (Israel), e trabalha na Southern California University, nos EUA.

Ops! Arieh Warshel é americano E ISRAELENSE!

Mais uma vez o nome Israel aparece relacionado ao Nobel. Mas as surpresas não acabam por aí. Os outros dois ganhadores (Martin Karplus e Michael Levitt) são judeus. Portanto, o Nobel de Química 2013 foi compartilhado por três judeus!

Muitos sites de noticias mostraram a relação dos ganhadores do Nobel de Química nos últimos dez anos. Observe o destaque:

2012: Robert Lefkowitz e Brian Kobilka (EUA)
2011: Daniel Schechtman (Israel)
2010: Richard Heck (EUA), Ei-ichi Negishi e Akira Suzuki (Japão)
2009: Venkatraman Ramakrishnan e Thomas Steitz (EUA), Ada Yonath (Israel)
2008: Osamu Shimomura (Japão), Martin Chalfie e Roger Tsien (EUA)
2007: Gerhard Ertl (Alemanha)
2006: Roger Kornberg (EUA)
2005: Yves Chauvin (França), Robert H. Grubbs e Richard R. Schrock (EUA)
2004: Aaron Ciechanover e Avram Hershko (Israel) e Irwin Rose (EUA)
2003: Peter Agre e Roderick MacKinnon (EUA)

Ou seja, em dez anos, quatro cidadãos israelenses receberam o Nobel de Química. E considerando que entre os outros ganhadores existem muitos judeus, naturalizados americanos, é algo para se pensar.

O Estado de Israel só tem 65 anos desde que renasceu nacionalmente em 1948, e já contabiliza mais de dez prêmios Nobel (considerando só os judeus israelenses, não os judeus que residem em outros países).

Aqui estamos falando apenas do Nobel de Química, mas neste ano já foi divulgada a lista dos vencedores em outras categorias, como seja:

- Medicina – Outro trio ganhador: Randy Schekman (judeu americano), Thomas Sudhof (alemão) e James Rothman (judeu americano).

- Física – François Englert (belga, judeu sobrevivente do Holocausto) e Peter Higgs (britânico).

São divertidos (e ao mesmo tempo tristes) alguns comentários que rolam na internet, diante da divulgação do Nobel:

“Coisas que usam o cérebro não é nossa praia, somos peritos em bunda, nisso somos imbatíveis. Tinha que ter o Nobel da Poupança mais bonita, aí queria ver americano ganhar da gente.”

“Se o Brasil fosse premiado ganharia o troféu dos políticos mais ladrões do planeta, do país mais sem educação, e o premio da saúde mais precária do mundo, SERÍAMOS MUITO BEM PREMIADOS.”

“Preferiria que o meu país fosse 0 (zero) campeão na copa do mundo e hexa campeão em prêmios Nobel”.

“AQUI FICAREMOS COM O NOBEL DA MERDICINA (vai em um posto de saúde qualquer e peça atendimento de urgência e verá o que acontece).”

“No Nobel de economia vai dar o mensalão!

“Quando a República do é o tchan vai ganhar um Nobel???”

Bem, para compreender a relação desse destaque judaico e israelense no mundo moderno com as profecias da Bíblia, leia este artigo, que escrevi em 2011, mas que continua (e certamente continuará) bastante atual:

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

sábado, 5 de outubro de 2013

A LÓGICA DA SANTÍSSIMA TRINDADE

A mais complexa das doutrinas bíblicas à luz da Matemática
Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

A maior acusação lançada contra a doutrina da Santíssima Trindade é que Ela contraria a lógica. E sabemos que tudo aquilo que contrarie a lógica não pode ser verdadeiro. E agora?
Geralmente os teólogos cristãos (que creem na Divina Trindade) costumam defendê-la usando textos bíblicos (e existem dezenas deles). Mas isso não faz muito sentido para quem não acredita na Bíblia como Palavra de Deus. Por essa razão neste novo estudo nós começamos da Lógica e terminamos na Bíblia.
Usamos justamente a ferramenta que os críticos acreditam ser contra a Divina Trindade, ou seja, a Lógica. Uma coisa é mais clara do que o sol: a Santa Trindade pode até ser ALÉM DA razão, mas jamais CONTRA A razão. Ela pode ser complexa, mas não é ilógica.
Bem, para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (quase 12.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 98 – A LÓGICA DA SANTÍSSIMA TRINDADE.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 1

Descobrindo a verdade pela estratégia da balança
Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Deus existe? Se existe, será que Ele usou alguma religião para se comunicar com o homem? E se usou, como poderemos reconhecer essa religião?

Apresentando o Argumento da Existência. Apenas duas opções (Lei do 3.º Excluído):
a) Ou algo existe.
b) Ou nada existe.
É perfeitamente claro que ALGO (alguma coisa) existe: eu, você, o mundo, por exemplo. Portanto:
1. Algo existe. E se existe:
2. Deve a sua existência ao NADA ou a ALGO.
3. É impossível o NADA causar ALGO.
4. Então, existe ALGO que causou ALGO.
5. Só ALGO muito superior (Deus) pode ter causado algo tão complexo (o Universo).
Conclusão – ALGO não somente criou o Universo, mas também o conserva.
Bem, em nosso novo estudo, partimos da Filosofia e da Lógica, cruzamos com as evidências cientificas e chegamos a uma conclusão surpreendente, envolvendo dois livros considerados sagrados para duas religiões mundiais.
         Para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 11.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 97 – O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 1.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

domingo, 22 de setembro de 2013

MATADORES DE CRIANCINHAS

O lado mais cruel dos conflitos no Oriente Médio
Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

         Sempre que ocorre um conflito no Oriente Médio entre Israel e o povo árabe (especialmente o palestino), já sabemos o que vamos ver nos jornais: imagens e mais imagens de crianças palestinas mortas ou feridas, ao lado de alguma manchete culpando Israel.

         Naturalmente, isso causa uma revolta mundial, pois as imagens falam por si mesmas e a indignação explode em nossos corações. Nessas horas, todo tipo de adjetivo negativo é lançado contra Israel, e os judeus mais uma vez são apresentados como monstros, assassinos de crianças, etc.

         Mas será que as coisas são tão simples assim? Que tal darmos uma olhada sem preconceitos nos bastidores desses conflitos? Quando vemos apenas um lado, nosso julgamento é comprometido. Precisamos ter a visão completa, a visão global, para que nossa análise seja a mais justa possível.

         Atualmente (pelo menos neste momento em que escrevo isto) não está acontecendo nenhum conflito entre Israel e os palestinos. O estudo, elaborado no slide que estou disponibilizando, foi feito no ano passado, durante o conflito entre Israel e o Hamas (novembro de 2012). Somente hoje resolvi divulgá-lo. É ideal para demonstrar como notícias distorcidas podem provocar até uma guerra mundial.

         Para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 11.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 96 – MATADORES DE CRIANCINHAS.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

domingo, 15 de setembro de 2013

A FÉ CRISTÃ NÃO É CEGA



Uma defesa da Fé Cristã em 28 passos
Três novos capítulos do nosso “livrão” virtual

         Quais os fundamentos da fé cristã, isto é, em que nos baseamos para acreditar que a fé cristã é verdadeira? E, mais do que isso: Por que só a fé cristã seria verdadeira e todas as outras crenças contrárias seriam falsas? Por que Deus não pode estar em todas as crenças religiosas? Por que o Cristianismo é exclusivista? Por que os cristãos têm tanta certeza de que a Bíblia é a Palavra de Deus?

         Hoje é politicamente incorreto se afirmar que alguma crença religiosa é falsa. Mas como acreditar que Jesus é Deus e ao mesmo tempo não é Deus? Como acreditar que Jesus é o único caminho para Deus e ao mesmo tempo não é? Como acreditar que Jesus é o maior dos profetas e ao mesmo tempo não é? Como acreditar em Jesus e em Maomé ao mesmo tempo?

         O Pluralismo religioso (a crença de que todas as crenças são verdadeiras) é, na verdade, um pacote de contradições lógicas:

           1 – Se muitas crenças religiosas são excludentes (Jesus é O Único caminho para Deus, Jesus é UM DOS caminhos para Deus, Jesus é Deus, Jesus foi apenas um grande homem, Jesus morreu na cruz, Jesus não morreu na cruz, etc.) como o pluralista pode aceitar que todas são verdadeiras?

         2 – A afirmação favorita dos pluralistas: “Você não deve julgar as crenças religiosas de uma pessoa” também é um julgamento. Nesse caso, o pluralista está condenando uma coisa que ele pratica.

         3 – A Bíblia ordena aos cristãos que questionem as crenças religiosas (Deuteronômio 13.1-5; 1 João 4.1; Gálatas 1.8; 2 Coríntios 11.13, etc). Uma vez que os cristãos têm uma crença religiosa que diz que devem questionar as crenças religiosas, os pluralistas, para serem justos e coerentes, deveriam aceitar também essa crença cristã. E assim, eles não poderiam proibir ninguém de julgar.

              Mas neste mundo de tantas crenças diferentes, como podemos ter a certeza de que uma coisa é verdadeira?

         Para tratar desse tema em detalhes, elaborei um novo estudo em slides, apresentando 28 passos (ou afirmações) mostrando a veracidade e racionalidade da fé cristã. Como o estudo é um pouco grande, dividi-o em três partes (entre coisas inéditas, existe também algum material que já abordei em estudos anteriores).
         Para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 11.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. As três partes são:

         93 – A FÉ CRISTÃ NÃO É CEGA – 1.ª parte
         94 – A FÉ CRISTÃ NÃO É CEGA – 2.ª parte
         95 – A FÉ CRISTÃ NÃO É CEGA – 3.ª parte
                  Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

quarta-feira, 24 de julho de 2013

NO PRINCÍPIO ERA A MATEMÁTICA – PARTE 6 - A MISTERIOSA LEI DE BENFORD

 Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

         Recentemente, um jornalista britânico desafiou seus leitores com a seguinte mensagem:

“... folheie este jornal. Ele contém muitos números - datas, valores de dinheiro, temperaturas, porcentagens e assim por diante. Embora eu esteja escrevendo este artigo antes de a maioria dos outros textos do jornal ser escrita, aposto minha casa que cerca de 30% dos números que constam do jornal de hoje começa com 1, cerca de 17% deles começa com 2 e mais ou menos 5% começa com 9. Na realidade, aposto que as porcentagens serão iguais em todos os jornais de hoje, no mundo inteiro.”

         Você acha que ele enlouqueceu? É um mágico? Um fanfarrão? Ou ele conhece alguma fórmula matemática secreta?

         O que você diria se alguém lhe mostrasse um padrão matemático relacionando o número de mortos em vários terremotos, com os números relacionados às bacias de diversos rios, com várias listas de compras num supermercado e com os dados bancários de diversas empresas?

         E o que você diria da existência de uma fórmula matemática que tem ajudado os investigadores a desvendar grandes fraudes financeiras em várias partes do mundo?

         Bem, apresento aos curiosos leitores do Arquivo7, a fantástica história da fascinante e misteriosa lei matemática conhecida como Lei de Benford. Você não precisa gostar de matemática para apreciar este mistério. Mas certamente vai passar a gostar mais da matemática ao conhecer este enigma.

         Para ter acesso a esse estudo acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (mais de 11.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador. O número (e o título) deste atual estudo é 92 – NO PRINCÍPIO ERA A MATEMÁTICA – PARTE 6 – A MISTERIOSA LEI DE BENFORD.
         Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.
Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com