Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

OS SETE FUNDAMENTOS DA HERMENÊUTICA BÍBLICA

A Bíblia só possui uma interpretação correta – que está fundamentada em 7 bases - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Hermenêutica – essa palavrinha esquisita significa algo do tipo “a arte de interpretar”. Ou seja, é a ciência da interpretação correta dos textos. Quando falamos de regras de interpretação bíblica, muita gente fecha a cara, fazendo questão de deixar claro seu ponto de vista sobre o assunto. Ou seja, para esses extremistas cristãos, a única maneira correta de interpretarmos bem a Bíblia, é nos consagrarmos, jejuarmos e pedirmos a orientação do Espírito Santo.

Esse tipo de gente faz parte do clube daqueles que:

- Acreditam piamente que Teologia não é coisa de Deus;

- Interpretam o famoso versículo “a letra mata, mas o Espírito vivifica” (2 Coríntios 3.1) no sentido de que estudar é pecado ou quase isso;

- Crêem com todas as forças que a Bíblia – por ser um livro diferente de todos, a própria Palavra de Deus – não se submete a regras de interpretação inventada pelos homens, esses míseros pecadores.

Mas esse pessoal precisa saber de, pelo menos, 7 coisas sobre a interpretação da Palavra de Deus:

1 - A Bíblia deve ser interpretada pelas mesmas regras aplicadas a outros livros, mas a sua aplicação prática só pode ser realizada com a ação do Espírito Santo.

2 - Os princípios de interpretação são tão naturais e universais ao homem quanto a própria linguagem.

3 - A capacidade de interpretação do homem não é resultado de alguma ciência, habilidade técnica ou de algum curso exótico acessível apenas aos intelectos mais talentosos de uma sociedade.

4 - Quaisquer que sejam as línguas, as regras básicas de interpretação continuam as mesmas. Tanto para o hebraico de Isaías, o grego de Paulo, o latim de Jerônimo ou o inglês de Shakespeare.

5 - A forma como acolho e uso as palavras de um determinado autor é algo secundário e distinto da necessidade primeira de compreender aquilo que ele diz. Ou seja: Primeiro, devo entender o que autor disse, e só depois procurar a aplicação (ou implicação) do que ele disse.

6 - O que Deus disse, Ele o disse em linguagem humana e não divina.

7 - Não há duas lógicas e duas hermenêuticas no mundo, uma natural e outra espiritual.

Bem, em nosso novo estudo, apresentamos as regras universais e clássicas para a interpretação correta de qualquer texto – e que podem (e devem) ser usadas para a compreensão certa da Palavra de Deus. Os 7 fundamentos apresentados no estudo envolvem as palavras VERDADE, LÓGICA, LITERAL, FIGURADO, BÍBLIA, SIMETRIA e INERRÂNCIA.

Para conhecer os detalhes, acesse este link (http://sdrv.ms/ZHobAh) e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 22.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é 187 – OS SETE FUNDAMENTOS DA HERMENÊUTICA BÍBLICA.

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário