O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

CALCULANDO A VERDADE - A INSPIRAÇÃO DIVINA DA BÍBLIA PROVADA PELA MATEMÁTICA

 

Uma introdução à Matemática Bíblica defendida no Arquivo7, numa exposição bem didática, ideal para quem está entrando em contato com essa tese pela primeira vez ou deseja apresentá-la a algum amigo. 

O "cânon" bíblico está fechado, com 66 livros e 1.189 capítulos, e, neste livro, apresentamos a evidência matemática como prova. 

"Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro" (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Adquira esta obra por meio das seguintes opções:

1 - LIVRO DIGITAL - Leia através do aplicativo Kindle em seu celular, tablet, Kindle e computador. Clique neste link: 

https://amzn.to/3gwP0sA

2 - LIVRO FÍSICO (isto é, impresso) - Adquira a partir deste link:

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

terça-feira, 7 de junho de 2022

A ASSINATURA MATEMÁTICA DE DEUS: SIMPLES DE SE DEMONSTRAR; COMPLEXA DEMAIS PARA SE IMITAR


 Os cientistas ateus costumam dizer que “A MATEMÁTICA É A LINGUAGEM DA NATUREZA”. Os cientistas crentes dizem quase a mesma coisa, porém, com uma alteração que faz toda a diferença: “A MATEMÁTICA É A LINGUAGEM DE DEUS”. 

Portanto, ambos concordam que a matemática é essencial para a existência do Universo, é a única ciência 100% exata, infalível e imutável. Na verdade, é difícil falarmos das características da matemática e não lembrarmos dos atributos de Deus, não um deus qualquer, mas o Deus teísta, revelado na Bíblia. 

Tal como as leis da lógica, as leis matemáticas são eternas e existem desde que Deus existe, ou seja, desde sempre. Portanto, é até inadmissível um cristão desprezar a lógica e a matemática. Sem exageros, é como desprezar parte da imagem de Deus, pois ELE É LÓGICO E MATEMÁTICO. Quem disser o contrário está mentindo, sem sombras de dúvidas. 

Dito isto, não devíamos nos surpreender ao encontrarmos matemática na Bíblia, se de fato consideramos esta a legítima, inspirada e infalível Palavra de Deus. E, de fato, a Bíblia está repleta de matemática. Principalmente na sua frase de abertura, a mais importante sobre a origem do Universo, diga-se. 

Pacientes estudiosos americanos e europeus têm descoberto incontáveis padrões matemáticos ocultos nos textos originais da Bíblia, especialmente em Gênesis 1.1. E, mais recentemente, alguns estudiosos começaram a descobrir um rico tesouro de padrões matemáticos na estrutura da Bíblia. Isto é, na sua divisão em 66 livros e 1.189 capítulos. O mais impressionante é que esses padrões enfatizam os mesmos números-chave ocultos no original de Gênesis 1.1. 

Por exemplo, os padrões de Gênesis 1.1 envolvem os números 3, 7, 37 e 73. Aliás, o valor total de Gênesis 1.1, é 2701, que possui como fatores 37 e 73. Várias passagens bíblicas enfatizam que Deus fez o Universo usando a Sua Sabedoria e esta palavra possui o valor numérico de 73 e o valor, pelo número de ordem das letras, de 37. 

Por outro lado, os nomes JESUS e CRISTO, no grego usado no Novo Testamento, possuem, em seus respectivos valores numéricos, o mesmo fator 37 de Gênesis 1.1. Outra coincidência espetacular. E bem significativa, visto que a Bíblia declara que “TODAS AS COISAS FORAM FEITAS POR ELE” (João 1.3). 

Na Bíblia toda, somente 7 livros possuem capítulos de número 37, e desses setes, o livro central, isto é, Salmos, possui tanto o capítulo 37 quanto o 73. Os 7 livros (Gênesis, Êxodo, Jó, Salmos, Isaías, Jeremias e Ezequiel) pertencem a 3 grupos temáticos: LEI, POESIA e PROFECIA. 

A soma dos números de ordem dos livros do grupo 1 (LEI), isto é, Gênesis e Êxodo, é igual a 3 (1 + 2); 

A soma dos números de ordem dos livros do grupo 2 (POESIA), isto é, Jó e Salmos, é igual a 37 (18 + 19); 

A soma dos números de ordem dos livros do grupo 3 (PROFETAS), isto é, Isaías, Jeremias e Ezequiel, é igual a 73 (23+24+26). 

É quase impossível esse alinhamento de fatores (envolvendo 3, 7, 37 e 73) ter sido obra do acaso. Mas teria sido arquitetado pela mente humana? Agora vem o mais impressionante. 

Primeiro, vamos destacar os números de ordem de todos os capítulos 37 e 73 da Bíblia. 

- Gênesis 37 – 37º capítulo da Bíblia;

- Êxodo 37 – 87º capítulo da Bíblia;

- Jó 37 – 473º capítulo da Bíblia;

- Salmos 37 – 515º capítulo da Bíblia;

- Salmos 73 – 551º capítulo da Bíblia;

- Isaías 37 – 716º capítulo da Bíblia;

- Jeremias 37 – 782º capítulo da Bíblia;

- Ezequiel 37 – 839º capítulo da Bíblia; 

Em seguida, vamos transformar esses 8 números de ordem num número único: 

037.087.473.515.551.716.782.839 

Temos aí um número na ordem de 37 SEXTILHÕES. 

Se elaborarmos uma tabela com essa quantidade de linhas e em cada linha colocarmos um capítulo da Bíblia, a partir de Gênesis 1, repetindo até fecharmos a tabela, ao chegarmos no final, IREMOS PARAR EXATAMENTE EM ÊXODO 37!!! 

Em outras palavras, o numerozão 037.087.473.515.551.716.782.839 corresponde exatamente ao capítulo 37 de Êxodo!!! Uma coincidência estarrecedora. Que, quando somada às outras coincidências se torna ainda mais absurda. E impossível ter sido obra do acaso ou arquitetada pela mente humana. 

Por que é impossível que a mente humana esteja envolvida na criação desses padrões? Porque existem muitos números gigantescos envolvidos, tão grandes que somente com a tecnologia atual (e calculadoras muito potentes) foram possíveis de calcular. Veja um exemplo disso a seguir: 

050040027036034024021004031024022025029036010013010042150031012008066052005048012014003009001004007003003003002014004028016024021028016016013006006004004005003006004003001013005005003005001001001022 

Temos aqui 198 dígitos. Que número é esse? Todos os 66 livros bíblicos, representados por suas respectivas quantidade de capítulos: Gênesis 50 capítulos, Êxodo 40, etc. Cada número possui 3 dígitos, porque o maior capítulo da Bíblia possui 3 dígitos (os 150 dos Salmos). Ah, o numerozão acima é impronunciável. 

Vejamos um outro número, muito menor, comparado ao de cima: 

10008200070400200 

Separando por vírgula fica mais fácil pronunciar: 10,008,200,070,400,200 (este número está na casa dos QUATRILHÕES). Mesmo sendo um valor muito menor que o numerozão anterior, ainda assim é um número meio complexo para se trabalhar. 

Isto é, nos dias atuais, com a nossa avançada tecnologia da comunicação, é fácil trabalhar (e se criar simetrias e padrões), contando com a preciosa ajuda do computador. Mas imagine alguém trabalhar com numerozões assim na Idade Média, por exemplo. 

Em outras palavras: a Bíblia foi dividida em capítulos na Idade Média. As centenas de padrões que temos descoberto, envolvendo números gigantescos (até com 28 mil dígitos, por exemplo), seriam impossíveis de se elaborar naquele período da História. A menos, é claro, que os editores tenham tido uma ajuda divina, que é exatamente o que defende a nossa tese. 

Mas voltemos ao número citado anteriormente: 10,008,200,070,400,200. 

Esses são os valores das 6 letras que formam o nome JESUS, no grego usado no Novo Testamento. Isto é fato, ninguém pode refutar. A soma desses valores é igual a 888, um múltiplo exato de 37, como já informamos anteriormente. 888 é 24 x 37. No mínimo é mais uma coincidência intrigante: que o mesmo fator numérico 37 (encontrado na 1ª frase bíblica, sobre a origem do Universo) acha-se também no Nome do Criador desse Universo! 

Agora atenção para esta operação: Pegue o numerozão 

050040027036034024021004031024022025029036010013010042150031012008066052005048012014003009001004007003003003002014004028016024021028016016013006006004004005003006004003001013005005003005001001001022 (66 livros da Bíblia)

e DIVIDA por 10008200070400200 (JESUS, em grego). 

Como não é uma divisão exata, teremos um resto de: 5140092383791222. 

Agora divida este resto por 1189 (total de capítulos bíblicos) e como também não é uma divisão exata, teremos um resto de 87. 

Sim! Exatamente 87, O NÚMERO DE ORDEM QUE CORRESPONDE A ÊXODO 37!!! Novamente! 

É uma coincidência absurda, estarrecedora. Impossível de ter sido elaborada pelos caras que dividiram a Bíblia em capítulos, na Idade Média. 

Bem, apresentamos aqui apenas a ponta do iceberg das evidências matemáticas que provam que o cânon bíblico (com 66 livros e 1.189 capítulos) ESTÁ FECHADO! É O ÚNICO INSPIRADO DIVINAMENTE. 

Quaisquer acréscimos (ou decréscimos) nesse cânon viola o código matemático inserido nele. Logo, qualquer Bíblia que contenha livros (e capítulos) a mais ou a menos, diferente de 66 (e 1.189) NÃO CORRESPONDE À ORIGINAL. 

Pra deixar bem claro: O cânon com 66 livros e 1.189 capítulos gera MAIS DE 300 PADRÕES MATEMÁTICOS envolvendo os números 3, 7, 37 e 73 (os mesmos que formam MAIS DE 300 PADRÕES na primeira frase da Bíblia)! Qualquer outra Bíblia com uma quantidade diferente de livros e capítulos NÃO PASSA nesse teste (e nem nos testes históricos sobre o cânon). 

E a melhor coisa da Matemática Bíblica é que ela é IRREFUTÁVEL. Isto é, você pode até contestar as minhas INTERPRETAÇÕES, mas OS CÁLCULOS E OS FATOS, JAMAIS! 

Moacir Junior – moacir37junior@gmail.com – www.arquivo7.com.br

Um comentário:

  1. Luiz Carlos Campagner7 de junho de 2022 17:24

    Moacir: isso é simplesmente estarrecedor, maravilhoso, impressionante...somente Deus poderia fazer isso!!!

    ResponderExcluir