Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

terça-feira, 12 de junho de 2012

NADA PODEMOS CONTRA A VERDADE – Parte 2



DEUS É ILÓGICO?

Existe uma expressão simples que, se fosse encontrada na Bíblia, seria o suficiente para fazer desmoronar todos os argumentos que defendem esse Livro como a Palavra de Deus. Somente três palavrinhas: “PAI DA VERDADE”.

Se essas três palavrinhas fossem encontradas na Bíblia, tipo “DEUS É O PAI DA VERDADE”, teríamos uma verdadeira confusão lógica. Por quê? Ora, se Deus é o Pai da Verdade logicamente a Verdade teve um nascimento, um inicio. Isso nos levaria para um abismo de contradições. Se a Verdade passou a existir, o que existia antes dela, a Mentira?

Pela Lei do Terceiro Excluído, uma afirmação deve ser ou verdadeira ou falsa. Uma excluí a outra.

A Bíblia também não diz, em lugar nenhum, que “Jesus tornou-se a Verdade”. Isso nos levaria a questionar: E antes de se tornar a Verdade Jesus era o que? A Mentira? Por isso Ele afirma claramente: “EU SOU... A VERDADE” (João 14.6). Ele sempre É, sempre foi a Verdade. Deus é chamado na Bíblia de “Deus da Verdade”.

“Nas tuas mãos entrego o meu espírito; tu me remiste, ó Senhor, Deus da verdade”. (Salmo 31.5)

“De sorte que aquele que se bendisser na terra será bendito no Deus da verdade; e aquele que jurar na terra, jurará pelo Deus da verdade; porque já estão esquecidas as angústias passadas, e estão escondidas dos meus olhos.” (Isaias 65.16)

Todos os atributos de Deus existem desde que Deus existe, ou seja: desde sempre. Se Ele é a Verdade, isso simplesmente significa que a Verdade existe desde que Deus existe.

Se nunca encontraremos na Bíblia a expressão “Pai da Verdade”, por outro lado o mesmo não se pode dizer em relação a Mentira, pois em João 8.44, encontramos: “... porque [o diabo] é mentiroso, e pai da mentira.

A mentira não existia no principio. Passou a existir.

Voltando a questão inicial: Deus é ilógico? Em 2 Timóteo 2.13, lemos: “...se somos infiéis, ele [Deus] permanece fiel; porque não pode negar-se a si mesmo.” Deus não pode ser não-Deus. Não pode negar a Si mesmo. Não pode se contradizer. Não é ilógico.

Espera aí! Quer dizer que até Deus se submete às leis da Lógica? Como assim? Ele não está acima de tudo? Bem, se Ele é o Criador de todas as coisas, se tudo vem dEle, então a Lógica também vem dEle. Ou melhor, a Lógica FAZ PARTE DELE.

A Lógica é como a Verdade. É auto-existente. Não foi inventada, foi descoberta. Algum dia a Verdade deixará de ser Verdade? Atualmente 3 + 4 é igual a 7 ou sempre foi e sempre será? Se é impossível responder com um NÃO e tivemos que usar a Lógica para concluir isso, então desde que 3 + 4 é igual a 7, a Lógica existe. Se 3 + 4 será igual a 7 eternamente, então a Lógica existirá eternamente. Se a Lógica é eterna, logicamente a Lógica existe desde que Deus existe.

Por que Deus não pode ser ilógico? Por que nem Deus viola as Leis Fundamentais da Lógica.

1 – LEI DA IDENTIDADE – Deus é Deus e nunca deixará de ser Deus. Portanto, essa Lei Ele não pode violar.

2 – LEI DO 3.º EXCLUIDO – Deus é Deus ou não é Deus. Isso nos leva à 3.ª Lei:

3 – LEI DA NÃO-CONTRADIÇÃO – Se Deus não pode ser Deus e ao mesmo tempo não ser Deus, Ele não pode violar esta terceira lei.

Conclusão: Pode achar ruim quem quiser achar, mas nem Deus viola as Leis da Lógica.

É IMPOSSÍVEL QUE DEUS MINTA” (Hebreus 6.18).

Os ateus costumam deixar alguns cristãos num beco sem saída com uma pergunta traiçoeira:

- DEUS É CAPAZ DE CRIAR UMA PEDRA QUE ELE NÃO POSSA LEVANTAR?

Se alguém responder SIM, o ateu dispara:

- Se existe uma pedra que Ele não possa levantar, então Ele não pode ser TODO-PODEROSO.

Se o cristão responder NÃO, o ateu já tem a resposta na ponta da língua:

- Se Deus não é capaz de criar uma pedra que Ele não possa levantar, Ele não pode tudo, não pode ser chamado de Todo-Poderoso.

E agora? Se correr, o bicho pega...

A resposta pode não agradar ao ateu, mas é exageradamente simples: DEUS PODE TUDO, TUDO QUE SUA NATUREZA DIVINA PERMITE, MAS EXISTEM ALGUMAS COISAS QUE ELE NÃO PODE, E ISSO NÃO TIRA SUA AUTORIDADE. PELO CONTRÁRIO, A REFORÇA AINDA MAIS:

- ELE NÃO PODE MENTIR – Vai de encontro à Sua Natureza que é a Verdade em Pessoa;

- ELE NÃO PODE SE CONTRADIZER;

- ELE NÃO PODE DEIXAR DE SER DEUS;

- ELE NÃO PODE PECAR, pois Sua Natureza Santíssima não permite;

- ELE NÃO PODE DEIXAR DE EXISTIR; etc.

Ele é TODO-PODEROSO porque pode fazer TUDO QUE SUA NATUREZA DIVINA PERMITE.

ELE NUNCA FOI E NEM SERÁ ILÓGICO.

O Cético - Ah, mas quando Jesus andou sobre as águas não violou uma das leis da natureza, não foi de encontro à lógica humana, não estava sendo ilógico?

O Cristão - Só se Ele não fosse Deus. Deus é maior que a Sua Criação, portanto nada mais lógico do que Ele caminhar SOBRE as águas.

O Cético - Mas Pedro não é Deus e também caminhou.

O Cristão - Só enquanto estava olhando para Jesus. Quando olhamos para Jesus o que parece impossível se torna possível.

Deus não é ilógico. Ele JAMAIS violará a Lei da Não-Contradição. Jamais negará a Si mesmo. E se Deus nunca negou a Si mesmo, conseqüentemente, a Lógica sempre existiu.

No principio era o VERBO e o VERBO estava com Deus, e o VERBO era Deus.” (João 1.1).

Qual a origem da palavra LÓGICA? “Lógica (do grego clássico logos, que significa palavra, pensamento, idéia, argumento, relato, razão lógica ou principio lógico)...”(Wikipédia). Ou seja, LÓGICA vem da mesma palavra (LOGOS) com a qual Jesus é intitulado 7 vezes na Bíblia (João 1.1; 1.14; 1 João 1.1; 5.7; Apocalipse 19.13).

Portanto, “No principio era a LÓGICA, e a LÓGICA estava com Deus, e a LÓGICA era Deus”. Jesus é a Lógica de Deus. Por isso é impossível negar a existência da Lógica, assim como é impossível negar a existência de Deus.

“...nenhuma mentira vem da verdade.” (1 João 2.21).

Moacir R. S. Junior - morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário