Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

quinta-feira, 19 de julho de 2012

QUANDO ASSAD CAIRÁ?



UMA RÁPIDA ANÁLISE DA CRISE NA SÍRIA À LUZ DAS PROFECIAS BÍBLICAS

Antes de qualquer coisa quero deixar bem claro que NÃO SEI quando o atual presidente da Síria (Bashar Al-Assad) deixará o poder. Mas existem coisas que SABEMOS muito bem e que podemos, resumidamente citá-las aqui:

- A Síria é um país muito antigo e bíblico (ou seja, citado na Bíblia, desde o Gênesis).

- Os sírios possuem ligação de sangue com Israel – Naor, irmão de Abraão, era sírio. Mais tarde, o filho de Abraão, Isaque, casou com uma moça síria (Rebeca). Alguns anos depois o patriarca Jacó (que viria a ser o pai das 12 tribos de Israel) casou-se com duas sírias (Raquel e Leia). Não preciso citar referências bíblicas sobre isso, basta você dar uma lida básica no livro de Gênesis.

- Muitas vezes os profetas chamam a Síria de Assíria, pois este império dominou boa parte do Oriente Médio e especialmente o território sírio.

- Os estudiosos dizem que a cidade mais antiga do mundo (e que existe até hoje) é Damasco (capital da Síria), pois é citada na Bíblia, pela primeira vez, em Gênesis 14.15. No capítulo seguinte (Gn 15.2) Abraão, falando com Deus, cita seu servo Eliezer, um DAMASCENO. Curiosamente, Jerusalém aparece logo após Damasco (Gênesis 14.18), onde é chamada pelo seu antigo nome SALÉM.

- As profecias mostram (por exemplo Isaias 19) que, quando o Messias voltar, haverá uma ALIANÇA DE PAZ VERDADEIRA entre Israel, o Egito e a Assíria.

QUAL O FUTURO DA SÍRIA?

As profecias mostram um futuro glorioso para o povo sírio (ao lado de Israel e dos demais árabes) no futuro Reino do Messias Jesus. Mas um pouco antes da chegada desse reino, uma série de conflitos bélicos varrerá o mundo, especialmente o Oriente Médio. Já falamos muito sobre essas profecias. A respeito de Damasco existem algumas profecias estarrecedoras, especialmente no capítulo 17 de Isaías e 49 de Jeremias.

Muitas das profecias relacionadas às nações do passado (ao redor de Israel) já se cumpriram, mas a maior parte delas está relacionada com Armagedom, a batalha final. Vejamos, por exemplo, algo sobre Damasco, na visão de Jeremias:

“A respeito de Damasco. Envergonhadas estão Hamate e Arpade, e se derretem de medo porquanto ouviram más notícias; estão agitadas como o mar, que não pode aquietar-se.
Enfraquecida está Damasco, virou as costas para fugir, e o tremor apoderou-se dela; angústia e dores apossaram-se dela como da mulher que está de parto.
Como está abandonada a cidade famosa, a cidade da minha alegria!
Portanto os seus jovens lhe cairão nas ruas, e todos os homens de guerra serão consumidos naquele dia, diz o Senhor dos exércitos.
E acenderei fogo no muro de Damasco, o qual consumirá os palácios de Ben-Hadade.”
(Jeremias 49.23-27)

Nestes dois dias (18 e 19 de julho de 2012) os noticiários estão cheios de noticias alarmantes sobre batalhas nas ruas de Damasco. A ONU está impotente diante da delicada situação. Como já explicamos em artigos anteriores, uma intervenção militar estrangeira na Síria pode “despertar o diabo” no Oriente Médio, desencadeando incontroláveis conflitos, pois o grande aliado do governo sírio é o perigoso Irã.

Meus amigos, de uma hora para outra, essa crise na Síria pode provocar uma guerra mundial e que colocaria Israel como o alvo número 1. Imaginemos que a Síria seja atacada pela aliança ocidental. Ela poderia contra-atacar só que contra Israel (até porque o governo sírio sonha muito vencer Israel numa guerra, que seria uma espécie de revanche contra as derrotas sofridas nos conflitos passados contra os israelenses – por exemplo, em 1967, na Guerra dos Seis Dias e em 1973, na Guerra do Yom Kippur).

Ou que, diante do ataque ocidental, os iranianos lancem um ataque contra Israel em represália. De uma forma ou de outra, Israel terá que “pagar o pato”.

Bem, mas deixando de lado essas suposições sinistras, vamos nos concentrar agora no tema proposto no título deste artigo: QUANDO ASSAD CAIRÁ?

Como disse antes, eu NÃO SEI a data da queda do ditador sírio, mas isso não me impede de APOSTAR em algumas datas – e tenho algumas razões sólidas para afirmar isso.
Gostaria de pedir aos leitores que, antes de prosseguirem na leitura deste texto, dessem uma olhada em quatro artigos que publiquei há algum tempo neste blog:

- AGITAÇÃO NO ORIENTE MÉDIO – CONEXÃO COM AS PROFECIAS BÍBLICAS OU APENAS COINCIDÊNCIAS? – PARTE 1 - http://www.misterio777.blogspot.com.br/2011/03/agitacao-no-oriente-medio-conexao-com.html

- AGITAÇÃO NO ORIENTE MÉDIO – PARTE 2 – ESTRANHAS CONEXÕES COM AS FESTAS JUDAICAS - http://www.misterio777.blogspot.com.br/2011/05/agitacao-no-oriente-medio-parte-2.html

- QUAL MÊS DO ANO É O MELHOR CANDIDATO PARA O INICIO DO APOCALIPSE? - http://www.misterio777.blogspot.com.br/2011/06/qual-mes-do-ano-e-o-melhor-candidato.html

- IMPRESSIONANTE! – A MORTE DE MUAMMAR KHADAFI NO FINAL DA FESTA DOS TABERNÁCULOS - http://www.misterio777.blogspot.com.br/2011/10/impressionante-morte-de-muammar-khadafi.html

Bem, como você acabou de ler, acontecimentos no Oriente Médio relacionados a Israel (direta ou indiretamente) costumam ocorrer em épocas de festas judaicas. Mas atenção para duas advertências:

1 – Israel é um povo festivo – no calendário deles existem muitas festas anuais. Assim, as possibilidades de algum acontecimento impactante coincidir com as festas judaicas são muito grandes;

2 – Mas quando falamos das festas judaicas estamos nos referindo especialmente aquelas dos tempos bíblicos, especificamente as sete citadas em Levítico 23. E dessas sete, os futuros acontecimentos proféticos estão conectados especialmente com as três últimas (TROMBETAS, DIA DA EXPIAÇÃO e TABERNÁCULOS). Além dessas existem outras duas que foram criadas especialmente para celebrar a libertação de Israel das mãos de algum tirano: PURIM (nos tempos da rainha Ester) e HANUKKAH (Dedicação), nos tempos dos Macabeus. Portanto, não deixa de ser significativo se a queda de algum ditador, inimigo de Israel, ocorrer em Purim ou Hanukkah.

O fato é que as três festas relacionadas profeticamente ao fim dos tempos ocorrem todas no segundo semestre (em setembro e outubro), e neste ano elas ocorrerão nas seguintes datas:

1 – ROSH HASHANAH (Ano Novo, Festa das Trombetas) – dias 17 e 18 de setembro de 2012.

2 – YOM KIPPUR – Dia da Expiação ou do Perdão – 26 de setembro de 2012.

3 – SUKKOT – TABERNÁCULOS – 30 de setembro a 07 de outubro de 2012.

O chefe da Síria pode deixar o poder a qualquer momento (ou só no ano que vem ou sabe se lá quando), mas nos tempos em que estamos vivendo (período de intenso cumprimento das profecias) as probabilidades de Assad cair nas datas das três festas citadas acima é muito grande.

Mas ainda existe um bônus: A festa da Dedicação (Hanukkah), que os macabeus criaram para celebrar a vitória contra um grande inimigo.

Neste ano, essa festa ocorrerá entre os dias 9 e 16 de dezembro. Ela foi criada justamente devido a vitória dos judeus contra UM DITADOR DA SÍRIA, um tal de Antíoco Epifânio, um cara que fez muitas barbaridades: banhou as ruas de Jerusalém com sangue (humano, é claro), sacrificou um porco no altar sagrado dos judeus e ainda colocou sobre ele (o altar) a imagem de um ídolo abominável.

Bem, como costumo dizer: Vivemos numa época muito excitante, onde as noticias do jornal do dia parecem ter saído das páginas empoeiradas das milenares profecias dos videntes de Israel. Daqui pra frente, não tirem os olhos do Oriente Médio. Não tirem os olhos de Israel. Se Jesus vai descer do céu novamente e vai pisar na terra, isto acontecerá não num lugar qualquer. Não na América, África ou Europa. Será no Oriente Médio, Israel, Monte das Oliveiras, Jerusalém.

“Eis que vem um dia do Senhor, em que os teus despojos se repartirão no meio de ti. Pois eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; (...) Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; se o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, do oriente para o ocidente e haverá um vale muito grande; e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul. (...) E o Senhor será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o Senhor, e um será o seu nome.”
(Zacarias 14.1,2,4,9)

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com


4 comentários:

  1. Certamente que com a invasão de Damasco, poderá ocorrer em setembro de 2013 a agosto, entre a festa das trombetas e dos tabernáculos. Confirmando o estudo aqui apresentado.

    Anderson.

    ResponderExcluir
  2. E assim será!!!!!!!!!! Aleluiaaaa aleluiaaa....maranata!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Dia 11 de setembro ...esta chegando ...maranata.

    ResponderExcluir
  4. Nós Cristãos acreditamos que não acontecerá antes do arrebatamento, somente depois, e depois de Cristo ter arrebatado os seus, ainda sobrará sangue de seu sacrifício e Deus usará do mesmo para lavar os pecados de 12 mil judeus de cada tribo de Israel, mas só ao final. Muitos Cristãos astrólogos indicam que esse ano nos céus está acontecendo um evento raro, que só havia acontecido em 3.915 antes de Cristo, previsto para terminar no mês de setembro de 2017 e é idêntico ao previsto na Bíblia pois Júpiter (chamado planeta Rei) entrou em virgem e não saiu como de costume, formando a previsão da mulher gravida (constelação de virgem) com as estrelas na cabeça e a lua e 12 estrelas embaixo de seus pés, em dores para dar a luz, ou seja, a previsão do parto que terminaria entre agosto e setembro de 2017, quando está previsto para Júpiter sair da constelação de virgem, todavia para cumprir-se a previsão teria de vir um cometa em direção à terra e, acredita-se que seja o cometa Shoemaker por causa de seu apelido, pois é chamado sapateiro, pois está previsto que ele ferirá o calcanhar do Messias (Planeta Rei) e esse lhe destruirá a cabeça, assim ele teria de chocar-se na parte debaixo de Júpiter e Júpiter lhe destruir a parte de cima e seus destroços (estrelas cadentes) destruiriam parte do sol e da lua (que assim não darão sua luz, como outra previsão bíblica), mas como está previsto que Jesus arrebataria os Cristãos eleitos, isso também confirmaria com a primeira previsão bíblica que citei agora, que diz que Satanás que perseguia a mulher antes de ela dar a luz e a intentou pegá-la enquanto estava nas dores do parto, mas Deus a arrebatou enquanto sentia dores de parto (arrebatando a constelação de virgem e quem ela representa a Igreja e os Cristãos eleitos), que é exatamente o que acontece agora na terra com o Hamas, Hezbollah, Al-Quaeda e Estado Islâmico perseguindo a mulher e fazendo-a sentir as dores do parto (os Cristãos, cujo parto só poderá acontecer quando o número exato de cristãos santos já tiverem sido mortos, para que possam ser restaurados por Cristo, como também está previsto em outra profecia, quando João pergunta até quando irá esse sofrimento e lhe é respondido, até que se complete o número), assim depois de completo o número de Cristãos e os meus tiverem sido arrebatados, Deus amolecerá seu coração para os Judeus e Jacó ainda terá um tempo de angustia, como também diz a profecia, mas sairá livre dela pelo amor de Deus.

    ResponderExcluir