Enciclopédia Arquivo7 no MEGA

sábado, 21 de maio de 2016

O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 5

Os nomes dos patriarcas bíblicos foram matematicamente planejados? - Um novo capítulo do nosso “livrão” virtual

Pare por um momento e imagine as seguintes 3 situações: Você foi à feira e comprou 16 laranjas...

Exemplo 1 - O valor do seu nome é 26. Você tem o exótico costume de sempre contar as sementes de toda fruta que come. Ao fazer isso, enquanto comia as laranjas, notou que uma delas tinha 52 sementes, ou seja, 2 x 26. Você consideraria isso uma coincidência significativa?

Exemplo 2 - Dentre as 16 laranjas, você descobre que três tem quantidades de sementes múltiplas de 26. Você consideraria isso uma coincidência significativa?

Exemplo 3 - Das 16 laranjas, você escolhe três por serem as mais bonitas e as separa das demais, colocando-as numa posição de destaque. Seu plano é degustá-las por último.

Nas 13 laranjas “comuns”, nenhuma delas tem a quantidade de semente múltipla de 26, o valor do seu nome.

Mas você quase cai da cadeira ao descobrir que as 3 restantes, as “celebridades”, têm algo mais em comum: todas elas possuem a quantidade de sementes múltiplas de 26. E não é só isso. A diferença do número de sementes de uma pra outra é sempre de 26.

Você consideraria isso uma coincidência significativa?

Os exemplos 1 e 2 fazem parte daquilo que consideramos como mera coincidência. Num encontro social, você descobre duas ou três pessoas que nasceram no mesmo dia e mês em que você aniversaria. Nada demais. Quanto maior o número de pessoas, maiores as chances de acontecer coisas do tipo.

Porém, o exemplo 3 não revela uma “coincidenciazinha” qualquer. Se você apanha uma laranja qualquer e descobre que tem uma quantidade de sementes igual ao número do seu nome ou múltiplo do valor dele não é coisa de acontecer todo dia, mas acontece. Entretanto, das 16 laranjas, você escolhe três ao acaso e justamente essas três possuem o mesmo fator numérico em comum (que é igual ao valor do seu nome).

Se entre as restantes houver mais algumas cuja quantidade de sementes está conectada ao fator do seu nome, não há razão nenhuma para se admirar tanto da coincidência – mas acontece que nas demais, nas 13 restantes, não existe nenhuma com o fator 26 – somente nas três que você escolheu ao acaso. Isso já é uma coincidência que merece atenção.

Em nosso novo estudo apresentamos uma coincidência parecida com os exemplos acima – mas que, considerando vários fatores e o contexto em que elas aparecem, torna a coisa muito impressionante e merecedora de uma séria investigação.

Para conhecer os detalhes do novo estudo, acesse este link ENCICLOPÉDIA ARQUIVO 7 - CALCULANDO A VERDADE e você será direcionado a uma página contendo todos os estudos em slides já publicados (cerca de 26.000 páginas). Daí é só escolher o estudo e fazer o download para o seu computador.

Também disponível no formato PDF: 
http://sdrv.ms/1a28Cw8

O número (e o título) deste novo estudo é: “215 - O PESO DAS EVIDÊNCIAS – Parte 5 - Os nomes dos patriarcas bíblicos foram matematicamente planejados?”

Qualquer sugestão, crítica ou questionamento, escreva-me.


Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário