O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

UM TIRO MILIMETRICAMENTE CERTEIRO, QUE SÓ UM DEUS ONISCIENTE SERIA CAPAZ DE ACERTAR – Parte 1 de 3

 Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.” (Salmos 73.1).

 Deus tem sido muito bom para comigo. A maioria das pessoas, ao afirmar tal coisa, geralmente se refere à alguma coisa relacionada à doenças ou prosperidade financeira. Raramente alguém testemunha que Deus é bom por ter sido agraciada com alguma descoberta teológica ou por ter adquirido mais conhecimento sobre a Pessoa de Deus e Suas obras. Este é o meu caso.

 Desde o princípio de minha fé cristã, procurei me aprofundar no conhecimento teológico. Mas eu não queria simplesmente saber os detalhes das grandes doutrinas sistematizadas por pacientes estudiosos da Palavra de Deus... eu queria descobrir os tesouros ocultos da Bíblia que provassem, que evidenciassem a origem divina dela. Algo que fosse além dos argumentos tradicionais (embora a maioria deles realmente seja excelente e incontestável).

 De todos os argumentos a respeito da Bíblia como a Palavra de Deus, a PROFECIA é um dos mais surpreendentes. Na verdade, se existisse somente esse, já teríamos razões mais do que o suficiente para provar a veracidade da inspiração divina da Bíblia. Porém, Deus nos proveu com muitos mais argumentos em defesa da Sua Palavra e é uma lástima que, atualmente, a grande maioria dos cristãos desconhece tais argumentos ou (pior) os menospreza, preferindo correr atrás das “bizarrices doutrinárias gospel”. 

Bem, desde o princípio de minha fé cristã, senti-me direcionado para a área apologética clássica. Traduzindo: um ministério que enfatiza a defesa da Bíblia como a Palavra de Deus: inspirada, inerrante, imutável, infalível e plena. Outra área para o qual fui claramente (e, com certeza, divinamente) direcionado, foi o ministério do ensino das profecias bíblicas. Não demorou para que eu descobrisse que A PROFECIA BÍBLICA E A APOLOGÉTICA POSSUEM UMA CONEXÃO BEM ÍNTIMA. 

Entretanto, desde o começo da minha fé cristã evangélica, sentia também uma inclinação para a investigação dos números na Bíblia. No inicio parecia que eles serviam apenas como curiosidades bíblicas. Pouco a pouco, avançando nas pesquisas, comecei a desconfiar que havia muito mais conexões entre a Bíblia e os números... muito mais do que meras curiosidades ou belas conexões entre os eventos. Era evidente o destaque do número 7 na Bíblia (minha investigação inicial se concentrou nesse número). Também fui notando o destaque do numero 3. Daqui a pouco observei uma incrível conexão entre o 3 e o 7, e passei a suspeitar que havia algo muito mais interessante e profundo a ser investigado. 

Sem entrar em mais detalhes (que já esmiucei em outros artigos), com o avançar das pesquisas, constatei que os números continham uma prova da inspiração divina da Bíblia ainda mais espetacular do que a profecia. E com isso, minha investigação dos números nas Sagradas Escrituras deu um salto gigantesco, e aquilo que, no princípio, eu chamava de NUMEROLOGIA BÍBLICA (como a maioria dos estudiosos costuma denominar esse tipo de estudo), passei a intitular de MATEMÁTICA BÍBLICA. 

E com isso constatei uma significativa diferença entre os dois termos. Enquanto o primeiro conceito (NUMEROLOGIA BÍBLICA) não fazia muito sentido na Apologética (num certo sentido, até atrapalhava), o segundo (MATEMÁTICA BÍBLICA) se revelou uma ferramenta espetacular, impressionante, incontestável. 

Para clarear a diferença entre os dois conceitos, observe: 

1 – NUMEROLOGIA BÍBLICA – É simplesmente o estudo do SIGNIFICADO SIMBÓLICO dos números (tipo 6 simboliza o homem, 7 representa a aliança entre Deus e o homem, 40 fala de provação, etc.). Há unanimidade nuns casos, e discordâncias noutros (por exemplo, para uns o 5 representa a GRAÇA de Deus, para outros, RESPONSABILIDADE,..). 

Em suma, o estudo do SIGNIFICADO dos números sempre envolveu discordâncias, é algo que pode ser discutido, debatido, contestado, etc. Símbolos são coisas relativas e, muitas vezes, seus significados não são absolutos, porém, dependem do contexto, das circunstâncias, etc. 

2 – MATEMÁTICA BÍBLICA – Aqui não dependemos do SIGNIFICADO dos números para provarmos alguma coisa. Basta apresentarmos os fatos e a simetria simples, clara e absoluta, falará por si mesma. Ou seja, a Matemática Bíblica simplesmente descobre (isto é, revela) os padrões ocultos e impregnados tanto no texto (nos originais hebraicos e gregos) quanto na estrutura dos livros e capítulos (como temos demonstrado abundantemente no Arquivo7). As interpretações que damos aos padrões encontrados podem ser debatidas ou refutadas, mas os fatos (isto é, as constatações), jamais. 

No Arquivo7 lidamos com Numerologia e Matemática Bíblica, mas a ênfase é na Matemática, como prova e autenticação das doutrinas da Inspiração, Imutabilidade, Inerrância e Plenitude Bíblica. E, repito, você pode até negar ou refutar as interpretações que damos aos padrões encontrados, mas nunca conseguirá contestar esses padrões. 

SE EXISTE UMA MENTE ONISCIENTE NO UNIVERSO, OS NÚMEROS SÃO UMA PROVA DISSO 

Os homens inventaram os símbolos para representarem os números, mas a natureza destes e suas propriedades exóticas foram DESCOBERTAS, não inventadas. O comportamento dos números independe da vontade ou manipulação humana. 

Por exemplo, o número Pi.  Pegue um anel e divida o tamanho da sua circunferência pelo seu diâmetro. Se sua calculadora só couber 3 dígitos, vai mostrar 3,14; se couber 10 dígitos, vai mostrar 3,141592653; se couber 32 dígitos, vai mostrar 3,1415926535897932384626433832795; se couber um milhão de dígitos, vai mostrar esses mesmos 32 dígitos seguido de milhares de outros. Essa é a mais famosa constante matemática, chamada de número Pi. 

Agora pegue uma bacia grande. Meça sua circunferência e seu diâmetro e divida um pelo outro. O resultado contém exatamente os mesmos dígitos gerados quando você tirou as medidas do anel. E se você fizer isso com qualquer objeto circular, qualquer que seja o tamanho, o resultado será sempre esse. O que intriga os matemáticos não é que todos os resultados sejam iguais, mas que o número gerado não revela (à primeira vista) nenhum padrão. Tudo parece aleatório, sem lógica. 

Na esperança de que, em algum momento, o número vá terminar em zeros, matemáticos e curiosos têm calculado (isto é, colocado as máquinas para calcularem) o maior número Pi possível. Existem computadores super potentes trabalhando dia e noite, calculando os dígitos do Pi. 

No ano passado (2019) foi batido um novo recorde na descoberta de dígitos do Pi. Várias notícias informaram que uma japonesa superou os 30 trilhões de dígitos (até então conhecidos). Uma notícia informou: 

“Nesta quinta-feira (14), em comemoração ao ‘Dia do Pi’, a Google revelou ao mundo uma façanha impressionante realizada pela desenvolvedora Emma Haruka Iwao, que definiu um novo recorde para a quantidade de dígitos descobertos após a vírgula no número Pi. 

O recorde anterior, que definiu a marca de mais de 22 trilhões de dígitos em 2016, foi batido este ano por Haruka, que descobriu pouco mais de 31 trilhões de dígitos após a vírgula no número Pi. A façanha foi revelada pela Google apenas nesta quinta, mas já foi reconhecida pelo Guinness, que coloca a desenvolvedora como a atual detentora do recorde. 

De acordo com Haruka, os cálculos ocorreram durante 121 dias sem intervalos, e o valor atual foi conseguido utilizando-se o mesmo método usado no recorde anterior, que consistia em usar um tipo de operação chamado y-cruncher — mas, para quebrar o recorde, Haruka efetuou essa operação com a ajuda de 25 máquinas virtuais do Google Cloud, que processaram 170 TB de dados até alcançar os pouco mais de 31 trilhões de dígitos.” (https://canaltech.com.br/ciencia/funcionaria-da-google-bate-o-recorde-mundial-de-digitos-descobertos-no-numero-pi-134821/) 

Mas, apesar de parecer, o Pi pode não ser aleatório, suspeitam alguns estudiosos. Entretanto, até agora, ninguém foi capaz de demonstrar isso. Não existe um algarismo que tenha a tendência de aparecer mais do que outro. Por exemplo, dentro de um milhão, qualquer um dos algarismos aparece quase que com a mesma frequência. Mas é estranho, por exemplo, que o zero só vá aparecer pela primeira vez na casa 33. Isso teria algum significado? Pode ser. Porém, o objetivo deste artigo não é falar sobre os mistérios do número Pi, existem vários capítulos da Enciclopédia Arquivo7 abordando o assunto (os interessados poderão ver, por exemplo, os capítulos 156 e 157). 

O que desejamos deixar claro é que a infinitude dos números e seus comportamentos exóticos indicam claramente a existência de uma harmonia no Universo (na verdade, todo o Universo funciona e se mantém em equilíbrio, por obedecer, rigorosamente, rígidas regras matemáticas). E quando encontramos padrões matemáticos na estrutura da Bíblia, envolvendo números tão gigantescos, é impossível não pensar que a mesma Mente que criou o Universo, deve ter inspirado também todos os responsáveis pela formação da Bíblia (tanto na escrita dela, como em sua posterior classificação em capítulos). 

O exemplo que iremos revelar hoje deixa essa tese ainda mais evidente. 

Recentemente, fiquei a pensar no seguinte: dentro da contagem do tempo, em horas, existe um momento em que os números se alinham (tipo 03:03:03 ou 3 horas, 3 minutos e 3 segundos). Também existe um alinhamento do tipo 3º dia do 3º mês. Aí me perguntei: teria algum significado, relacionado à Matemática Bíblica, o primeiro lugar, na linha do tempo, em que se encontraria 3 horas, 3 minutos e 3 segundos com o dia 3 do 3º mês? Ou a mesma coisa relacionado ao número 7 (7 horas, 7 minutos e 7 segundos do 7º dia do 7º mês)? 

Tendo em vista a “tonelada” de exemplos provando intricados e belos padrões conectando os números 3 e 7 com a Bíblia, resolvi aprofundar a investigação. Deixo claro que usei o calendário bíblico de 360 dias e 12 meses de 30. Os povos antigos usavam calendários tendo o sol como referência (365 dias) ou a lua (354). O calendário usado pelos profetas bíblicos é a MÉDIA dos dois. 

Nas experiências seguintes, usaremos o relógio e o calendário. 

Fazendo uso do Excel, e com a ajuda de algumas fórmulas matemáticas, passei a procurar respostas para as seguintes perguntas: 

Grupo 1 – O NÚMERO 3 

Onde, na linha do tempo, ocorrem, pela primeira vez, os seguintes alinhamentos envolvendo o número 3? 

1 – AS HORAS 

a) 00:03:03 (três minutos e três segundos): linha 183;

b) 03:03:03 (três horas, três minutos e três segundos): linha 10.983. 

2 – OS DIAS 

a) 03*03 (terceiro dia do terceiro mês): linha 63;

b) 03*03*03 (terceiro dia do terceiro mês, do terceiro ano): linha 783. 

3 – AS HORAS + OS DIAS 

* 03:03:03 (três horas, três minutos e três segundos) + 03*03*03 (terceiro dia do terceiro mês, do terceiro ano): linha 67.575.783. 

Grupo 2 – O NÚMERO 7 

Onde, na linha do tempo, ocorrem, pela primeira vez, os seguintes alinhamentos envolvendo o número 7? 

1 – AS HORAS 

a) 00:07:07 (sete minutos e sete segundos): linha 427;

b) 07:07:07 (sete horas, sete minutos e sete segundos): linha 25.627. 

2 – OS DIAS 

a) 07*07 (sétimo dia do sétimo mês): linha 187;

b) 07*07*07 (sétimo dia do sétimo mês, do sétimo ano): linha 2347. 

3 – AS HORAS + OS DIAS 

* 07:07:07 (sete horas, sete minutos e sete segundos) + 07*07*07 (sétimo dia do sétimo mês, do sétimo ano): linha 202.720.027. 

PELA ORDEM EM QUE APARECEM NA LINHA NUMÉRICA 

Tabela 1

63

1º encontro dia 3 com mês 3

183

1º encontro 3 minutos e 3 segundos

187

1º encontro dia 7 com mês 7

427

1º encontro 7 minutos e 7 segundos

783

1º encontro dia 3, mês 3 e ano 3

2347

1º encontro dia 7, mês 7 e ano 7

10983

1º encontro 3 horas, 3 minutos e 3 segundos

25627

1º encontro 7 horas, 7 minutos e 7 segundos

67575783

1º encontro 03:03:03 (horas, minutos e segundos) com 03*03*03 (dia, mês e ano)

202720027

1º encontro 07:07:07 (horas, minutos e segundos) com 07*07*07 (dia, mês e ano)

 Que fique bem claro: os cálculos acima foram feitos pelo computador, portanto, são exatos, perfeitos. E os resultados são facilmente comprováveis, além de eternamente verdadeiros. Em suma, estamos lidando com fatos, não com manipulações. 

Enfim, pra realização da nossa experiência precisamos de mais um elemento, ou seja, outro tipo de dados que também sejam facilmente comprováveis e absolutamente verdadeiros: 

Em que ponto, da linha numérica, se encontra o capítulo 3 do terceiro livro bíblico e o capítulo 7 do sétimo livro? 

a) linha 93: corresponde ao capítulo 3 de Levítico (3º livro bíblico);

b) linha 218: corresponde ao capítulo 7 de Juízes (7º livro bíblico). 

E em que ponto da linha numérica, se encontra o 3º versículo do 3º capítulo do 3º livro, e o 7º versículo do 7º capítulo do 7º livro? 

a) linha 2782: corresponde a Levítico 3.3;

b) linha 6702: corresponde a Juízes 7.7. 

PELA ORDEM EM QUE APARECEM NA LINHA NUMÉRICA 

Tabela 2

93

Levítico 3

218

Juízes 7

2782

Levítico 3.3

6702

Juízes 7.7

 Novamente: são fatos facilmente* constatáveis e que qualquer pessoa poderá comprovar. 

*Facilmente, contanto que use as fórmulas matemáticas e o computador pra isso, é claro. 

Bem, usando esses elementos numéricos, executaremos agora algumas experiências bíblico-matemáticas. 

A 1ª EXPERIÊNCIA

Os elementos usados serão: 

Tabela 1

67575783

1º encontro 03:03:03 (horas, minutos e segundos) com 03*03*03 (dia, mês e ano)

202720027

1º encontro 07:07:07 (horas, minutos e segundos) com 07*07*07 (dia, mês e ano)

 

Tabela 2

2782

Levítico 3.3

6702

Juízes 7.7

 

1º passo – Juntando os dois números relacionados ao número 3 (um da tabela 1 e outro da tabela 2), formando um número só, teremos um número que corresponde a qual capítulo bíblico? 

Resposta: Os números 2782 e 67575783 = 278267575783 = Gênesis 20. 

2º passo – Juntando os dois números relacionados ao número 7 (um da tabela 1 e outro da tabela 2), formando um número só, teremos um número que corresponde a qual capítulo bíblico? 

Resposta: Os números 6702 e 202720027 = 6702202720027 = Jó 17. 

3º passo – E a soma final (20 + 17) é igual a 37!!! 

Análise do caso: Como esse resultado vem de números altamente significativos e claramente relacionados com 3 e 7, é uma coincidência espantosa. Se fosse um caso isolado, poderia ser apenas uma coincidência, mas, na verdade, tem muito mais coisa oculta aí. 

A 2ª EXPERIÊNCIA 

Primeiramente, vamos deixar claros os seguintes fatos: 

1º Fato - A primeira vez em que encontramos um versículo de número 3, em um capítulo de número 3, em um livro que ocupa a 3ª posição numa coleção, é em Levítico (3º livro da Bíblia), capítulo 3 e versículo 3: 

Depois oferecerá, do sacrifício pacífico, a oferta queimada ao SENHOR; a gordura que cobre a fressura, e toda a gordura que está sobre a fressura,...” 

Na ordem geral dos versículos bíblicos, Levítico 3.3 é o 2.782. 

2º Fato - A primeira vez em que encontramos um versículo de número 7, em um capítulo de número 7, em um livro que ocupa a 7ª posição numa coleção, é em Juízes (7º livro da Bíblia), capítulo 7 e versículo 7: 

“E disse o SENHOR a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam as águas vos livrarei, e darei os midianitas na tua mão; portanto, todos os demais se retirem, cada um ao seu lugar.” 

Na ordem geral dos versículos bíblicos, Levítico 3.3 é o 6.702. 

3º Fato – Sem dúvidas, esta deu um trabalhinho para descobrir: a primeira vez, na linha do tempo em que a 3ª hora, 3º minuto e 3º segundo se encontram, é na linha 10.983. E a primeira vez em que essa tríade (03:03:03) se encontra em um 3º dia de um 3º mês de um 3º ano, é na linha 67.575.783 (ou seja, mais de 65 milhões!!!). 

4º Fato - A primeira vez, na linha do tempo em que a 7ª hora, 7º minuto e 7º segundo se encontram, é na linha 25.627. E a primeira vez em que essa tríade (07:07:07) se encontra em um 7º dia de um 7º mês de um 7º ano, é na linha 202.720.027 (ou seja, mais de 202 milhões!!!). 

Em síntese: 

Tabela 1

67575783

1º encontro 03:03:03 (horas, minutos e segundos) com 03*03*03 (dia, mês e ano)

202720027

1º encontro 07:07:07 (horas, minutos e segundos) com 07*07*07 (dia, mês e ano)

 

Tabela 2

2782

Levítico 3.3

6702

Juízes 7.7

 

          1º passo – Usando os quatro números destas tabelas, vamos formar um número único, pela ordem crescente e lógica: 

2782, 6702, 67575783 e 202720027 = 2782670267575783202720027, que, na Roleta dos 1.189 capítulos bíblicos, corresponde exatamente ao capítulo 37 de Ezequiel!!! 

Isto é, a um dos raros capítulos 37 da Bíblia! 

Vou repetir: Sem contestação possível, temos quatro números bem significativos: 

2.782 = 3º livro, 3º capítulo, 3º versículo

6.702 = 7º livro, 7º capítulo, 7º versículo

67.575.783 = 3 horas, 3 minutos e 3 segundos do dia 3, do 3º mês do 3º ano

202.720.027 = 7 horas, 7 minutos e 7 segundos do dia 7, do 7º mês do 7º ano 

Junte esses quatro números, formando um número só 2782670267575783202720027.

Na roleta dos 1.189 capítulos bíblicos, esse numerozão corresponde exatamente a um dos raros 7 capítulos 37, isto é, ao capítulo 37 de Ezequiel!!! 

Como isso é possível?!!! 

Análise do caso: Temos agora uma coincidência dentro de outra coincidência, o que torna a coisa muito mais significativa e intrigante. Isso poderia ser obra da mente humana? Se a Bíblia tivesse sido escrita e organizada em nossa época, haveria essa possibilidade (da simetria matemática ser obra humana). Mas, levando em consideração todos os fatores da formação da Bíblia (escrita por cerca de 40 autores, durante cerca de 1.500 anos, diferentes épocas, diferentes lugares, e classificada em capítulos e versículos muitos séculos depois), é muito difícil acreditar que essas simetrias matemáticas sejam frutos do acaso ou algo elaborado pelos homens. 

Entretanto, nos próximos textos, usando esses mesmos dados, iremos revelar outras coincidências dentro de coincidências. 

"Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do SENHOR. Na verdade o povo é erva. Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente."

(Isaías 40.7,8) 

Moacir R. S. Junior – morganne777@hotmail.com

4 comentários: