O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

domingo, 28 de março de 2021

AS 7 SINGULARIDADES DA BÍBLIA

 

Os modernos dicionários definem SINGULAR, como:

 1 – único ou que é um só;

2 – de cuja espécie não existe outro;

3 – exclusivo;

4 – excepcional;

5 – incomparável;

6 – diferente de todos os outros;

7 – surpreendente ou espantoso. 

1ª - A BÍBLIA É SINGULAR EM COERÊNCIA, APESAR DA DIVERSIDADE 

CONSIDERE: 

1 – Escrita durante um período de 1500 anos; 

2 – Por cerca de 40 autores diferentes, de diferentes profissões ou atividades: reis, camponeses, filósofos, pescadores, poetas, estadistas, professores, etc.; 

Moisés, um líder político, que estudou nas universidades do Egito;

Pedro, um pescador;

Amós, um boiadeiro;

Josué, um general;

Neemias, um secretário de rei;

Daniel, um primeiro-ministro;

Lucas, um medico;

Salomão, um rei;

Mateus, um coletor de impostos;

Paulo, um rabino; etc.; 

3 – Escrita em diferentes lugares: 

Moisés, no deserto;

Jeremias, numa masmorra;

Daniel, numa colina e num palácio;

Paulo, dentro de uma prisão;

Lucas, enquanto viajava;

João, na ilha de Patmos;

Outros, nos rigores de uma campanha militar; etc.; 

4 – Escrita em diferentes condições e circunstâncias: Davi, em tempos de guerra; Salomão, em tempos de paz; João e Paulo, na prisão, etc.; alguns  escreveram  enquanto  experimentavam  o   auge da  alegria, enquanto outros escreveram numa profunda tristeza e desespero; 

5 – Escrita em três continentes: Ásia, África e Europa; 

6 – Escrita em três idiomas: Hebraico, aramaico e grego 

7 – Escrita em diferentes estilos literários: 

“Os próprios escritos pertencem a uma grande diversidade de estilos literários. Incluem histórias, lei (civil, criminal, ética, ritual, sanitária), poesia religiosa, textos didáticos, poesia lírica, parábolas e alegorias, biografia, correspondência pessoal, reminiscências pessoais, diários, além dos estilos caracteristicamente bíblicos de literaturas proféticas e apocalípticas.” (F. F. Bruce) 

E, apesar de tudo isso, a Bíblia trata de centenas de temas controversos, com harmonia e coerência, desde Gênesis até Apocalipse. Há uma única história que vai se revelando: A Vinda de um Messias, para redimir a Humanidade, para reconciliar a raça humana com Deus. 

(Todos os 7 itens acima foram transcritos do livro “EVIDÊNCIA QUE EXIGE UM VEREDITO”, de Josh McDowell, editora Candeia) 

O DESAFIO DE JOSH MCDOWELL 

“Um representante da Great Books ofthe Western World (‘Os Grandes Livros do Mundo Ocidental’), veio a minha casa a fim de recrutar vendedores para essa série... Eu o desafiei a que pegasse apenas dez desses autores, todos com uma mesma posição, da mesma geração, do mesmo lugar, da mesma época, da mesma disposição, do mesmo continente, da mesma linguagem e que abordassem apenas um assunto controverso (a Bíblia fala de centenas deles com harmonia e concordância). A seguir, perguntei a ele: ‘Eles (os autores) concordariam?’ Ele hesitou e depois replicou: ‘Não’.” (Transcrito do livro “EVIDÊNCIA QUE...”) 

"Se você quiser, empilhe-os [livros orientais] no lado esquerdo de sua escrivaninha; mas coloque a sua Bíblia do lado direito - apenas ela, só ela - e que haja uma boa distância entre a pilha de livros e a Bíblia. Pois existe uma grande distância entre ela e os chamados livros sagrados do Oriente, de modo que estes se opõem àquela total, completa e definitivamente... um abismo real que nenhuma ciência do pensamento religioso conseguirá transpor". (M. Montiero-Williams, antigo professor de sânscrito, que passou 42 anos estudando livros orientais e comparando-os com a Bíblia. Citado por Josh McDowell, em “EVIDÊNCIA QUE...”) 

2ª - A BÍBLIA É SINGULAR EM CIRCULAÇÃO 

“A Bíblia tem sido lida por mais pessoas e publicada em mais línguas do que qualquer outro livro. Existem mais cópias impressas de toda a Bíblia e mais porções e seleções dela do que de qualquer outro livro em toda a história. Alguém poderá refutar, afirmando que num determinado mês ou ano algum livro foi mais vendido. No entanto, em termos absolutos não existe qualquer livro que alcance, ou que mesmo comece a se igualar, à Bíblia, em termos de circulação.” 

“Em 2016, a SBB [Sociedade Bíblica do Brasil] realizou a distribuição de 6.773.421 Bíblias completas no Brasil. Um grande destaque foi o aumento da distribuição de Bíblias Digitais, com 1.506.406 unidades. Um crescimento da ordem de 400%.” 

“EM CERTOS sentidos, a maioria dos livros são como pessoas. Entram em cena, talvez ganhem notoriedade e, exceto um punhado de clássicos, ficam ultrapassados e morrem. Muitas bibliotecas servem de cemitério para incontáveis livros obsoletos, que ninguém lê e que, para todos os efeitos, estão mortos.” 

“A Bíblia, contudo, é excepcional até mesmo entre os clássicos. Embora as origens de sua escrita remontem a 3.500 anos atrás, ainda está bem viva. É disparado o livro de maior circulação na Terra. Cerca de 60 milhões de exemplares da Bíblia inteira, ou de partes dela, são distribuídos por ano. A primeira edição impressa com tipos móveis saiu da prensa do inventor alemão Johannes Gutenberg, por volta de 1455. Desde então, calculadamente quatro bilhões de Bíblias (inteira ou em parte) já foram impressos. Nenhum outro livro, religioso ou não, sequer chega perto disso.” 


3ª - A BÍBLIA É SINGULAR EM TRADUÇÃO 

“A Bíblia é também o livro mais traduzido na História. Sua edição completa, ou partes dela, já foram traduzidas para mais de 2.100 idiomas e dialetos. Mais de 90% da família humana tem acesso a, pelo menos, parte da Bíblia na sua própria língua. Assim, este livro cruza fronteiras nacionais e transcende barreiras raciais e étnicas.” 

4ª - A BÍBLIA É SINGULAR EM SUA SOBREVIVÊNCIA 

“Ser escrita em material perecível, tendo que ser copiada e recopiada durante centenas de anos, antes da invenção da imprensa, não prejudicou seu estilo, exatidão ou existência. Comparada com outros escritos antigos, a Bíblia possui mais provas em termos de manuscritos do que, juntos, possuem os dez textos de literatura clássica com maior número de manuscritos.” 

Bernard Ramm fala acerca da exatidão e do número de manuscritos bíblicos: 

“Os judeus a preservaram como nenhum outro manuscrito foi jamais preservado. (...) eles verificavam atentamente cada letra, sílaba, palavra e parágrafo. Dentro de sua cultura, eles dispunham de grupos de homens com funções específicas, cuja única responsabilidade era preservar e transmitir esses documentos com uma fidelidade praticamente perfeita - eram os escribas, copistas e massoretas.” 

E Ramm conclui, perguntando: 

Quem alguma vez contou as letras, sílabas e palavras dos textos de Platão ou Aristóteles? de Cícero ou de Sêneca?” 

Como nenhum outro livro a Bíblia tem suportado os terríveis e traiçoeiros ataques de seus inimigos. Muitos têm procurado queimá-la, proibi-la, torná-la ilegal, desde os dias dos imperadores romanos até os dias de hoje. Principalmente, nos países dominados pelo comunismo e nas nações islâmicas. 

Mas também é claro o movimento (dos chamados intelectuais de esquerda) que, em nossos dias, militam contra a Bíblia e o que eles chamam de moralidade judaico-cristã. 

Sidney Collett  escreveu: 

"Voltaire, o francês renomado e incrédulo que morreu em 1778, afirmou que, cem anos depois dele o cristianismo estaria varrido da face da terra e teria passado à história. Mas o que aconteceu? Voltaire passou para a história, ao passo que a circulação da Bíblia continua a aumentar em quase todas as partes do mundo, levando bênçãos aonde quer que vá.” 

A respeito da presunção de Voltaire de que o cristianismo desapareceria num prazo de cem anos, Geisler e Nix assinalam que: 

"... apenas cinqüenta anos depois de sua morte, a Sociedade Bíblica de Genebra usou a gráfica e a residência de Voltaire para imprimir pilhas de Bíblias.” 

Bernard Ramm (citado por McDowell) fez a seguinte comparação: 

"Por mais de mil vezes badalaram os sinos, anunciando a morte da Bíblia, formou-se o cortejo fúnebre, talhou-se a inscrição na lápide e fez-se a leitura da elegia fúnebre. Mas por alguma maneira o cadáver nunca permaneceu sepultado.” 

E finaliza, dizendo: 

“Nenhum outro livro tem sido tão atacado, retalhado, vasculhado, examinado e difamado. Que livro de filosofia, religião, psicologia ou literatura, do período clássico ou moderno, sofreu um ataque tão maciço como a Bíblia? Um ataque marcado por tanta maldade e ceticismo? Um ataque tão vasto e desferido por pessoas tão eruditas? Um ataque contra cada capítulo, parágrafo e linha? A Bíblia ainda é amada por milhões, lida por milhões e estudada por milhões.” 

5ª - A BÍBLIA É SINGULAR EM SEUS ENSINOS 

1 - PROFECIA 

"É o único volume já produzido pelo homem, ou por um grupo de homens, em que se encontra um grande corpo de profecias a respeito de nações, em particular, de Israel, de todos os povos da terra, de certas cidades e daquele que viria e deveria ser o Messias. O mundo antigo possuía muitos e diferentes meios para determinar o futuro, o que é conhecido como prognosticação, mas na totalidade da literatura grega e latina, muito embora empreguem as palavras profetas e profecia, não conseguimos encontrar qualquer profecia real e específica acerca de um grande acontecimento histórico que deveria ocorrer no futuro distante, nem qualquer profecia acerca de um Salvador que iria surgir no meio da raça humana”. 

O islamismo é incapaz de indicar qualquer profecia acerca da vinda de Maomé e que tenha sido pronunciada centenas de anos antes de seu nascimento. De igual modo, os fundadores de quaisquer das seitas existentes neste país (incluindo o Brasil) são incapazes de identificar com precisão qualquer texto antigo que especificamente tivesse predito o surgimento deles.” (Wilbur Smith, que formou uma biblioteca pessoal de 25.000 volumes, citado por McDowell) 

2 - HISTÓRIA 

O professor Albright, o renomado arqueólogo, assim inicia sua obra clássica, The Biblical Period (A Era Bíblica): 

"A tradição nacional hebraica supera todas as outras na maneira clara como descreve a origem tribal e familiar. No Egito e na Babilônia, na Assíria e na Feníncia, na Grécia e em Roma, procuramos em vão por qualquer coisa parecida. Nada há de semelhante na tradição dos povos germânicos.” 

“’A Tabela das Nações’, de Gênesis 10, é um relato histórico surpreendentemente exato. De acordo com Albright; ‘é algo absolutamente único na literatura antiga, sem qualquer paralelo mesmo entre os gregos’... 'A Tabela das Nações' permanece sendo um documento surpreendentemente exato... Revela, apesar de toda a complexidade, uma compreensão tão notavelmente 'moderna' da situação étnica e lingüística do mundo moderno, que os estudiosos jamais deixam de ficar impressionados com o conhecimento do autor sobre o assunto’”. 

3 - A SINCERIDADE 

Lewis S. Chafer, que fundou e dirigiu o Seminário Teológico de Dallas, nos Estados Unidos, assim se expressa a respeito: 

"A Bíblia não é o tipo de livro que um homem escreveria caso pudesse, nem que poderia escrever, caso quisesse". 

E McDowell  explica: 

“A Bíblia trata com muita franqueza a respeito dos pecados de suas personagens. Leia as biografias escritas hoje em dia e repare como elas tentam esconder, deixar de lado ou ignorar o lado pouco recomendável das pessoas. Veja os maiores gênios da literatura: em sua maioria são descritos como santos. A Bíblia não procede dessa maneira. Ela simplesmente conta a verdade.” 

“Denunciados os pecados do povo (Deuteronômio 9:24) e os pecados dos patriarcas (Gênesis 12:11-13; 49:5-7) os evangelistas descrevem suas próprias faltas e as dos apóstolos (Mateus 8:10-26; 26:31-56; Marcos 6:52; 8:18; Lucas 8:24, 25; 9:40-45; João 10:6; 16:32)e a desordem nas igrejas (í Coríntios 1:11; 15:12; 2 Coríntios 2:4; etc.) 

Muitos indagarão: 

‘Por que tinham que colocar aquele capítulo sobre Davi e Bate-Seba?’ Bem, a Bíblia tem o costume de contar a verdade.” 

Ela é a biografia não autorizada dos homens! 

6ª - A BÍBLIA É SINGULAR NA SUA INFLUÊNCIA SOBRE A LITERATURA 

Cleland B. McAfee escreve em The Greatest English Classic (O Maior Clássico em Inglês): 

"Se todas as Bíblias de uma cidade grande fossem destruídas, seria possível restaurar o Livro em suas partes essenciais, a partir das citações dele feitas existentes nos livros da biblioteca pública municipal. Existem livros cobrindo quase todos os grandes autores literários, escritos especificamente para mostrar o quanto a Bíblia os influenciou." 

Bernard Ramm acrescenta: 

"Existem questões complexas no estudo da Bíblia, que não têm paralelo com qualquer outra ciência ou ramo do conhecimento humano. A partir dos Pais Apostólicos, em 95 A.D., até a época atual corre um largo rio literário, inspirado pela Bíblia - são dicionários bíblicos, enciclopédias bíblicas, léxicos bíblicos, atlas bíblicos e livros de geografia bíblica.” 

“Podemos mencionar as enormes bibliografias nos campos da teologia, educação religiosa, hinologia, missões, línguas bíblicas, história da igreja, biografia religiosa, devocionários, comentários, filosofia da religião, provas do cristianismo, apologética, e assim por diante. Parece ser um número interminável.” 

7ª - A BÍBLIA É SINGULAR NA SUA SIMETRIA MATEMÁTICA 

UMA EVIDÊNCIA ESPETACULAR 

Somente as evidências citadas anteriormente já seriam mais do que suficientes para se provar a SINGULARIDADE DA BÍBLIA E SUA SUPERIORIDADE SUPREMA SOBRE OS OUTROS LIVROS DA HUMANIDADE. Entretanto... 

ACRESCENTANDO-SE A EVIDÊNCIA DE CARÁTER MATEMÁTICO, a Palavra de Deus alcança um patamar tão alto, mas tão alto QUE, COM ABSOLUTA CERTEZA, LIVRO NENHUM JAMAIS IRÁ ALCANÇAR. 

O Dr. Vernon Jenkins, um matemático cristão do Reino Unido, tem sido um investigador ávido sobre as implicações numéricas dos textos bíblicos hebraico e grego, por cerca de 40 anos. 

Sim. Durante anos, o Dr. Vernon Jenkins tem desafiado céticos e ateus a apresentarem uma explicação convincente a respeito dos fenômenos matemáticos da Bíblia. Entretanto, seus críticos têm sido incapazes de vencerem o desafio. Jenkins costuma dizer que os padrões matemáticos ocultos em Gênesis 1.1 são uma das maiores provas contra a teoria da Evolução. 

Questionado a respeito da relevância da Matemática Bíblica, o Dr. Vernon Jenkins deu uma resposta, em seu site, que vou resumir nos seguintes pontos: 

Ao usar a matemática para autenticar a Sua palavra, Deus satisfaz, pelo menos, três critérios: 

1 – O CRITÉRIO DA UNIVERSALIDADE - A linguagem matemática é universal. Isto é, completamente independente da linguagem, do intelecto, do tempo e do lugar; 

Ou seja, qualquer que seja a cultura, os cálculos envolvendo as palavras originais da Bíblia conduzirão, sempre, eternamente, ao mesmo resultado – em qualquer calculadora, em qualquer lugar, mesmo no céu, no inferno ou em algum planeta desconhecido. 

2 - O CRITÉRIO DA NÃO NECESSIDADE DE FÉ PARA CRER 

A verdade apresentada por meio do argumento matemático e lógico exclui a necessidade de se apelar para um passo de fé. Em outras palavras: Os fenômenos matemáticos ocultos em Gênesis 1 não precisam de fé para serem percebidos. Basta um pouco de inteligência. 

A acusação que muitos céticos costumam fazer aos cristãos (de que estes acreditam na Bíblia como a Palavra de Deus APENAS COM BASE NA FÉ E NÃO NA LÓGICA) não pode ser aplicada em relação aos fenômenos matemáticos de Gênesis. OS FATOS MATEMÁTICOS ESTÃO LÁ! NINGUÉM PRECISA DE FÉ PARA CRER NELES! 

3 – O CRITÉRIO DA IMPOSSIBILIDADE HUMANA 

O fato indiscutível é que as letras hebraicas só foram convertidas em números 1200 anos DEPOIS da elaboração do livro de Gênesis – portanto, quem elaborou os tais códigos numéricos de Gênesis, além de ser um gênio matemático excepcional, precisaria também ter o dom da PRESCIÊNCIA, para prever como as letras seriam numeradas 1200 anos depois. 

A complexidade dos padrões matemáticos em Gênesis é tanta que, mesmo que o escritor tivesse conhecimento dos valores das letras, ainda assim seria humanamente IMPOSSÍVEL elaborar o que lá se encontra. 

*As fontes de todos os parágrafos (citados entre aspas) estão no capítulo 325 da Enciclopédia Arquivo7, intitulado “777 – OUTRO XEQUE MATE – As 7 Singularidades da Bíblia” (cuja capa é a imagem desta postagem). E nesse capítulo apresentamos um exemplo impressionante e incrível da SIMETRIA MATEMÁTICA DA BÍBLIA! 

Para acessar a Enciclopédia, veja no alto à direita. 

Moacir Junior – morganne777@hotmail.comwww.arquivo7.com.br

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário