O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

quarta-feira, 7 de abril de 2021

O PROFETA ISAÍAS, OS 4 EVANGELHOS E A MATEMÁTICA BÍBLICA

 

ISAÍAS, UMA MINIATURA DA BÍBLIA? 

É comum alguns cristãos chamarem o livro do profeta Isaías de “pequena Bíblia” simplesmente porque o tal possui 66 capítulos (aí a pessoa lembra dos 66 livros canônicos da Bíblia). Mas isso poderia ser apenas uma coincidência. 

Mas, quando analisamos esse livro a fundo, vemos que a coisa é muito mais interessante do que poderíamos imaginar. 

O fato de Isaías possuir 66 capítulos não é nada demais. Entretanto, quando constatamos que existe uma clara divisão nesse livro, em duas partes e que essa divisão acontece justamente entre o 39º e o 40º capítulo, aí a coisa fica impressionante. 

Sim. É inegável que os 66 capítulos desse livro estão divididos em duas partes. 

A primeira parte (primeiros 39 capítulos) fala de julgamento e cativeiro sobre a nação de Israel. A segunda parte (últimos 27 capítulos) fala de esperança, consolo e a Vinda do Messias. 

É evidente que os temas dos 39 primeiros capítulos estão intimamente relacionados com os temas dos 39 livros canônicos do Antigo Testamento; e os temas dos últimos 27 capítulos possuem a mesma essência da mensagem dos 27 livros do Novo Testamento. 

Essa diferença temática é tão clara que alguns estudiosos chegaram a pensar que duas pessoas diferentes escreveram o livro de Isaías (até hoje existem debates entre os teólogos sobre isso). Mas o Novo Testamento cita textos das duas partes e atribui suas autorias à mesma pessoa: Isaías, o profeta. 

Deixando bem claro: Isaías ter 66 capítulos (igual à quantidade de livros bíblicos) poderia ser apenas uma coincidência. Mas o fato das mensagens dos primeiros 39 capítulos ter um tom bem parecido com as mensagens do Antigo Testamento e mudar radicalmente a partir do capítulo 40 é uma coincidência maior ainda, que parece ser significativa. 

E quando constatamos que as mensagens dos capítulos 40 a 43 são a “cara” dos Evangelhos (que ocupam justamente as posições 40 a 43 da Bíblia), aí já são COINCIDÊNCIAS DEMAIS PARA SEREM APENAS COINCIDÊNCIAS! 

Existem até mesmos vários paralelos temáticos entre muitos capítulos de Isaías e os livros bíblicos correspondentes ao mesmo número. 

Exemplo: “Eis a voz do que clama: Preparai no deserto o caminho do Senhor; endireitai no ermo uma estrada para o nosso Deus.” (Isaías 40.3). A próxima citação desse texto está justamente no 40º livro da Bíblia, Mateus: “Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que diz: Voz do que clama no deserto; Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.” (Mateus 3.3). 

Vejam só! Isaías, capítulo 40, citado no 40º livro, Mateus. Se fosse apenas um ou dois casos, poderíamos falar em coincidências. Mas existem dezenas, aliás, centenas de exemplos. 

É o que analisamos mais profundamente nos capítulos 103 e 104 da Enciclopédia Arquivo7. 

ISAÍAS, O MAIS EVANGÉLICO DOS PROFETAS 

A conexão do livro do profeta Isaías com os Evangelhos é impressionante. Alguém já fez a seguinte experiência: pegou um trecho de Isaías 53 e mostrou para algumas pessoas (não cristãs), perguntando de qual parte da Bíblia era aquilo. Claro que todos responderam que devia ser alguma passagem dos Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João). Então a pessoa revelou que era um trecho de Isaías 53, escrito 800 a 700 anos antes de Cristo! 

"Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós." (Isaías 53.6) 

No documentário "EM DEFESA DE CRISTO", de Lee Strobel, o Dr. Michael Rydelnik, professor de estudos judaicos e bíblicos do Moody Bible Institute, conta o seguinte a respeito do versículo acima: 

"Um amigo meu imprimiu isto [Isaías 53.6] em um papel, mas sem mostrar nenhuma referência da Bíblia, e mostrou a todos no escritório em que trabalhava. Era um escritório grande de uma concessionária de automóveis. Ele mostrou a todos e perguntou: Me diga quem é este e de onde foi tirado? E todos que liam a passagem, judeu ou gentio, não importa, todos diziam: 'É claro que é Jesus de Nazaré e foi tirado do Novo Testamento'. E aí meu amigo dizia: 'Não! Não é do Novo Testamento, é da Bíblia Hebraica [Antigo Testamento]! Foi escrito 800 anos antes de Jesus! Não é inacreditável?" 

A ligação do livro de Isaías com os Evangelhos é tão grande, tão surpreendente que os temas dos capítulos 40, 41, 42 e 43 tem tudo a ver com os temas de Mateus, Marcos, Lucas e João, respectivamente, os livros que ocupam as posições 40, 41, 42 e 43 na Bíblia! 

*Mais detalhes nos capítulos 103 e 104 da Enciclopédia Arquivo7. 

A CONEXÃO COM A MATEMÁTICA BÍBLICA 

Existem inúmeras conexões entre o livro do profeta Isaías com os Evangelhos. Inclusive conexões matemáticas. 

FATO 1 – A soma total dos capítulos dos quatro Evangelhos é 89 (28 de Mateus + 16 de Marcos + 24 de Lucas + 21 de João). Se você contar, livro por livro, a partir de Gênesis, até parar no número 89, inevitavelmente vai parar no livro de Isaías! Ou seja, contando em círculos, o 89º livro da Bíblia é Isaias! Poderia ser apenas uma coincidência, se não fossem os fatores citados nas postagens anteriores. 

FATO 2 – Outra forma de ver a coisa: Pegue os números dos capítulos dos quatro Evangelhos e transforme num número só: 28162421. Temos aí o número 28.162.421 (vinte e oito milhões, cento e sessenta e dois mil e quatrocentos e vinte e um). 

Agora imagine uma roleta dividida em 66 partes (cada uma representando um livro da Bíblia). Partindo do número 1 (Gênesis), vá contando até parar na parte correspondente a 28.162.421, e você vai parar exatamente no livro do profeta Isaías! Poderia ser apenas uma coincidência, mas... 

FATO 3 – Divida 66 pelo número Phi (isto é, o número que representa a Razão Áurea – espero que já tenha ouvido falar desse belo fenômeno matemático). 

* Número Phi: 1,618033988...

* 66 dividido por 1,618033988... é igual a 40,79...

* O 40º livro bíblico é o Evangelho de Mateus e o 41º, o Evangelho de Marcos. 

Isto é, a Razão Áurea dos livros bíblicos cai exatamente entre Mateus e Marcos. 

E qual a Razão Áurea dos 1.189 capítulos bíblicos? 

* 1.189 dividido por 1,618033988... é igual a 734,84... 

* O 734º capítulo bíblico é Isaías 55, recheado de passagens evangelísticas: 

Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. 

Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; 

Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.” 

Ou seja: a Razão Áurea dos livros bíblicos cai não em qualquer lugar, mas DENTRO DOS EVANGELHOS; e em relação aos capítulos, vai parar não em qualquer livro, mas JUSTAMENTE DENTRO DO LIVRO DO PROFETA ISAIAS!!! Só este exemplo poderia ser mera coincidência, mas quando consideramos todo o pacote, SÃO COINCIDÊNCIAS DEMAIS PARA SEREM APENAS COINCIDÊNCIAS, você não acha? 

Moacir Junior – morganne777@hotmail.comwww.arquivo7.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário