O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

CALCULANDO A VERDADE - A INSPIRAÇÃO DIVINA DA BÍBLIA PROVADA PELA MATEMÁTICA

 

Uma introdução à Matemática Bíblica defendida no Arquivo7, numa exposição bem didática, ideal para quem está entrando em contato com essa tese pela primeira vez ou deseja apresentá-la a algum amigo. 

O "cânon" bíblico está fechado, com 66 livros e 1.189 capítulos, e, neste livro, apresentamos a evidência matemática como prova. 

"Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro" (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Adquira esta obra por meio das seguintes opções:

1 - LIVRO DIGITAL - Leia através do aplicativo Kindle em seu celular, tablet, Kindle e computador. Clique neste link: 

https://amzn.to/3gwP0sA

2 - LIVRO FÍSICO (isto é, impresso) - Adquira a partir deste link:

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

terça-feira, 21 de dezembro de 2021

O JOGO DA REDUÇÃO AO ÚLTIMO PRIMO – MAIS UMA EVIDÊNCIA A FAVOR DA INSPIRAÇÃO SOBRENATURAL DE GÊNESIS 1.1


              A primeira frase da Bíblia, formada por apenas 7 palavras e 28 letras, é a evidência definitiva das seguintes assertivas, além de muitas outras: 

1 – Deus existe;

2 – A Bíblia é a Sua Palavra;

3 – A Bíblia está completa com 66 livros e 1.189 capítulos. 

Nos muitos capítulos e apêndices da Enciclopédia Arquivo7 temos apresentado incalculáveis evidências a favor dessa tese. 

O JOGO DA REDUÇÃO AO ÚLTIMO PRIMO 

As regras: 

1 – Pegue um número formado por 7 ou mais algarismos. 

Exemplo: 1234567 

2 – Reduza tal número a seus fatores primos: 

Exemplo: Os fatores primos de 1234567 são 127 e 9721. 

3 – Calcule a soma desses fatores: 

Exemplo: 127 + 9721 = 9848 

4 – Reduza esse resultado a seus fatores primos, depois calcule a soma dos primos, como nos exemplos anteriores, e assim até que o resultado final termine num número primo. 

Exemplo: Os fatores primos de 9848 são 2,2,2 e 1231, cuja soma final é 1237. Pronto! 1237 é um número primo. Fim do jogo. 

Portanto, o número 1234567 tem como redução final o primo 1237. 

E daí? Bem, o objetivo último deste jogo é descobrir um número cuja redução final de fatores primos resulte no nosso velho conhecido 37, um dos primos mais famosos. Claro que não é tão simples. Você não pode simplesmente pegar qualquer número e, executando os passos descritos anteriormente, chegar ao último número que seja exatamente o 37. As opções são infinitas. O resultado tanto pode ser um número primo pequeno (3, 5, 7, 11, etc.), quanto um grande (1237, 1433, 1471, 2377, etc.). O difícil é achar um número que tenha como resultado final 37. 

Mas eu não tive nenhuma dificuldade em encontrar esse primo final 37. E por que? Porque simplesmente o primeiro número que me veio à mente para ser utilizado nessa experiência foi 913203086401395407296. Sim, exatamente os 7 valores da primeira frase da Bíblia, formando um número só! 

Esta é mais uma evidência da singularidade desses 7 valores. 

Observe: a soma desses 7 valores resulta num múltiplo de 37 (isto é, 37 x 73). E, transformando os 7 valores num número só, depois submetendo-o ao Jogo da Redução ao Último Primo, teremos novamente o número 37. 

PROVA: 

a)    Fatores de 913203086401395407296: 2, 2, 2, 2, 2, 2, 7, 37, 131, 1291, 4159, 7879 e 9941. Soma total: 23457. Este NÃO É um número primo.

 

b)    Fatores de 23457: 3, 7 e 1117. Soma total: 1127. Este também NÃO É um número primo. 

c)    Fatores de 1127: 7, 7 e 23. Soma total: 37. Este sim é um número primo! E um primo especial, diga-se! 

O TESTE DO CÉTICO 

Quando me deparei com o resultado 37, logo imaginei que deveria ser algum capricho matemático, visto que a soma total dos 7 valores também tinha o 37 como um dos fatores, e, transformado num número só, ainda é divisível exato por 37. Entretanto, um simples teste acabou com a minha dúvida. 

Considere os números 74, 111, 148  (todos são múltiplos de 37). Transformados num número único (74111148) continua múltiplo de 37. Mas, submetido ao Jogo da Redução ao Último Primo, quem resta no final? 

A PROVA 

a)    Fatores primos de 74111148: 2, 2, 3, 3, 37 e  55639. Soma total: 55686. NÃO É primo.

 

b)    Fatores primos de 55686: 2, 3 e 9281. Soma total: 9286. NÃO É primo.

 

c)    Fatores primos de 9286: 2  e 4643. Soma total: 4645. NÃO É primo.

 

d)    Fatores primos de 4645: 5 e 929. Soma total: 934. NÃO É primo.

 

e)    Fatores primos de 934: 2 e 467. Soma total: 469. NÃO É primo.

 

f)      Fatores primos de 469: 7 e 67. Soma total: 74. NÃO É primo.

 

g)    Fatores primos de 74: 2 e 37. Soma total: 39. NÃO É primo.

 

h)    Fatores primos de 39: 3 e 13. Soma total: 16. NÃO É primo.

 

i)      Fatores primos de 16: 2, 2, 2 e 2. Soma total: 8. NÃO É primo.

 

j)      Fatores primos de 8: 2, 2 e 2. Soma total: 6. NÃO É primo.

 

k)    Fatores primos de 6: 2 e 3. Soma total: 5. Primo! Ufa!!! MAS NÃO É 37! 

Claro que nem todo número dá esse trabalhão para se encontrar o último primo. Um ótimo exemplo é o número 913203086401395407296, que vimos acima. 

UM TESTE DO CÉTICO AINDA MAIS RADICAL 

Ainda não satisfeito, continuei a pensar que o número 913203086401395407296 só terminava no primo 37, porque, além de ser múltiplo de 37, o valor total era um número especial. Sim, o 2701 é recheado de padrões matemáticos, muitos já apresentados em artigos anteriores ou na Enciclopédia Arquivo7. 

Então pensei: Será que qualquer grupo de números cuja soma total for 2701, quando submetidos ao Jogo da Redução do Último Primo, tem que resultar no número 37? Ou essa propriedade é raríssima? 

Para tirar a dúvida, selecionei 14 grupos de 7 números cuja soma total é 2701. E, para ficar ainda mais parecido com os 7 valores de Gênesis 1.1, escolhi, propositadamente, 14 números (de 21 algarismos cada), tão parecidos com os valores da primeira frase bíblica que alguns números são exatamente iguais e outros contém poucas unidades de diferença. 

          Para não deixar este artigo muito extenso e cansativo, sugiro que você acesse o apêndice 66 da Enciclopédia Arquivo7 para ver os detalhes, em tabela, dos 14 exemplos numéricos. De qualquer forma, o resultado final posso revelar aqui: NENHUM DOS 14 EXEMPLOS TEVE COMO REDUÇÃO FINAL O PRIMO 37!!! 

          Sim. Mais uma vez os 7 valores de Gênesis 1.1 provaram que são realmente singulares, raríssimos e impossíveis de serem imitados. E, claro, toda essa complexa e bela simetria matemática inserida em Gênesis 1.1, prova, basicamente, duas coisas: 

          1 – Que é impossível que todas as mais de 300 simetrias ocultas nas 7 primeiras palavras da Bíblia sejam apenas coincidências; 

          2 – E que nenhum ser humano teria condições intelectuais de elaborar tudo isso sem a ajuda divina. 

          Se existem claras evidências de um complexo padrão matemático inserido na Bíblia, não existe um lugar melhor para se provar isso do que em Gênesis 1.1. Ou como eu gosto de dizer, quando me deparo com alguém desafiando a Bíblia: 

          Para defender a autoridade e inspiração divina da Bíblia, só preciso de Gênesis 1.1. 

"Ele fez a terra com o seu poder; ele estabeleceu o mundo com a sua sabedoria, e com a sua inteligência estendeu os céus." (Jeremias 10.12) 

Moacir Junior – moacir37junior@gmail.comwww.arquivo7.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário