O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

CALCULANDO A VERDADE - A INSPIRAÇÃO DIVINA DA BÍBLIA PROVADA PELA MATEMÁTICA

 

Uma introdução à Matemática Bíblica defendida no Arquivo7, numa exposição bem didática, ideal para quem está entrando em contato com essa tese pela primeira vez ou deseja apresentá-la a algum amigo. 

O "cânon" bíblico está fechado, com 66 livros e 1.189 capítulos, e, neste livro, apresentamos a evidência matemática como prova. 

"Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro" (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Adquira esta obra por meio das seguintes opções:

1 - LIVRO DIGITAL - Leia através do aplicativo Kindle em seu celular, tablet, Kindle e computador. Clique neste link: 

https://amzn.to/3gwP0sA

2 - LIVRO FÍSICO (isto é, impresso) - Adquira a partir deste link:

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

terça-feira, 7 de dezembro de 2021

A MARAVILHOSA CONEXÃO ENTRE O ALFABETO HEBRAICO, AS 28 LETRAS DE GÊNESIS 1.1 E OS CAPÍTULOS BÍBLICOS

 

Incontáveis exemplos nos fazem suspeitar que o alfabeto primitivo, de onde se originaram todos os outros, especialmente o hebraico, provavelmente teve uma origem sobrenatural, extraterrena, divina. Não estou afirmando que um anjo tenha trazido o alfabeto dos céus, mas que as pessoas (humanas) que o elaboraram, podem ter sido divinamente inspiradas nessa empreitada. 

Existem muitos exemplos de simetrias matemáticas alinhando o alfabeto hebraico à quantidade de livros e capítulos bíblicos, isto é, coisas que só foram elaboradas muitos séculos depois da criação do alfabeto. São coincidências demais para terem sido apenas frutos do mero acaso. E complexas demais para terem sido elaboradas pela mente humana. Por isso, que apostamos na hipótese da inspiração divina. 

E essa hipótese se estende ao alfabeto grego, também usado na composição da Bíblia original (no Novo Testamento). Um dos meus exemplos favoritos é o nome de JESUS. 

Gênesis 1.1, o texto bíblico mais importante sobre a criação do Universo, contém, em seu original hebraico, um evidente esquema numérico envolvendo os números 3, 7, 37 e 73. Muitos séculos depois, quando o grego se tornou a língua internacional, Jesus entra em cena, na história humana, no mesmo período. E o nome pelo qual o Filho de Deus se tornou notório mundialmente, possui, no grego, o fator 37 (o mesmo de Gênesis 1.1)! É uma grande coincidência. 

Entretanto, a outra palavra pela qual Jesus ficou conhecido internacionalmente, CRISTO, também possui o fator 37, no original grego. Duas coincidências, grandes demais para serem apenas coincidências. 

E não para por aí. Dois mil anos depois, temos outra língua internacional, a inglesa. Diferente das línguas bíblicas, o alfabeto inglês (ou ocidental) não possui valores numéricos. Porém, cada letra possui uma ordem fixa, desde a antiguidade. Algumas nunca mudaram de posição desde o princípio dos tempos, nos primeiros alfabetos. 

O assombroso é que o nome de JESUS hoje, tal como é escrito no alfabeto ocidental, pela soma dos números de ORDEM das letras, também contém o fator 37. A coincidência, que já era enorme, alcançou o status de estarrecedora! Como poderíamos reputar tudo isso como mera obra do acaso? E se foi um projeto humano, como é que puderam conectar três línguas, separadas não somente por séculos, mas por milênios? 

Você pode dizer o que quiser da Matemática Bíblica, exceto que ela não possui nenhuma evidência a favor da sua existência. 

Bem, hoje iremos apresentar uma simetria matemática inédita, conectando o alfabeto hebraico, os 1.189 capítulos bíblicos e a ordem das 28 letras que compõe Gênesis 1.1. 

1º PASSO – Elabore uma tabela, com cinco colunas, que serão: 

Coluna 1 – Os números de ordem geral

Coluna 2 – Os capítulos bíblicos

Coluna 3 – Os 28 valores de Gênesis 1.1

Coluna 4 – As 22 letras do alfabeto hebraico, representadas pelos seus respectivos valores numéricos.

Coluna 5 – Soma total dos valores das colunas 3 e 4 

Veja no exemplo a seguir, com as 14 primeiras linhas: 

Nº de ordem

Capítulos bíblicos

28 letras de Gênesis 1.1

Alfabeto

hebraico

Soma total colunas 3 + 4

1

GN1

1

2

1

 

2

GN2

2

200

2

 

3

GN3

3

1

3

 

4

GN4

4

300

4

 

5

GN5

5

10

5

 

6

GN6

6

400

6

 

7

GN7

7

2

7

 

8

GN8

8

200

8

 

9

GN9

9

1

9

 

10

GN10

10

1

10

 

11

GN11

11

30

20

 

12

GN12

12

5

30

 

13

GN13

13

10

40

 

14

GN14

14

40

50

 

           Obviamente, esta tabela terá 1.189 linhas, que é o número total de capítulos bíblicos. Isto significa que teremos que repetir os dados das colunas 3 e 4, até a última linha. 

2º PASSO – Calcule a soma dos valores das colunas 3 e 4. Como no exemplo, usando a tabela anterior: 

Nº de ordem

Capítulos bíblicos

28 letras de Gênesis 1.1

Alfabeto

hebraico

Soma total colunas 3 + 4

1

GN1

1

2

1

3

2

GN2

2

200

2

202

3

GN3

3

1

3

4

4

GN4

4

300

4

304

5

GN5

5

10

5

15

6

GN6

6

400

6

406

7

GN7

7

2

7

9

8

GN8

8

200

8

208

9

GN9

9

1

9

10

10

GN10

10

1

10

11

11

GN11

11

30

20

50

12

GN12

12

5

30

35

13

GN13

13

10

40

50

14

GN14

14

40

50

90

 3º PASSO – Agora selecione somente as linhas em que os valores da coluna 5 sejam somente 3 ou 7. No final, restarão estas linhas: 

Nº de ordem

Capítulos bíblicos

28 letras de Gênesis 1.1

Alfabeto

hebraico

Soma total colunas 3 + 4

1

GN1

1

2

1

3

68

EX18

18

5

2

7

94

LV4

4

1

6

7

138

NM21

21

1

6

7

178

DT25

25

1

2

3

203

JS16

16

2

5

7

222

JZ11

11

1

2

3

225

JZ14

14

2

5

7

287

2SM20

20

2

1

3

309

1RS18

18

2

1

3

376

2CR9

9

5

2

7

402

2CR35

35

1

6

7

446

JO10

10

1

6

7

486

SL8

8

1

2

3

511

SL33

33

2

5

7

530

SL52

52

1

2

3

533

SL55

55

2

5

7

595

SL117

117

2

1

3

617

SL139

139

2

1

3

684

IS5

5

5

2

7

710

IS31

31

1

6

7

754

JR9

9

1

6

7

794

JR49

49

1

2

3

819

EZ17

17

2

5

7

838

EZ36

36

1

2

3

841

EZ39

39

2

5

7

903

NA3

3

2

1

3

925

ZC14

14

2

1

3

992

LC19

19

5

2

7

1018

João21

21

1

6

7

1062

RM16

16

1

6

7

1102

EF5

5

1

2

3

1127

2TM2

2

2

5

7

1146

HB13

13

1

2

3

1149

TG3

3

2

5

7

 

Total

888

(24 x 37)

 

 

 

 Enfim, das 1.189 linhas, restaram somente 35. 

4º PASSO – Agora o toque final. Calcule a soma total da coluna 2 (capítulos bíblicos) e o resultado não somente será um múltiplo exato de 37, como é um valor muito especial: 

888 (o valor do nome JESUS, em grego)! 

Se houvesse somente este exemplo conectando o alfabeto hebraico aos capítulos bíblicos, aos 28 valores de Gênesis 1.1 e os padrões numéricos envolvendo o números 3, 7, 37 e 73, poderíamos alegar uma mera coincidência. MAS TEMOS DEZENAS DE OUTROS EXEMPLOS!!! NÃO PODE SER COINCIDÊNCIA! 

E o mais espetacular disso é que é uma experiência fácil de se provar. 

E tem mais: Destaque somente as linhas em que a soma total (na coluna 5) seja 37 ou 73: 

Nº de ordem

Capítulos bíblicos

28 letras de Gênesis 1.1

Alfabeto

hebraico

Soma total colunas 3 + 4

95

LV5

5

30

7

37

403

2CR36

36

30

7

37

711

IS32

32

30

7

37

1019

AT1

1

30

7

37

 

Total

74

(37 + 37)

 

 

Não existe nenhum total 73

 E a soma total da coluna 2 é 74!!! Não somente um outro múltiplo exato de 37, mas, veja só!, O VALOR NUMÉRICO DO NOME DE JESUS, PELA ORDEM DAS LETRAS DO ALFABETO DA LINGUA INTERNACIONAL DE HOJE! 

Não é algo para se pensar? 

"Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai." 

(Filipenses 2.9-11) 

Moacir Junior – moacir37junior@gmail.comwww.arquivo7.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário