O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7

O BÁSICO PARA VOCÊ ENTENDER O ARQUIVO 7
Tudo que você precisa saber para entender a principal linha de investigação do Arquivo7 - O BÁSICO SOBRE MATEMÁTICA BÍBLICA, SEGUNDO A TESE ARQUIVO 7.

CALCULANDO A VERDADE - A INSPIRAÇÃO DIVINA DA BÍBLIA PROVADA PELA MATEMÁTICA

 

Uma introdução à Matemática Bíblica defendida no Arquivo7, numa exposição bem didática, ideal para quem está entrando em contato com essa tese pela primeira vez ou deseja apresentá-la a algum amigo. 

O "cânon" bíblico está fechado, com 66 livros e 1.189 capítulos, e, neste livro, apresentamos a evidência matemática como prova. 

"Investigue tudo, acredite apenas no que for provado verdadeiro" (paráfrase de 1 Tessalonicenses 5.21)

Adquira esta obra por meio das seguintes opções:

1 - LIVRO DIGITAL - Leia através do aplicativo Kindle em seu celular, tablet, Kindle e computador. Clique neste link: 

https://amzn.to/3gwP0sA

2 - LIVRO FÍSICO (isto é, impresso) - Adquira a partir deste link:

https://loja.uiclap.com/titulo/ua9006/

segunda-feira, 7 de junho de 2021

AQUILO QUE É INQUESTIONÁVEL, INEGÁVEL, ACIMA DE QUALQUER SOMBRA DE DÚVIDA – Parte 1 de 2

 


Dentro do texto bíblico, o maior número, formado exclusivamente pelo dígito 7, aparece apenas uma vez, em Gênesis 5.31:  “E foram todos os dias de Lameque setecentos e setenta e sete anos, e morreu.” 

Em toda a Bíblia, o maior capítulo com o maior número de dígitos 7 é o Salmo 77!!! 

Agora, deixando de lado a óbvia conexão matemática entre 77 e 777, atente para os seguintes fatos: 

Fato 1 – Todos os livros da Bíblia onde podemos encontrar (uma ou várias vezes) as expressões “TRÊS VEZES” ou “SETE VEZES”, são os seguintes:

Nº de ordem

Livro

Total de capítulos

1

Gênesis

50

2

Êxodo

40

3

Levítico

27

4

Números

36

5

Deuteronômio

34

6

Josué

24

7

Juízes

21

9

1 Samuel

31

11

1 Reis

22

12

2 Reis

25

14

2 Crônicas

36

18

42

19

Salmos

150

20

Provérbios

31

23

Isaías

66

27

Daniel

12

40

Mateus

28

41

Marcos

16

42

Lucas

24

43

João

21

44

Atos

28

47

2 Coríntios

13


Fato 2 – A soma total da coluna 3 é 777!!! Um múltiplo de 3, 7 e 37, ao mesmo tempo. 

          Fato 3 – A soma total da coluna 1 é 438, um múltiplo de 3 e de 73!!! 

          Temos, portanto uma coincidência bem interessante que, tratada isoladamente, poderia ser apenas uma coincidência. Entretanto, quando consideramos o conjunto dos fatos, essa coincidência torna-se SIGNIFICATIVA! Os detalhes da simetria apresentada podem ser encontrados no capítulo 319 da Enciclopédia Arquivo7, intitulado: “777 – XEQUE MATE”. 

          Não é fácil encontrarmos qualquer conjunto de coisas aleatórias cujo total seja 777, isto é, o encontro de 3, 7 e 37, três dos números mais importantes da Bíblia. Sim, não é fácil, porém, não é impossível. Agora a coisa fica ainda mais complexa quando esse total 777 vem de uma seleção bem significativa. No caso, somente os livros onde podemos encontrar, com certeza, as expressões “três vezes” e “sete vezes”, não necessariamente as duas no mesmo livro. 

          Procure, por exemplo, por aí, algum conjunto de livros e selecione somente os livros onde contenha as expressões “três vezes” e “sete vezes”; depois calcule o total dos capítulos deles. Muito provavelmente, você obterá um total que seja múltiplo de 3, pois um a cada três números é múltiplo de 3. Ou dizendo de outra forma: A TERÇA PARTE DOS NÚMEROS DO UNIVERSO É MÚLTIPLA EXATA DE 3!!! 

          Em suma, você terá as seguintes chances, com o seu total de capítulos: 

          Uma chance em três de que o total seja múltiplo de 3;

          Uma chance em sete de que o total seja múltiplo 7;

          Uma chance em 37 de que o total seja múltiplo de 37;

          Uma chance em 777 de que o total seja múltiplo de 3, 7 e 37, AO MESMO TEMPO. 

          Digamos que você tenha, milagrosamente, encontrado um livro, formado por vários livros (tipo a Bíblia) cujo total de capítulos de cada livro em que apareça as expressões “três vezes” e “sete vezes”, seja 777. Qual a chance da soma total dos números de ordem desses livros ser exatamente igual a um múltiplo de 73? 

          Ou seja, a soma total dos capítulos é um múltiplo exato de 37 e a soma total dos números de ordem desses livros é múltipla total de 73.  

          Mas digamos que você realmente tenha conseguido essa proeza. Não sei como, mas você encontrou por aí um livrão (contendo vários livros) que, submetidos ao teste acima, foram aprovados. 

          Espera aí que tem um teste ainda mais rígido. Pegue todos os 66 livros da Bíblia, representados por seus respectivos totais de capítulos e transforme num número só.

Temos aqui todos os 66 livros bíblicos com seus respectivos totais de capítulos:

Nº de ordem Livro Total de capítulos

1 Gênesis 50

2 Êxodo 40

3 Levítico 27

4 Números 36

5 Deuteronômio 34

6 Josué 24

7 Juízes 21

8 Rute 4

9 1 Samuel 31

10 2 Samuel 24

11 1 Reis 22

12 2 Reis 25

13 1 Crônicas 29

14 2 Crônicas 36

15 Esdras 10

16 Neemias 13

17 Ester 10

18 42

19 Salmos 150

20 Provérbios 31

21 Eclesiastes 12

22 Cantares 8

23 Isaías 66

24 Jeremias 52

25 Lamentações 5

26 Ezequiel 48

27 Daniel 12

28 Oséias 14

29 Joel 3

30 Amós 9

31 Obadias 1

32 Jonas 4

33 Miquéias 7

34 Naum 3

35 Habacuque 3

36 Sofonias 3

37 Ageu 2

38 Zacarias 14

39 Malaquias 4

40 Mateus 28

41 Marcos 16

42 Lucas 24

43 João 21

44 Atos 28

45 Romanos 16

46 1 Coríntios 16

47 2 Coríntios 13

48 Gálatas 6

49 Efésios 6

50 Filipenses 4

51 Colossenses 4

52 1 Tessalonicenses 5

53 2 Tessalonicenses 3

54 1 Timóteo 6

55 2 Timóteo 4

56 Tito 3

57 Filemon 1

58 Hebreus 13

59 Tiago 5

60 1 Pedro 5

61 2 Pedro 3

62 1 João 5

63 2 João 1

64 3 João 1

65 Judas 1

66 Apocalipse 22

Transformando esses capítulos num número só, teremos: 

050.040.027.036.034.024.021.004.031.024.022.025.029.036.010.013.010.042.150.031.012.008.066.052.005.048.012.014.003.009.001.004.007.003.003.003.002.014.004.028.016.024.021.028.016.016.013.006.006.004.004.005.003.006.004.003.001.013.005.005.003.005.001.001.001.022  

          Agora transforme num número único todos os totais de capítulos SOMENTE DOS LIVROS QUE CONTENHAM AS EXPRESSÕES “TRÊS VEZES” E “SETE VEZES”, como mostrado na tabela mais acima. 

050.040.027.036.034.024.021.031.022.025.036.042.150.031.066.012.028.016.024.021.028.013 

          Pronto! Agora divida o 1º numerozão pelo 2º, e como não é uma divisão exata, haverá um resto igual a: 

21.527.645.031.421.041.206.890.204.655.630.192.603.322.188.266.603.310.630.120.378.632 

          Por último divida este resto por 1.189 (total de capítulos da Bíblia) e, novamente como não é uma divisão exata, teremos um resto, 555. 

          Agora procure saber qual é o 555º capítulo da Bíblia e descobrirá que É O ÚNICO DE NÚMERO 77 (O SALMO 77)!!! 

          Em outras palavras: o numerozão (formado por todos os 66 livros da Bíblia) contado dentro de um número formado exclusivamente pelos livros que contém as expressões “três vezes” ou “sete vezes” (cuja soma total dos capítulos é 777), terminará no único capítulo de número 77!!! 

          São coincidências demais para serem somente coincidências, e são complexas demais para terem sido elaboradas pela mente humana, você não acha? 

          De que forma alguém poderia contestar a simetria apresentada, sem apelar para o argumento das meras coincidências? Isto é, existiria algum erro nos cálculos ou nas tabelas apresentadas? 

          Como eu já disse algumas vezes dentro da Enciclopédia Arquivo7, existem, pelo menos, dois tipos de simetrias com as quais costumamos trabalhar: 

          1 – Simetrias que são interessantes, mas podem ser questionadas. Isto não significa que estejam erradas, mas que são baseadas em eventos ou coisas que podem ser questionadas pelos críticos. Por exemplo, se eu descubro uma simetria me baseando no significado de uma certa palavra hebraica e a tradução de tal palavra for controversa. Nesse caso, mesmo que a tradução escolhida por mim seja a mais popularmente aceita pelos estudiosos, o crítico vai alegar que a outra tradução é que é a correta, e que invalida os meus cálculos. 

          Ou se eu descubro uma simetria baseada na quantidade de vezes em que certa palavra aparece na Bíblia, em vários livros, sendo um deles, o Evangelho de João. Entretanto, o crítico pode descobrir, em alguma versão não muito conhecida, algum exemplo em que o Evangelho de João NÃO CITA A TAL PALAVRA NENHUMA VEZ! Mesmo que a versão usada por ele não seja considerada de confiança pelos especialistas, o crítico se agarrará a ela com força, a fim de invalidar a minha tese. A simetria que apresentei hoje faz parte dessa categoria. Por exemplo, a expressão “três vezes” aparece somente uma vez no livro de Jó (Jó 33:29). 

          Aí quando damos uma olhada em algumas versões, percebemos que, embora a maioria use a tal expressão, contudo, isto não é unanimidade: 

(ACF)  Eis que tudo isto é obra de Deus, duas e três vezes para com o homem,

(ARA)  Eis que tudo isto é obra de Deus, duas e três vezes para com o homem,

(ARC)  Eis que tudo isto é obra de Deus, duas e três vezes para com o homem,

(CATOLICA) Veja! Deus faz tudo isso duas e até três vezes em favor do homem,

(NTLH)  “Deus faz tudo isso com a gente e faz várias vezes.

(NVI)  "Deus faz dessas coisas ao homem, duas ou três vezes,

(PJFA)  Eis que tudo isto Deus faz duas e três vezes para com o homem,

(VIVA) Sim, Deus faz essas coisas acontecerem na vida do homem, em alguns casos duas ou três vezes,

(Vulgata latina) ecce haec omnia operatur Deus tribus vicibus [três vezes] per singulos

(LXX, a SEPTUAGINTA, famosa tradução do Antigo Testamento hebraico para o grego, em cerca de 2 séculos antes de Cristo):  ιδου παντα ταυτα εργαται ο ισχυρος οδους τρεις [TRÊS] μετα ανδρος 

Algumas versões internacionais: 

New Living Translation

“Yes, God does these things again and again for people.” [tradução automática: Sim, Deus faz essas coisas repetidamente pelas pessoas] 

English Standard Version

“Behold, God does all these things, twice, three times, with a man," [tradução automática: Eis que Deus faz todas essas coisas, duas, três vezes, com um homem] 

Berean Study Bible

“Behold, all these things God does to a man, two or even three times,” [tradução automática: Veja, todas essas coisas que Deus faz ao homem, duas ou até três vezes] 

King James Bible

“Lo, all these things worketh God oftentimes with man,” [tradução automática: Vejam, todas essas coisas operam Deus muitas vezes com o homem] 

New King James Version

“Behold, God works all these things, Twice, in fact, three times with a man,” [tradução automática: Eis que Deus opera todas essas coisas, duas vezes, na verdade, três vezes com um homem] 

New American Standard Bible

“Behold, God does all these things for a man two or three times,” [tradução automática: Eis que Deus faz todas essas coisas por um homem duas ou três vezes] 

Fica claro que a maioria das versões concordam com a tradução “duas ou três vezes”. 

Mas o que diz o original hebraico? A palavra que aparece é שָׁל֣וֹשׁ, que os dicionários e léxicos traduzem como “três vezes”, entre outras expressões relacionadas ao número 3. Na verdade, são duas palavras que aparecem lado a lado: פַּעֲמַ֖יִם שָׁל֣וֹשׁ. Esta segunda palavra, em hebraico, significa “DUAS VEZES”. Portanto, a maioria das traduções é coerente quando traduz por “DUAS OU TRÊS VEZES”. 

Sendo assim, a simetria matemática apresentada mais acima está correta, porém, como envolve traduções controversas, não faz parte do tipo que eu gosto de propagar. 

          2 – Simetrias retiradas de coisas 100% exatas, fundamentadas em fatos inquestionáveis. As coisas e eventos sobre os quais este tipo de simetria se baseia, são inegáveis, inquestionáveis, acima de qualquer sombra de dúvida. Já revelamos centenas de exemplos na Enciclopédia Arquivo7 e em vários artigos publicados neste site. Mas o próximo exemplo é inédito. 

Moacir Junior – morganne777@hotmail.comwww.arquivo7.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário